menu
Partilhar

Depressão atípica: o que é, sintomas e tratamento

 
Por Alejandro Garcia Mingrone. 10 novembro 2021
Depressão atípica: o que é, sintomas e tratamento

Quantas vezes nos sentimos cansados em realizar as mesmas atividades? Quantas vezes repensamos o sentido da vida? Vale a pena pensar no futuro? Essas perguntas podem fazer parte dos pensamentos diários de uma pessoa quando as coisas não vão bem.

Temos a sensação de não termos um rumo, e nosso presente se enche de incertezas e angústias que nos impedem de aproveitar a vida em sua plenitude. No entanto, quando acontecem situações favoráveis para nós, respondemos positivamente a elas. Infelizmente, são apenas momentos de felicidade e logo depois voltamos a sentir uma sensação desagradável que nos invade.

Provavelmente você já tenha vivido essa experiência ou conheça alguma pessoa que tenha passado por ela. Quer saber mais sobre isso? Neste artigo de Psicologia-Online, apresentaremos informações sobre a depressão atípica, o que é, quais são seus sintomas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Depressão recorrente: sintomas e tratamento

O que é a depressão atípica

A depressão atípica também chamada de depressão sorridente é um transtorno depressivo no qual aparecem melhorias no humor diante de eventos considerados como positivos pela pessoa que sofre desse quadro clínico. Isso marca uma diferença em relação a outros transtornos vinculados à depressão, visto que neles não costumam ocorrer mudanças no humor ao longo do tempo.

Como o nome indica, a depressão atípica está representada por algumas reações que podem ser consideradas como atípicas em um quadro depressivo.

Depressão atípica: sintomas

Como saber se tenho depressão atípica? Esse transtorno no humor possui uma série de características, as quais necessitamos conhecer para poder detectar o quadro clínico. Segundo o DSM-5, para de fato poder diagnosticar alguém com esse transtorno, devem ser apresentados no mínimo dois dos seguintes sintomas da depressão atípica:

  • Hipersonia: um transtorno de sono no qual a pessoa pode dormir por uma grande quantidade de horas e, ainda assim, continuar cansada.
  • Mudanças significativas no estado de humor: quando acontecem situações positivas a partir da perspectiva dessa pessoa.
  • Rejeição às relações interpessoais.
  • Sensação de peso nas pernas e nos braços.
  • Aumento de peso e de apetite.
  • Tristeza.
  • Apatia. Descubra o que é a apatia, seus sintomas e como a combater.
  • Aumento de sono.
  • Sensação de desesperança.

Na depressão atípica, apesar de estarem presentes os sintomas característicos da maioria dos transtornos depressivos, também existem episódios nos quais o humor de uma pessoa melhora em um curto período de tempo.

A existência de alguns desses sintomas de forma isolada não implica necessariamente que estejamos diante de um quadro de depressão atípica. Por esse motivo, é necessário que o diagnóstico seja realizado por um profissional da saúde, que deve ser o responsável por realizar o tratamento adequado, levando em consideração as particularidades de cada pessoa.

Tratamento da depressão atípica

Dadas as circunstâncias que descrevemos anteriormente, podemos dizer que a depressão atípica pode ser tratada por alguns tratamentos que têm demonstrado ser eficazes diante da presença dos sintomas. Desse modo, os tratamentos da depressão atípica atualmente são os seguintes:

Terapia psicológica

A terapia psicológica pode ajudar a tratar a depressão atípica por meio de uma série de instrumentos que nos permitam enfrentar situações da vida de uma forma diferente. Para determinar qual é o melhor tratamento da depressão atípica, é necessário entender o que originou esse transtorno. As principais causas da depressão atípica costumam ser as seguintes:

  • Viver uma situação desagradável que tenha ocorrido na vida de uma pessoa.
  • Imitação de padrões comportamentais de familiares que sofram de transtornos depressivos.
  • Reação diante a dores como a perda de entes queridos ou de projetos de grande valor na vida.

Uma vez que conhecemos suas causas, a depressão atípica pode ser tratada com terapia cognitivo-comportamental, a qual busca modificar os pensamentos, emoções e comportamentos de uma pessoa, ou com a psicanálise, cuja finalidade é compreender a origem de um sintoma para que a pessoa possa modificar sua forma de agir diante sua vida.

Medicação psiquiátrica

Existem certas áreas do córtex cerebral que têm influência no processamento da informação que a pessoa recebe de seu ambiente. Por esse motivo, para o tratamento da depressão atípica se administram medicamentos que produzem modificações nas conexões neurais com o objetivo de mudar a percepção da pessoa que sofre com esse transtorno.

A nível geral, os medicamentos mais utilizados são os antidepressivos que cumprem a função de serem inibidores da recaptura da serotonina, um neurotransmissor que regula as emoções do ser humano. Devemos levar em consideração que a ingestão de medicação deve ser orientada por um profissional da saúde que avalie a evolução do paciente.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Depressão atípica: o que é, sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE PSIQUIATRIA. (2013). Manual Diagnóstico y Estadístico de los trastornos mentales, (5ta ed.). Washington DC.
  • ÁLVAREZ MARTÍNEZ, L. (2013). Psicoterapia breve en un caso de trastorno depresivo atípico. Sociedad Española de Medicina Psicosomática y Psicoterapia. Colegio de Psicólogos de Madrid.
  • Protocolos de la Asociación Española de Pediatría Infanto-Juvenil. (2008). Trastorno depresivo en niños y adolescentes. Pp. 104-112.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Depressão atípica: o que é, sintomas e tratamento
Depressão atípica: o que é, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página