menu
Partilhar

Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los

 
Por Equipe editorial. Atualizado: 23 julho 2021
Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los

Hoje em dia negligenciamos o cuidado com nosso bem estar psicológico e tudo o que acarreta. Nos custa aceitar e nos respeitar, e isso afeta negativamente a nossa saúde mental, especialmente a nossa autoestima. É importante investir tempo e esforço pensando mais em nós e deixar de estar tão dependentes de alguém sendo que para poder amar aos demais, é importante nos amarmos antes.

Para conhecer todos os segredos da autoaceitação e do autorrespeito, neste artigo de Psicologia-Online te mostraremos como alcançá-los mediante exercícios e truques psicológicos. Aprenda a se amar!

Também lhe pode interessar: Como superar o medo da rejeição

O que é o autorrespeito e como trabalhar ele

Definimos o autorrespeito como o grau no qual nós nos respeitamos como pessoas merecedoras de dignidade e valor. Respeitar a si mesmo é um dos pilares da autoestima e é um passo necessário se quisermos viver uma vida focada no sucesso e no otimismo.

A falta de autorrespeito pode resultar em desânimo, tristeza, baixa autoestima e pouca motivação para alcançar nossas metas.

Como respeitar-se

Para trabalhar o autorrespeito você pode realizar os seguintes exercícios:

  • Assertividade: a comunicação assertiva se baseia em poder expressar nossos sentimentos e necessidades para as demais pessoas, de uma maneira razoável e calma, mas sendo claro na nossa mensagem.
  • Aceitar e aprender a lidar com as críticas dos demais: sempre que sejam de natureza construtiva, as críticas podem nos ajudar a melhorar como pessoas.
  • Concentra suas ações na melhoria pessoal do sucesso: se você deve tomar uma decisão importante na vida, pensa antes no que você quer transformar esse ato e até onde quer orientar suas metas.
  • Aceitar quem você é e desenvolver suas próprias qualidades: este último conselho está estreitamente relacionado com a autoaceitação que definiremos na continuação.

Autoaceitação: o que é e exercícios para estimulá-la

Mais uma das bases da autoestima é a autoaceitação. Este conceito é definido como o grau em que, não só respeitamos nossa maneira de ser, mas também que a aceitamos e a valorizamos de maneira positiva. Segundo Carol Ryff, a autoaceitação é a atitude positiva orientada para o bem-estar[1]. De fato, um dos estudos mais famosos de Carol relaciona a autoaceitação com a autonomia e o crescimento pessoal.

Autoaceitação: exercícios

Se quiser se beneficiar das consequências positivas da autoaceitação, pode seguir estes exercícios baseados na psicologia positiva:

  • Faça uma lista sobre o que você "precisa mudar em você mesmo/a" e observe-a. Agora, em vez de pensar que você precisa mudar isso, tente aceitar o que realmente não é um grande problema. Por exemplo:

" Preciso mudar minha introversão, tenho poucos amigos" pode mudar para se tornar "Aceito que sou uma pessoa introvertida, tenho poucos amigos mas sou capaz de mantê-los e disfrutar de sua companhia"

  • Lembre-se que ninguém é perfeito e que todos cometemos erros em algum momento, aceitar nossas fraquezas e aumentar nossas forças é um bom exercício de autoaceitação.
  • Se conheça: fazer um exercício de introspecção para conhecer seu próprio temperamento e personalidade pode te ajudar em seu processo de autoaceitação e autorrespeito.
Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los - Autoaceitação: o que é e exercícios para estimulá-la

Relação entre autoestima, autoaceitação e autorrespeito

Uma vez que conhecemos todos os segredos sobre a autoaceitação e autorrespeito e como trabalhá-los, é importante enfatizar a forte relação que têm com a autoestima. Como mencionamos ao longo deste artigo, nos aceitar e nos respeitar é um passo fundamental para poder incentivar uma atitude positiva para nós e para a nossa autoimagem.

O conceito de autoestima é muito amplo, no geral se considera o valor próprio que atribuímos a nós mesmo. Esse valor está mediado o influenciado por diversos fatores entre os quais encontramos os seguintes:

  • a autoimagem;
  • o autoconceito;
  • a motivação intrínseca;
  • as expectativas de autoeficácia:
  • e, obviamente, a autoaceitação e o autorrespeito.

Em conclusão, podemos afirmar que nossa autoestima pode melhorar realizando os exercícios que descrevemos ao longo deste artigo, incentivando assim, nosso bem-estar mental e fortalecendo nossas habilidades para superar os desafios da vida.

Além disso, uma vez melhorando nossa autoestima, também seremos capazes de aplicar estes exercícios nas pessoas que nos rodeiam, ajudando nossas amizades e pessoas queridas a se valorizarem e se aceitarem.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Referências
  1. Ryff, C. D., & Keyes, C. L. M. (1995). The structure of psychological well-being revisited. Journal of personality and social psychology, 69(4), 719. Adjuntamos imagen del estudio a continuación.

Fotos de Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los
1 de 3
Autoaceitação e autorrespeito: como alcançá-los

Voltar ao topo da página