menu
Partilhar

Como perder a vergonha

 
Por Sonia Silgado, Psicóloga. 18 março 2021
Como perder a vergonha

Com certeza em muitas ocasiões você não se atreveu a fazer alguma coisa por medo do que diriam se você fizesse mal ou de maneira ridícula. É um sentimento de perda de dignidade, e de medo de ser humilhado/a. A origem do sentimento de vergonha está em nosso instinto de sobrevivência.

Antigamente, e de certo modo atualmente também, precisávamos pertencer a um grupo a fim de sobreviver, portanto, realizar uma ação ridícula poderia nos levar a expulsão desse grupo e, logo, nossa capacidade de sobrevivência seria mínima. Sendo assim, o sentimento de vergonha é um resíduo desse instinto primário de sobreviver. Na atualidade, perdeu sua função em muitos casos e não é mais um obstáculo em nosso dia a dia. Por isso, é importante saber como enfrentá-la.

Neste artigo de Psicologia-Online, te contamos como perder a vergonha, as características da vergonha e os tipos de vergonha que existem.

Também lhe pode interessar: Como ser extrovertido

O que é a vergonha

A vergonha é uma emoção ou sentimento incômodo causado pelo medo de que nossa atitude gere rejeição dos outros. Dito de outra maneira, também é uma perturbação do estado emocional devido a uma ação cometida considerada socialmente humilhante. É uma emoção que nos limita pelo medo de sermos rejeitados/as. Por isso, as pessoas vergonhosas tendem a evitar certas situações ou contextos por medo de fazer de maneira ridícula.

Quer saber como perder a vergonha? Continue lendo para conhecer as características da vergonha e como superar este sentimento.

Por que sentimos vergonha?

Talvez frequentemente você tenha se perguntado por que sentimos vergonha. As principais causas deste sentimento são a sensação de vulnerabilidade que sentimos frente aos outros, por preconceitos sociais e o medo de sermos excluídos/as por fazer algo ridículo se não seguirmos os padrões mais valorizados na sociedade. O medo de sermos rejeitados/as faz com que nos adaptemos às normas preestabelecidas e julguemos aqueles comportamentos ou ações que se afastam delas.

Tipos de vergonha

Quantos tipos de vergonha existem? Podemos distinguir diferentes tipos de vergonha. Vejamos quais são:

  • Amorosa: o fato de que uma pessoa saiba que tenhamos sentimentos amorosos por ela e nos rejeita, pode chegar a produzir um grande sentimento de vergonha.
  • Exposição: o motivo da vergonha se deve a que nos viram em uma situação íntima, por exemplo, ou que tenham exposto um erro nosso publicamente.
  • Por expectativas: às vezes o problema surge porque temos grandes expectativas sobre nosso futuro, de modo que, ao não conseguir atingir tais sucessos, sentimos vergonha.
  • Exclusão social: um dos tipos de vergonha é a exclusão social. Que não te convidem para ir comer ou para algum plano com os amigos, pode chegar a te fazer se sentir desprezado e que surja um sentimento de vergonha.
  • Alheia: podemos sentir vergonha alheia por estarmos acompanhados de alguém que possa chamar a atenção por sua forma de se vestir, por seu comportamento ou por sua forma de pensar.

Características da vergonha

Há diversas características que podem te ajudar a identificar seu sentimento de vergonha. A seguir, veremos quais são as características da vergonha:

  • Em muitos casos é inconsciente, pois não sabemos que a temos.
  • É muito duradoura, isto é, mesmo depois de terminada a situação que poderia nos produzir vergonha, este sentimento perdura por mais tempo.
  • As emoções e sentimentos que surgem como consequência da mesma, como a baixa autoestima, tristeza, ansiedade, são muito intensos.
  • É acompanhada de pensamentos, imagens e frases negativas originadas na infância. Exemplos disso é pensar que você mesmo é estúpido/a, inútil, ou sentimento de não ser suficiente, entre outros.
  • A origem mais primária, como dizíamos no começo do artigo, se deve a nossos instintos primários de sobrevivência. No entanto, há fatores ocorridos durante a infância que podem provocar que algumas pessoas tenham maiores sentimentos de vergonha do que outras. Em muitos casos, os pais de uma criança disseram mensagens negativas toda vez que ela cometeu um erro, fazendo com que tais mensagens acabasse internalizadas e fazendo com que essa criança se sinta cada vez mais insegura de tomar uma iniciativa.

Continue lendo para saber como perder a vergonha com exercícios muito simples.

Como perder a vergonha em 6 exercícios

Como perder a vergonha? Existem dinâmicas para superar a vergonha. Te recomendamos os seguintes exercícios para se livrar da vergonha:

  • Aceite ter imperfeições: se você assume que em algum momento você pode se equivocar e cometer um erro, não terá tanta vergonha quando este ocorrer. Exponha seus defeitos com graça, de forma que ao reconhecer sua existência, os erros perdem importância para os outros.
  • Coloque objetivos: além de colocar metas para alcançar, tente também se obrigar a cumpri-las. Se em algum momento você tem medo de parecer ridículo, lembre-se qual é sua meta e não permita que esse medo te impeça de alcançá-la.
  • Observe as pessoas à sua volta: se você se rodeia de pessoas muito tímidas, que temem cometer erros ou que julgam os outros quando os cometem, certamente você acabará tendo maiores sentimentos de vergonha. Procure o contrário, rodeie-se de pessoas que se preocupam em aproveitar e se esqueçam do que os outros fazem ou do que os outros falam delas.
  • Trabalhe sua autoestima: se você vive pensando no que os outros vão opinar sobre você, é porque certamente sua opinião sobre si mesmo não é muito positiva. Analise o que você pensa sobre si mesmo/a e procure modificar essas mensagens por outras mais positivas. Lembre-se que seu valor não muda devido a opinião dos outros. Descubra como melhorar a autoestima.
  • Seja objetivo/a: às vezes chegamos a analisar as situações de uma forma muito subjetiva que nos impede de ver como é a realidade. Para perder a vergonha, tente ter um ponto de vista em terceira pessoa: o que você pensaria de alguém que cometeu este erro? Certamente não terá uma opinião ruim sobre essa pessoa ou, ao menos, não seria nada similar à que você acredita que teriam de você se cometesse este mesmo erro.
  • Exponha-se: para superar a vergonha, exponha-se àquilo que te produz vergonha. Você pode começar por aquelas situações que não te causam tanta ansiedade e terminar por aquelas que te produzem mais ansiedade. Esta é a melhor forma de combater os medos.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como perder a vergonha, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Bibliografia
  • Burgo, J. (2018). Shame : Free yourself, find joy and build true self-esteem. Londres: Watkins Media.
  • Broucek, Francis (1991). Shame and the Self. Guilford Press, New York, p. 5.
  • Calderón, G. (2004). La ambivalencia de la bioética: cinco tesis para superar la vergüenza. Orientaciones Universitárias, (35), 107-122.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como perder a vergonha
Como perder a vergonha

Voltar ao topo da página