Partilhar

Como salvar meu casamento

Como salvar meu casamento

Ninguém disse que as relações fossem fáceis, muito menos um casamento. Existem muitas expectativas em torno do casamento que, muitas vezes, podem ser difíceis de adaptar à realidade. Nos relacionamos, nos apaixonamos, fazemos planos, erramos, mudamos e crescemos como pessoas. Contudo, estas mudanças (ou a falta delas) podem acabar comprometendo esse relacionamento tão importante na sua vida. Se esse é o seu caso, continue lendo esse artigo de Psicologia-Online para conhecer alguns conselhos sobre como salvar seu casamento.

Também lhe pode interessar: Como salvar um casamento em crise

Como salvar meu casamento: 5 chaves

Como salvar um casamento em crise? Para abordar os problemas no relacionamento com o seu marido ou esposa, sugerimos 5 aspectos essenciais:

  1. Analisem o vosso casamento. Descubram o que falha, por que está dando errado? Qual é a causa ou causas? Uma vez encontradas as razões, pensem: tem solução? O que pode ser feito para melhorar o vosso casamento? E, sobretudo, estão dispostos/as a realizar estas mudanças?
  2. Aumentem a comunicação (tanto em quantidade como em qualidade). Uma boa comunicação é básica para qualquer tipo de relação. Não consiste apenas em expressar os seus sentimentos e necessidades de forma assertiva, mas também de escutar ativamente a outra pessoa, com a intenção de chegar a um entendimento e ajuda bidireccional. Aqui você encontrará mais informação sobre como melhorar a comunicação no casamento.
  3. Saiam da rotina. Saiam de casa também. A monotonia é como um vírus silencioso que vai infetando a relação sem que vocês se apercebam. É recomendado combatê-la de vez em quando com alguma viagem, final de semana, excursão... Além disso, passar esse tempo juntos/as fora da vossa rotina habitual ajudará a fortalecer o vínculo entre vocês.
  4. Reavivem a paixão. Procurem apimentar o clima com as dicas para reacender a paixão no relacionamento que indicamos nesse artigo.
  5. Terapia de casal. Recorrer a um/a especialista a tempo pode ser a melhor solução, já que ele/a pode orientará vocês sobre o vosso caso em particular, aconselhando medidas específicas. A terapia de casal pode ensinar muitas estratégicas, desde métodos para resolver os problemas, até formas de reavivar a paixão e melhorar a vida sexual.

Como salvar meu casamento sozinha/o

A razão mais comum dos términos matrimonias é a falta de comunicação ou entendimento, por isso o conselho número 2 do ponto anterior é tão importante e não deve ser subestimado. Se vocês sabem que existe algo que não está funcionando no vosso casamento e o outro membro do casal está em modo passivo, sem intenção de tentar solucioná-lo, tome você a iniciativa.

Se você quer saber como salvar um casamento desgastado e em crise, comece pelos conselhos 1 e 2: comunique com o seu marido ou esposa para entender como ele ou ela veem a vossa relação, o que pensa que está falhando, o que deve mudar, etc. Logo, comece a realizar essas mudanças de verdade. Se, depois de algum tempo, a atitude passiva do início se mantém, pense bem se você quer continuar no relacionamento. Um casamento é uma coisa de duas pessoas e ambos devem trabalhar e estar cómodos no processo. Se é apenas você quem quer salvar o seu casamento, seguramente não será suficiente.

Além disso, embora o princípio de um término pareça o fim do mundo, também implica algumas coisas positivas como uma oportunidade para o crescimento pessoal e um novo estilo de vida mais gratificante. No seguinte artigo, você encontrará informações sobre como superar o fim do relacionamento.

Passar algum tempo separados/as também pode ser uma opção se a pessoa que quer solucionar as coisas se sente bloqueada. Embora isso possa parecer um passo no sentido contrário ao seu objetivo, um tempo longe pode ajudar a que os dois membros do casal entendam o quanto valorizam o relacionamento, além de ter um espaço para refletir sobre o casamento e o que realmente querem.

Como salvar um casamento depois de uma traição

Estima-se que as relações extraconjugais sejam praticadas por 1 em cada 3 homens e 1 de cada 4 mulheres, mais frequentemente a partir do quinto ano de casamento. As motivações podem ser muito diversas: para variar (aborrecimento ou quebrar a rotina), como uma forma de expressar hostilidade ou represálias contra o cônjuge, insatisfação com a vida matrimonial, como forma de validar a falta de afeto em relação à outra pessoa, para reforçar a autoestima, etc.

As estatísticas também apontam que 62% dos homens perdoaria uma infidelidade contra 51% das mulheres. Isso indica que um affair não é necessariamente algo imperdoável e irremediavelmente destruidor no seu casamento, embora evidentemente seja afetado por uma infidelidade.

Para superar uma traição e salvar o casamento, é imprescindível ser muito sincero/a com você mesmo/a e com a outra pessoa, tanto se foi você quem traiu, como se se foi traído/a. Caso você tenha sido a pessoa infiel, é importante que pense bem no que te levou a trair para, a partir de aí, refletir profundamente sobre as suas necessidades, o seu casamento, etc.

Se você foi a pessoa enganada, deve escutar o que a outra pessoa tem a dizer e fazer as perguntas necessárias, assim como pensar se realmente quer continuar do lado dela e como proceder a partir de agora. Logo, se escutem, sejam empático/as, tentem se entender e negoceiem como querem salvar o vosso casamento. No seguinte artigo, falamos sobre como superar uma traição no casamento.

Como salvar meu casamento depois de uma separação

Muitas vezes, as separações são o prelúdio dos divórcios, mas nem sempre tem por que ser assim. A duração média dos casamentos é de cerca de 17 anos e os términos e os términos matrimoniais são mais frequentes em segundos casamentos.

Depois de uma separação, se os dois membros do casal estão dispostos a se reconciliar e a trabalhar para que o casamento siga em frente, é muito provável que tenham refletido sobre vocês e sobre a vossa relação. Também é possível que tenham concluído do quanto gostam da outra pessoa e do quanto querem estar junto a ela e, na maioria dos casos, isso implica que devem ser realizadas algumas mudanças nas dinâmicas do casamento. Falem bem sobre esses pontos e, sobretudo, levem as coisas com calma, que Roma não foi construída em dois dias e um bom relacionamento requer bases sólidas sobre as quais assentar.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como salvar meu casamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Bibliografia
  • Riso, W. (2003). ¿Amar o depender? Cómo superar el apego afectivo y hacer del amor una experiencia plena y saludable. Editorial Norma.
  • Riso, W. (2007). Los límites del amor. RBA Coleccionables.

Escrever comentário sobre Como salvar meu casamento

O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
A sua avaliação:
Pedreira
dificuldades em apimentar a relação
A sua avaliação:
Projeto de Deus
mude sua situação antes que seja tarde demais.
A sua avaliação:
joana
O quão importante é seu casamento para você?

Como salvar meu casamento
Como salvar meu casamento

Voltar ao topo da página