Psicologia clínica

Irritabilidade: o que é, causas, sintomas e como controlá-la

 
Alejandro Garcia Mingrone
Por Alejandro Garcia Mingrone. 5 fevereiro 2022
Irritabilidade: o que é, causas, sintomas e como controlá-la

Vivemos rodeados de estímulos que nos geram diferentes emoções e, às vezes, reagimos com alegria ou espanto diante de situações imprevistas ou planejadas. De forma geral, nos conectamos com o mundo através das sensações e dos pensamentos que teremos ao longo de nossa vida cotidiana. No entanto, existem momentos nos quais acreditamos que consequências desfavoráveis para nós são produzidas. Diante disto, a raiva gera uma resposta na qual se expressa um desacordo. A ira é uma emoção básica que o ser humano possui e pode se apresentar em momentos pontuais. No entanto, há pessoas que convivem com raiva permanente e isto produz consequências que prejudicam suas ações diariamente.

Talvez algo disto te soe familiar ou você conheça alguma pessoa que apresente estas características. Ter dados concretos sobre este tema pode nos ajudar a abordar esta situação de um modo mais efetivo. Se você quer saber mais sobre isto, neste artigo de Psicologia-Online, te daremos informações sobre a irritabilidade: o que é, causas, sintomas e como controlá-la.

Índice
  1. O que é irritabilidade
  2. Causas da irritabilidade
  3. Sintomas da irritabilidade
  4. Como controlar a irritabilidade

O que é irritabilidade

Quando falamos sobre a irritabilidade, nos referimos a uma tendência das pessoas a reagir com raiva ou desgosto diante de determinadas situações. Segundo a Real Academia Espanhola, esta palavra está relacionada com as sensações corporais que produzem excitação em um indivíduo. Em outras palavras, se geram mudanças no corpo que referem à irritabilidade.

Em algumas ocasiões, a irritabilidade se apresenta na raiz de um quadro clínico denominado transtorno explosivo intermitente. Segundo o DSM-V[1], o transtorno explosivo intermitente apresenta as seguintes características:

  • Perda de controle dos impulsos de agressividade
  • Agressões verbais e/ou físicas
  • As situações de impulsividade são desproporcionais aos fatores que a desencadeiam

Para determinar que estamos falando deste quadro clínico, estas qualidades devem se apresentar em pessoas de seis anos ou mais durante um período de doze meses.

Causas da irritabilidade

Quando uma pessoa sofre de irritabilidade, é crucial determinar as causas para poder abordar de um modo efetivo o problema em questão. A seguir, apresentaremos as principais causas da irritabilidade.

Fatores genéticos

Se você se pergunta qual é a causa da irritabilidade, você deve saber que existem certas conexões neuronais que se desenvolvem no córtex cerebral que estão vinculadas às relações de desgosto e raiva quando se apresentam certos estímulos. Aqui a herança genética desempenha um papel importante, já que os genes são transmitidos de pais a filhos.

Se você quer entender melhor as causas genéticas que te acabamos de comentar, te recomendamos consultar o seguinte artigo sobre córtex cerebral: áreas e funções.

Fatores ambientais

Por um lado, as causas da irritabilidade podem ser atribuídas a experiências desagradáveis vividas no passado. É possível que tenham ocorrido situações que disparem grandes irritações que não puderam ser expressas em seus devidos momentos. Como consequência, isto produz comportamentos irritáveis.

Por outro lado, a imitação tem sua importância na formação do comportamento humano, já que as pessoas geralmente imitam modelos familiares que são adotados como padrões. Devido a este motivo, existe uma associação entre o surgimento da irritabilidade e o ter tido pais com os mesmos traços de comportamento.

Sintomas da irritabilidade

Um dos aspectos mais importantes a ter em conta são os sintomas que surgem diante da presença da irritabilidade. Isto permitirá detectar o problema e solucioná-lo mediante as alternativas disponíveis. Sendo assim, a seguir te mostraremos quais são os sintomas de irritabilidade:

  • Palpitações.
  • Aumento da frequência cardíaca.
  • Sudorese.
  • Tremores.
  • Gritos.
  • Angústia.
  • Ansiedade.
  • Depressão.
  • Tensão muscular.
  • Hiperventilação.
  • Mal-estar estomacal.
  • Movimentos acelerados.

Se você sofre ansiedade ou angústia, te recomendamos ler este artigo sobre como controlar uma crise de ansiedade. Antes de mais nada, cabe destacar que a presença de algum destes sintomas não implica necessariamente que estejamos diante de um quadro de irritabilidade.

É importante que o diagnóstico seja realizado por um profissional da saúde, dado que será o encarregado de avaliar as condições do paciente e observar a evolução.

Irritabilidade: o que é, causas, sintomas e como controlá-la - Sintomas da irritabilidade

Como controlar a irritabilidade

Apesar das consequências negativas que a irritabilidade produz na vida das pessoas que sofrem com ela, existem algumas formas que permitem controlá-la de um modo eficaz. A seguir, descreveremos como controlar a irritabilidade.

Terapia psicológica

Diante de episódios de irritabilidade, tanto as terapias de longa duração como as de duração mais breve fornecem ferramentas para combatê-las. As terapias de duração breve trabalham na exposição gradual do paciente à situação desencadeante da irritabilidade. Isto permite aprender a reagir de outra maneira diante de determinados estímulos.

Quanto às terapias mais extensas, a abordagem consiste em situar a origem dos sintomas para que a pessoa possa agir de outra forma diante de estímulos que provoquem irritabilidade.

Meditação

Se você se pergunta o que fazer para combater a irritabilidade, este enfoque trabalha os pensamentos e as sensações corporais do presente com o objetivo de retirar importância dos eventos do passado. A prática guiada e contínua da meditação gera efeitos benéficos para as pessoas que sofrem irritabilidade.

Se você quer saber mais, neste artigo você encontrará técnicas de meditação para iniciantes.

Medicação psiquiátrica

Se você quer controlar a irritabilidade, existem alguns medicamentos que agem sobre a química do cérebro e produzem modificações nas conexões neuronais que são desenvolvidas no córtex cerebral. Isto gera uma inibição das reações associadas à irritabilidade. Logicamente, este procedimento deve ser supervisionado por um profissional da saúde.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Irritabilidade: o que é, causas, sintomas e como controlá-la, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Referências
  1. Asociación Estadounidense de Psiquiatría. (2013). Manual Diagnóstico y Estadístico de los trastornos mentales (DSM-V). Arlington: Editorial Médica Panamericana.
Bibliografia
  • Busto Garrido, M. (2017). La irritabilidad como síntoma en psiquiatría infanto-juvenil. Universidad de Málaga, departamento de salud pública y psiquiatría.
  • Salazar-Saavedra, Y., Saavedra-Castillo, J. (2019). Factores asociados a la irritabilidad en adultos con episodio depresivo en Lima Metropolitana. Revista Neuropsiquiatr., 82 (1), 37-54.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 2
Irritabilidade: o que é, causas, sintomas e como controlá-la