menu
Partilhar

Como superar o medo da rejeição

 
Por Marissa Glover, Psicóloga. 24 agosto 2021
Como superar o medo da rejeição

Todas as pessoas por natureza buscam ser parte de um círculo social e relacionar-se com outras, umas com mais, outras com menos pessoas, dependendo da personalidade de cada um. Mas, todos nós gostamos de sermos aceitos socialmente. É por isso que um dos maiores medos que podemos experimentar na vida é o da rejeição por parte das outras pessoas.

Ninguém gosta da ideia de ser rejeitado pelo círculo social em que se desenvolve ou na que hora que pretende entrar em um novo. Até certo ponto, sentir medo da rejeição, em medida justa, pode ser considerado normal. Entretanto, quando esse medo transforma-se em algo limitante, a ponto de provocar sofrimento desnecessário vira um problema que deve- ser solucionado o quanto antes.

Mas, como superar o medo da rejeição? Em certas ocasiões, sobretudo quando levamos esse medo muito enraizado, pode ser difícil eliminá-lo. Entretanto, não é impossível quando realmente se quer fazê-lo. É por isso que neste artigo de Psicologia-Online vamos te dar uma série de conselhos eficazes que te ajudarão a superar o medo da rejeição.

Também lhe pode interessar: Como superar o medo da solidão

Como as pessoas que tem medo da rejeição agem

Uma pessoa que não está limitada pelo medo da rejeição pode chegar a sentir em certas ocasiões que não é bem aceita ou até ignorada, mas isso não será sentido de maneira negativa, nem tomado como algo com importância. Entretanto, uma pessoa que tem medo da rejeição excessivo, vai estar todo o tempo preocupada com a reação dos demais e, inclusive, vai interpretar as ações dos outros, chegando a percebê-las de maneira equivocada.

Por exemplo, se um colega de trabalho que normalmente está alegre e sorridente, um dia chega mais sério e sem vontade de falar com ninguém, a pessoa que tem medo da rejeição vai interpretar sua seriedade como algo contra ela, como se essa pessoa estivesse assim por não querer falar com ela.

As pessoas com medo da rejeição são muito suscetíveis ao que dirão e se em algum momento se dão conta de que alguém falou mal delas o que disseram algo que não as agradou, podem sentir-se feridas profundamente e não deixam de pensar nesta situação que gerou tanto mal estar. Costumam ser pessoas que, inclusive, se sentem todo o tempo julgadas e observadas pelos demais, ainda que não seja assim. Por isso começam a distorcer a realidade e criar hipóteses baseadas em seu próprio medo da rejeição.

É justamente por isso que tendem muito a tratar de agradar aos demais, agindo de maneira que acreditam que o outro deseja ou isolando-se totalmente fazendo como se realmente não se importassem com o contato com os outros, nem com a rejeição.

Neste outro artigo te contamos quais são os sintomas da baixa autoestima.

Como superar o medo da rejeição - Como as pessoas que tem medo da rejeição agem

Consequências do medo da rejeição

Entre as principais consequências que trazem consigo a sensação de medo exagerado e irracional da rejeição encontram-se as seguintes.

Perder a oportunidade de estabelecer relações estáveis

As pessoas com medo da rejeição perdem muitas oportunidades de conhecer mais pessoas e estabelecer com elas laços mais estreitos de amizade e/ou amor. Deixam de experimentar o compartilhamento de grandes momentos com pessoas que podem chegar a ser muito importantes para elas, de ter ao seu lado pessoas que podem apoiá-las em todos os momentos, quando estejam em situações difíceis, nas horas de alegria e, inclusive, de chegar a formar uma família. Todas essas experiências vitais enriquecem e fortalecem a autoestima de cada um de nós, por isso, se deixamos de tê-las estaremos vivendo uma vida com pouco sentido.

Problemas de ansiedade

Estar todo o tempo preocupado/a com as reações dos demais, sentir-se julgado/a por outros e não valorizados/as, pode provocar o início de problemas de ansiedade. Uma pessoa ansiosa não vive tranquila, vive angustiada com o que pode acontecer ou não, pensando todo o tempo em situações de conflito, inclusive podendo chegar a ter sintomas físicos que incomodam, relacionados com o excesso de tensão que sentem.

