menu
Partilhar

Como ter mais paciência com as crianças

 
Por Equipe editorial. 29 março 2021
Como ter mais paciência com as crianças

A paciência, essa virtude tão desejada e que é tão difícil de colocar em prática em alguns momentos. Há uma distância que separa o plano real da realidade do dia a dia. Por isso, para ser mais paciente com as crianças, em primeiro lugar, saiba que você faz as coisas da melhor maneira que sabe e que pode. Não se exija ser um santo que não perde a paciência nunca. O desafio é levantar o objetivo através de uma formulação positiva, já que os resultados são mais estimulantes e motivadores. Como ter mais paciência com as crianças? Neste post de Psicologia-Online explicamos como passar por esse desafio por uma razão muito importante: ter mais paciência traz bem-estar para você.

Também lhe pode interessar: Não tenho vontade de sair mais: causas

7 causas que te fazem perder a paciência com as crianças

Quais são os fatores de bloqueio que levam você a perder o controle? A seguir vamos descobrir as causas pelas quais nos falta paciência com as crianças para que você encontre a origem do problema.

  1. Cansaço acumulado: seu corpo e sua mente não são máquinas. O trabalho, as tarefas de casa, as responsabilidades familiares, os presentes e demais formas de gestão levam a um desgaste intenso de energia. Isso significa que, naqueles momentos do dia em que seu esgotamento é maior, você está por inércia mais suscetível a perder a paciência. Por exemplo, no fim da tarde.
  2. Exigir-se em excesso: é preciso ter muito cuidado com a auto exigência crônica porque ela é como uma voz interior que lhe julga constantemente em termos negativos. É o que ocorre quando você tem a sensação de não estar à altura das expectativas que havia estabelecido para si previamente. Atualmente, há uma tendência de mostrar uma maternidade idílica através de fotografias perfeitas nas redes sociais. Contudo, como você bem sabe, a vida é muito mais do que uma fotografia postada na internet.
  3. Quando você se sente oprimido/a por ter que cumprir diferentes tarefas ao mesmo tempo e em um curto prazo e se estressa porque tem medo de não conseguir fazer tudo que planejou.
  4. Imprevistos: se há algo que você já deve ter descoberto na sua rotina familiar com crianças é que não é possível fazer uma programação de planos com uma semana de antecedência porque no último momento pode acontecer de que algo impeça essa atividade. Nesse período da sua vida, é necessário ser mais flexível. No entanto, se você gosta de planejar rotinas com um certo adiantamento, é bem possível que os constantes imprevistos o(a) levem a perder a paciência por uma quebra de expectativas.
  5. Você é humano/a: sendo assim, seu humor não é linear. Existem momentos em que é mais fácil ser paciente. É natural que você se frustre e fique aborrecido em certas situações. Todas as emoções têm um significado.
  6. Questão de personalidade: se você se define como uma pessoa impaciente nas mais variadas áreas da vida, então é provável que também tenha projetado essa tendência comportamental quanto às crianças.
  7. Você espera que seu/sua filho(a) reaja como você deseja: às vezes você pode se esquecer que seu/sua filho(a) é uma criança e, por isso, tem sua própria forma de processar informações e interpretar a realidade num ritmo diferente do seu. Muitas vezes perde a paciência simplesmente porque se esquece de que está falando com uma criança, que tem uma lógica que não é a que você espera.

Neste outro artigo damos alguns bons conselhos para que você saiba como ter mais paciência.

Como ter mais paciência com as crianças - 7 causas que te fazem perder a paciência com as crianças

Como ter mais paciência com as crianças em 6 dicas

A paciência não é inata, é uma habilidade desenvolvida a partir da experiência. Por isso, você não tem desculpas para não cultivá-la. O que você pode fazer?

  1. Cuide-se muito: para poder cuidar dos outros, em primeiro lugar é necessário que você se sinta bem. E se você vive em um papel em que prioriza continuamente as necessidades alheias, mas não escuta seus próprios desejos, suas forças se debilitam. Por isso, é positivo que tenha algum momento, algum espaço ou alguma rotina na qual você possa literalmente se desconectar de tudo que envolve educação e cuidado de crianças. Um espaço que seja um momento de retiro consigo mesmo(a).
  2. Identificar os padrões de comportamento repetitivos: escreva um diário emocional focado em descrever aqueles episódios em que você perdeu a paciência. O que ocorreu exatamente? Que pensamentos passaram pela sua mente? Como você reagiu? Sua experiência é sua maior fonte de aprendizagem.
  3. Forme uma equipe com seu/sua parceiro(a): busque também a colaboração dos seus pais em algumas tarefas. Isto é, não assuma que você precisa dar conta de todas as responsabilidades sozinho(a). Esse peso pode ser insuportável de se carregar só, e fica muito mais leve quando você permite que outras pessoas também façam parte e ajudem.
  4. Quando sentir que está a ponto de perder o controle, não se esqueça do mais importante: respire profundamente.
  5. Corrija as falsas crenças: é bem provável que você tenha internalizado uma mensagem de pressa que se conecta com o estilo de vida moderno no qual o imediato parece ser definitivo. Porém, afaste-se desse tipo de pensamento que não é nada mais que uma distorção cognitiva, porque viver não significar caminhar com pressa. A pressa é imposta por você e para você, e não pelo meio.
  6. Compartilhe seu tempo com a criança: esta é uma das chaves mais importantes para não perder a paciência. Seu/sua filho(a) demanda sua atenção e companhia. O amor que você sente por ele(a) é o melhor remédio para desenvolver a paciência. Tente aprender com seu/sua filho(a) a viver o presente como ele(a) o faz.

Benefícios de ter paciência com as crianças

  • Você mantém o controle da situação ao invés de se sentir sobrecarregado(a) por situações simples da rotina familiar. Você mantém-se centrado quando se sente em estado de calma.
  • Melhora a qualidade da vida familiar, nos momentos compartilhados e também a comunicação.
  • Você se sente melhor consigo mesmo(a), já que descobre que as coisas não são tão alarmantes quanto como quando você está correndo contra o tempo.
  • Dizer adeus à culpa por esse tema. Muitas pessoas se sentem culpadas por terem perdido a paciência com seus/suas filhos(as). Contudo, quando você aprende a controlar esse sentimento, sua própria autoestima melhora, porque você desenvolve um concepção mais valorosa sobre si mesmo(a).

Como ter mais paciência com as crianças? Lembrando-se que no passado você também já foi uma criança. Isto é, conectando-se com a empatia de observar a vida desde a infância.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como ter mais paciência com as crianças, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como ter mais paciência com as crianças
1 de 2
Como ter mais paciência com as crianças

Voltar ao topo da página