menu
Partilhar

Como lidar com a depressão do/a companheiro/a

 
Por Júlia Puigbó Vivas, Psicóloga. 27 janeiro 2021
Como lidar com a depressão do/a companheiro/a

A depressão é um transtorno do estado de humor que diminui significativamente a capacidade de aproveitar de atividades e relações que antes eram prazerosas, e assim a vida em casal pode acabar afetada. A pessoa pode estar suportando uma grande carga no dia a dia, por isso é fundamental saber o que estamos enfrentando, conhecer como podemos ajudar e oferecer nosso apoio para que nosso companheiro se recupere.

Como lidar com a depressão do companheiro ou companheira? Se você quer saber quais são os sintomas da depressão e o que você pode fazer para ajudar, continue lendo este artigo de Psicologia-Online.

Também lhe pode interessar: Perguntas pesadas para namorado/a

Perfil de uma pessoa depressiva

É imprescindível conhecer sua sintomatologia para saber que o comportamento de nosso companheiro não tem a ver com sua relação sentimental e pessoal, mas sim com a doença que sofre. Certamente se a pessoa com a qual você compartilha sua vida está passando por um episódio depressivo, você terá notado que ela ficou pouco comunicativa, irritável, negativa, descuidada da aparência, sem desejo sexual, etc.

Sintomas da depressão

A seguir te mostramos os sintomas de um estado depressivo:

  • Perda importante do interesse ou capacidade de aproveitar das atividades que normalmente eram prazerosas;
  • Ausência de reações emocionais diante de acontecimentos que geralmente provocam uma resposta;
  • Presença de desaceleramento motor;
  • Perda marcante do apetite;
  • Perda de peso;
  • Notável diminuição do interesse sexual;
  • Sensação de cansaço constante;
  • Mudança nos hábitos de sono.

Se você suspeita que alguém de seu entorno pode sofrer de depressão, recomendamos a leitura do artigo sobre como saber se estou com depressão ou ansiedade.

Como lidar com a depressão do/a companheiro/a - Perfil de uma pessoa depressiva

Como ajudar namorado/a com depressão

Uma depressão tem um impacto direto no relacionamento de quem a sofre, e por consequência, também no resto da família. Você deve estar se perguntando: "O que eu faço? Qual é meu papel? O que posso fazer para ajudar?"

Ajuda profissional e aceitação: primeiros passos para ajudar seu companheiro

  • É muito importante que você incentive seu companheiro ou companheira a pedir ajuda profissional. A depressão é uma doença e requer ajuda e tratamento profissional. Você deve normalizar o fato de ter que buscar ajuda externa.
  • Por outro lado, é necessário aceitar a existência da doença. Ninguém é culpado por sofrer de uma doença. É difícil de aceitar, porém, o começo do processo terapêutico passa por assumir essa situação.
Como lidar com a depressão do/a companheiro/a - Como ajudar namorado/a com depressão

Como lidar com a depressão do/a companheiro/a

Tão importante quanto receber ajuda e tratamento, é se informar sobre a doença, para saber como agir e assim saber dar o apoio e a ajuda que seu companheiro precisa. A seguir te damos algumas recomendações que podem ser úteis para ajudar a enfrentar a depressão de seu companheiro:

  • Mostre compreensão e empatia: não questione seus pensamentos ou sentimentos. Se a pessoa com depressão não se sente ouvida e compreendida, se fechará mais e esta situação aumentará a sensação de mal-estar, apatia e desânimo. Ela precisa de pessoas assertivas e empáticas que não a julguem, que demonstrem compreensão, que apenas fiquem de seu lado.
  • Não personalize, a explicação está em seu transtorno. É normal que você sinta impotência e incompreensão; seu companheiro está distante, não se interessa por suas coisas, não tem desejo, etc. Mas é importante que você entenda que se seu companheiro sofre de depressão, todos esses comportamentos são manifestações da doença.
  • Não o sobrecarregue, sugira sem pressionar. Meu companheiro tem depressão e não quer me ver, o que posso fazer? Uma depressão exige tempo, possui altos e baixos e nunca responde às pressões.
  • Não o superproteja: a superproteção não ajudará seu companheiro. É preciso se sentir útil e participar das atividades diárias, mesmo que seja muito difícil.
  • Valorize pequenos avanços: valorizar e reforçar os pequenos avanços por menores que sejam ou qualquer comportamento que consideramos adequado aumentará a probabilidade de que se mantenham.
  • Cuide-se, você não tem depressão: continue aproveitando suas atividades, relações e hobbies, e não sinta culpa. Você precisa apoiar seu/sua companheiro/a e para isso precisa cuidar destes momentos que te fazem feliz. Não se esqueça de você, ter ao lado uma pessoa deprimida é muito desgastante. Além disso, se você não se cuida, não conseguirá ajudar muito.
  • Tenha paciência: uma depressão não sai de um dia para o outro. É necessário um processo longo. Ficar impaciente só gera sentimentos de culpa e sobrecarga. A paciência é necessária para apoiar seu companheiro em todo o processo. Confie em sua recuperação.

Neste artigo você encontrará mais informações sobre como ajudar uma pessoa com depressão.

Ruptura de um relacionamento por depressão

Depressão confunde sentimentos? Terminar seu relacionamento por depressão é normal? A depressão é um transtorno do estado de humor que pode afetar muito negativamente a dinâmica de um casal, até o ponto de provocar discussões constantes, mal-estar, insegurança emocional...

É certo que uma pessoa com depressão não escolhe estar dessa forma e não é correto responsabilizá-la por seu estado emocional, mas é necessário comentar que a depressão pode causar estragos e rejeição na relação de casal. Por isso, se você acredita que seu companheiro tem depressão e precisa de ajuda, é indispensável que você siga os conselhos que fomos enumerando ao longo deste artigo.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como lidar com a depressão do/a companheiro/a, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Bibliografia
  • Jarne, A.; Talarn, A. (2012). Manual de Psicopatología clínica. Herder: Barcelona

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como lidar com a depressão do/a companheiro/a
1 de 3
Como lidar com a depressão do/a companheiro/a

Voltar ao topo da página