Depressão

Não é nada raro que uma pessoa que tenha um medo da rejeição excessivo possa em algum momento desenvolver algum transtorno depressivo. Não é fácil para ninguém sentir-se rejeitado e ignorado, mas as pessoas que vivem esse medo o tempo todo, chegam a distorcer tanto a realidade que não conseguem identificar nem ao menos quando estão sendo bem aceitas. A depressão por si só provoca também que a pessoa que padece dela, gere todo o tempo pensamentos negativos sobre ela mesma e sua relação com os demais. Isto provoca que se encontre no meio de um círculo vicioso extremamente negativo que pode chegar a ser muito destrutivo para ela e seu bem-estar emocional.

Não alcançar objetivos vitais

O medo da rejeição pode ser tão limitante porque não só nos impede de nos relacionarmos com o demais, mas também, de alcançar nossas metas e objetivos pessoais já que pelo mesmo medo, deixamos de nos atrever a fazer coisas que são necessárias para alcançá-los.

Por exemplo, uma pessoa que tem como objetivo ter uma família, se sente que todos a rejeitam, vai ser difícil que possa chegar a ter um/a companheiro/a estável. Uma pessoa cujo o objetivo é subir de cargo em uma empresa, se sente todo o tempo este tipo de medo, com certeza não vai se atrever a se expor diante de seus superiores para ser avaliada e pode ascender.

Conselhos para superar o medo da rejeição

Se você quer saber como superar o medo da rejeição te recomendamos que leia os quatro conselhos que te daremos a seguir. Eles poderão te ajudar a desfrutar de uma vida mais satisfatória e que melhore sua relação com os demais.

Não pretenda agradar todo mundo

Algumas pessoas caem na armadilha de querer agradar a todas as pessoas, o que é impossível, já que sempre vão existir pessoas com as quais nos daremos melhor e aquelas com quem vamos nos entender menos, inclusive, outras que para gente "tanto faz" e as que nos caem super mal. Estar consciente disso e ver como algo normal é a chave para que deixemos de nos preocupar tanto para que os outros gostem da gente. É importante que levemos isso a sério porque ao continuar buscando aprovação do outro, o único que fará será deteriorar a sua autoestima e portanto, também, aumentar o medo da rejeição.

Seja você mesmo

Uma pessoa autêntica é aquela que se mostra tal e como é diante dos demais, assim se agrada mais ou menos, não oculta sua própria personalidade e age conforme seus valores pessoais. Quando temos medo da rejeição, tendemos a agir de distintas maneiras para moldar-nos ao que os outros querem que sejamos, o que é ironicamente contraproducente porque, no final das contas, as pessoas se dão conta de que não estamos sendo autênticos. Não devemos nos preocupar com o que os demais são ou querem que sejamos, simplesmente temos que ser nós mesmos e as pessoas corretas estarão sempre ao nosso lado.

Pare de imaginar o que os outros pensam

Pare de criar hipóteses sobre o que os outros pensam de você já que o mais provável é que você não esteja acertando e que seu próprio medo da rejeição gere uma percepção equivocada da realidade. Estar criando hipóteses e pensar que cai mal a outra pessoa, só vai fazer com que você esteja sofrendo de maneira desnecessária. Lembre-se que é impossível adivinhar o que os outros pensam e ainda que não caia bem a essa pessoa, tampouco teria que ser algo ruim, afinal também não são todas as pessoas que você conhece que te caem bem.

Modifique seus pensamentos

É necessário que você faça uma modificação daqueles pensamentos negativos que não te permitem avançar e que só geram ansiedade e preocupação. Trate de perceber as diferentes situações de maneira positiva e, mais que positiva, objetiva. Assim, cada vez que você tenha pensamentos negativos, relacionados ao seu medo da rejeição, identifique que está tendo e modifique-os de maneira consciente por outros mais construtivos e que te permitam melhorar como pessoa.

Por exemplo, se você está tendo pensamentos do tipo: "sempre me rejeitam", "nunca posso cair bem a ninguém", "esta situação não vai mudar" , "estou destinado/a a ser rejeitado/a", se você parar para pensar e analisar de maneira objetiva esse tipo de pensamento, se dará conta de que não pode generalizar.

Por isso, deixe de dizer que sempre te rejeitam porque não são todas as pessoas que farão isso. No caso de pensar que sua situação não vai mudar, pergunte-se "por quê?", "de verdade não pode mudar mesmo que eu faça um esforço?", trate de ser o mais realista e positivo/a possível.

Como superar o medo da rejeição - Conselhos para superar o medo da rejeição

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como superar o medo da rejeição, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como superar o medo da rejeição
1 de 3
Como superar o medo da rejeição

Voltar ao topo da página