Como ter um relacionamento saudável

Como ter um relacionamento saudável

As canções de amor e os filmes românticos mostram um conceito erróneo do que é uma relação sentimental. Dar tudo pela outra pessoa, deixar os próprios objetivos para colocar a pessoa amada na frente e, até mesmo, chegar ao ponto de pensar que a nossa vida não é nada sem ela.

Essas ideias estão bem longe de um relacionamento saudável, já que se baseiam na dependência, no ciúme e na possessividade. Por isso, nesse artigo de Psicologia-Online, detalhamos as características do amor saudável e explicamos como ter um relacionamento saudável.

Como deve ser um relacionamento saudável

Como identificar um relacionamento saudável? Para que uma relação em casal seja saudável e benéfico para ambas as partes, deve cumprir os seguintes requisitos:

  • O carinho e a admiração que os membros do casal sentem um pelo outro.
  • Os membros do casal não deixam a própria felicidade nas mãos da outra pessoa.
  • A confiança que ambos/as sentem um/a pelo/a outro/a.
  • Se conhecem bem.
  • Se respeitam, sempre.
  • Dialogam sobre os problemas e procuram soluções que considerem as duas partes.
  • Têm o seu próprio espaço, metas e sonhos.
  • Cada um tem o seu próprio jeito de ser e de pensar, e se respeitam.
  • Desfrutam de uma boa comunicação.
  • Se apoiam quando necessário.

Base de um relacionamento saudável

Um relacionamento saudável é construído sobre os seguintes pilares:

O amor e a admiração

Partimos da base de que, sem amor, não há relacionamento. Contudo, além disso, quando observamos que um casal tem um relacionamento saudável, podemos ver a admiração que sentem um pelo outro. O amor é uma das fundações de uma relação saudável. A paixão aparece e desaparece mas o amor e o carinho continuam, e a admiração é fundamental. Se não admiramos a outra pessoa, perdemos o interesse. É por isso que as relações superficiais costumam fracassar.

O respeito

Em um relacionamento saudável, e na vida em geral, o respeito pelo outro é fundamental. Não é necessário estar de acordo em tudo com alguém para respeitar essa pessoa, as suas ideias e as suas escolhas. Isso não significa que um casal não pode brigar ou discutir, mas sim que não deve perder o respeito pela outra pessoa, dialogando sempre.

O diálogo

Para manter um relacionamento, é necessário falar sobre os problemas que vão surgindo na relação. Como veremos mais à frente, a atitude é fundamental nessas conversas, a forma na qual se transmite a mensagem e a forma de recebê-la.

A confiança

A confiança melhora o conhecimento do outro, melhora o diálogo e oferece segurança. Se não existe confiança, é possível que surjam ciúmes, medos e distanciamento.

A liberdade e a independência

Os membros do casal são livres e devem sentir-se livres. Possuem liberdade para escolher estar em um relacionamento e tomar suas próprias decisões. A dependência do/a parceiro/a ou ter que pedir autorização e aprovação eliminam a liberdade e impedem-nos de sermos quem somos. Devemos conservar o nosso próprio espaço, nossos objetivos, nossos sonhos e nossas opiniões.

Como ter um relacionamento saudável em 12 CHAVES

Como ter um relacionamento saudável? Em seguida, listamos 12 chaves para um bom relacionamento de casal:

1. Estabelecer limites

Atualmente, existem muitos tipos de casal. Existem relacionamentos abertos que têm relações com pessoas fora do casal, relações exclusivas, outras que estão abertas a fazer mudanças em algum momento da relação, outros falam de poliamor... Tudo está bem se os dois membros estão de acordo e tomam essas decisões livremente. No início da relação, devem ser estabelecidos limites pelos dentro da zona de conforto de cada um que a outra pessoa deve conhecer e considerar. Ao longo do relacionamento, é possível ir revendo esses limites e fazendo adaptações de acordo com os desejos do casal em diferentes etapas.

2. Conheça a outra pessoa

Saber como é o carácter da outra pessoa, quais são as coisas que a incomodam, seus objetivos, etc. Saber de que gosta e de que não gosta. Como foi a sua infância, que relacionamento tem com os seus familiares e amigos. Como costuma reagir aos problemas. Quanto mais se conheça uma pessoa, melhor será a comunicação e o relacionamento no geral.

3. Espaço comum e espaço próprio

Em um relacionamento, devem existir três espaços diferenciados: um espaço pessoal para cada pessoa, para fazerem o que gostam ou estar com outras pessoas como amigos ou familiares. Não é necessário fazerem todas as coisas juntos/as. Logo, deve existir um espaço comum no qual se desenvolvem como casal, passando tempo juntos, praticando hobbies comuns e tudo o que o dia-a-dia de um casal implica.

4. Liberdade

A pessoa com quem você compartilha sua vida não te pertence. Não é um objeto que pode ser possuído. É uma pessoa que escolher estar do seu lado, e é assim que deve ser. Não se trata de fazer proibições, mas sim de fazer com que cada dia a pessoa escolha você no meio de todas as pessoas do mundo.

5. Boa comunicação

A forma de comunicar é fundamental. Quando queremos expressar algo ou mostrar desacordo, se recomenda usar mensagens eu. Isso consiste em falar sobre como você se sente em relação ao tema em questão. Nunca devem ser usadas mensagens de acusação (“você fez isso”, “você disse que”), nem colocar etiquetas (“você é isso”), nem as palabras “sempre” e “nunca”, uma vez que não costumam corresponder à verdade. Confira mais informação no artigo Como melhorar a comunicação no casamento.

6. Projetos de vida

Convém ter clara a posição da outra pessoa perante questões como casamento, ter filhos ou outras decisões importantes. Os membros do casal devem caminhar na mesma direção para não limitar os desejos do outro.

7. Ciúme

Devem ser mantidos bem longe. O ciúme sempre destrói relações, faz com que você se sinta mal e a outra pessoa também. Se você tem problemas de ciúme, consulte um psicólogo, pois eles podem ser tratados. Costumam ser um resultado de insegurança e/ou baixa autoestima.

8. Cultive a sua relação

As relações precisam de ser cuidadas. Requerem tempo, dedicação e um pouco de engenho quando se tornam aborrecidas. Saia da rotina com ideias novas. Não esqueça de fazer com que a outra pessoa se sinta bem, demonstre amor e afeto, escute e apoie. Isso deve ser feito pelas duas pessoas do casal, ambas devem dar e receber.

9. Peça desculpa e perdoe

Não somos perfeitos e cometemos erros. Pedir perdão não é fácil, mas é necessário, assim como saber perdoar. Se você tem dificuldade, confira esses conselhos para perdoar alguém.

10. Terapia de casal ou terapia de grupo

As pessoas apenas costumam recorrer a terapia quando as coisas estão mal, mas é interessante fazê-lo regularmente para colocar alguns problemas sobre a mesa, ou simplesmente para trabalhar algum aspeto do relacionamento. Nas terapias de casal em grupo, é possível aprender muito dos outros casais e são praticadas atividades que estreitam a relação.

11. Trabalho em equipe

Um casal saudável trabalha em equipe. Quando um dos membros está mais em baixo, o outro está a seu lado para animá-lo e levantá-lo.

12. O sexo

A importância que cada casal dá ao sexo é diferente. Quer seja mais ou menos importante para vocês, falar sobre sexo com naturalidade e confiança oferecerá uma conexão e um entendimento melhor a ambos/as.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como ter um relacionamento saudável, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Bibliografia
  • Gottman, J. M., Silver, N. (2012). Siete reglas de oro para vivir en pareja. Barcelona: Debolsillo