menu
Partilhar

Luto por um filho: como lidar com a dor da perda

 
Por Francielle Bechtold. 25 maio 2022
Luto por um filho: como lidar com a dor da perda

Certamente, essa é uma das maiores perdas e dores que alguém pode sentir. Há um misto de sensações e emoções que assolam quem perde um filho. Um sentimento de culpa, de impotência, de falta de sentido da vida podem fazer parte da rotina de alguém enlutado.

No entanto, e apesar das inúmeras dificuldades que essa situação pode desencadear, é imprescindível que os pais e toda a família busquem ajuda e formas de lidar com essa perda. Cada qual a sua maneira, deve buscar formas de sentir e superar esse desafio.

No artigo de hoje em Psicologia-Online vamos falar sobre o luto por um filho e como lidar com a dor da perda. Luto esse que muda a ordem natural das coisas e, portanto, deve ser devidamente tratado com acompanhamento psicológico.

Também lhe pode interessar: Dores psicológicas: tipos e como tratar

A dor de perder um filho

A dor de perder um filho é algo inexplicável. Certamente não encontraríamos aqui palavras para descrever essa sensação. Não há qualquer estudo ou consenso que possa descrever com precisão como é esta perda.

No entanto, há um fato indiscutível, não importa quando a perda aconteceu, se tratava-se de um feto, um recém-nascido, uma criança, adolescente ou adulto, perder um filho sempre causa dor e sofrimento, e necessita de uma rede de apoio e acompanhamento psicológico.

Quando nasce uma criança, os pais costumam contar com uma rede de apoio que os auxiliará nessa jornada, especialmente quando se trata do primeiro filho. No entanto, essa mesma rede de apoio deve estar presente em um momento de perda, que pode ser tão ou mais difícil de lidar que a primeira situação.

Também é importante destacar que as pessoas vão vivenciar este luto de formas diferentes. Portanto, uma mãe que passava todo o seu tempo em casa com um filho e o perdeu, pode sentir e demonstrar o luto por um filho de maneiras mais expressivas. Por outro lado, um pai que pouco demonstra seus sentimentos não está isento de dor ou sofrimento.

Luto por um filho

Perder um filho mexe com toda a estrutura familiar, especialmente com a vida de um casal. Não é incomum que separações aconteçam após perder um filho, uma vez que essa era a ligação mais forte que existia entre um casal.

Porém, é sempre importante lembrar, especialmente ao viver o luto por um filho que, apesar deste filho não estar mais presente fisicamente, ele continua sendo filho, uma mãe continua sendo mãe, e o pai continua sendo pai. A ligação que unia pai e mãe nunca será desfeita.

Por mais difícil que este momento seja, existem inúmeras formas de torná-lo mais aceitável ao longo do tempo. Se você está passando por este momento agora, não deixe de buscar ajuda profissional, e encontrar novas motivações para a vida.

Abalo emocional pela perda de um filho

Comumente em situações como esta, os pais e familiares buscam uma explicação para o ocorrido. A verdade é que, seja por conta de uma doença ou por acidente, nunca haverá uma resposta satisfatória para essa questão. Perder um filho transcende todas as explicações possíveis.

O abalo emocional que a dor de perder um filho causa é, normalmente, o centro da atenção dos pais. Ou seja, o foco passou a ser a dor, que parece insuperável e pode apresentar picos de completa desmotivação e falta de vontade de viver, a altos níveis de ansiedade e crises de choro.

Além de sintomas emocionais, quem está passando por um processo de luto pode apresentar sintomas físicos como dores de cabeça, cansaço extremo, falta de ar, dores musculares, problemas gastrointestinais, palpitações cardíacas, perda de peso e dificuldade para dormir.

Comumente apresentados são os sintomas emocionais como falta de perspectiva na vida, crises de ansiedade, e o desenvolvimento de casos graves de depressão.

De modo geral, todos os sintomas são compreensíveis, afinal, a dor de perder um filho é imensurável, e de forma alguma, pretende-se negar os sintomas que esta perda causa. Afinal, é preciso se permitir sentir, chorar, e vivenciar o luto em todas as suas fases e formas, somente assim, será possível buscar maneiras de reestruturar a vida e as perspectivas futuras.

Como enfrentar o luto por um filho

Para enfrentar o luto é preciso passar por algumas fases, e uma delas é se permitir sentir tudo aquilo que o luto lhe traz. Não há distinção entre sentimentos bons ou ruins, existe apenas a necessidade de sentir o que for preciso, e a partir disso, compreender a perda sofrida.

Portanto, tanto os pais como os familiares e todos aqueles que sentem dificuldade em aceitar, entender ou vivenciar a perda, devem adotar tais medidas para saber como enfrentar o luto. Dentre as principais estão:

  • Terapia: apenas através da terapia é que o luto por um filho pode ser trabalhado de forma apropriada. O acompanhamento psicológico é fundamental para quem está passando por esse momento, tanto para encontrar formas de sentir a dor sem torná-la pior, como também, para reconstruir as perspectivas futuras.
  • Grupos terapêuticos: esta é uma prática muito comum para diversas situações, como por exemplo para usuários de drogas. Nestes grupos existe a criação de uma rede apoio, bem como a troca de experiências, a oportunidade de vivenciar a dor e o luto sem julgamentos.
  • Procure lembrar do básico: aqui falamos de todas as coisas básicas que podem ser esquecidas ou deixar de fazer sentido para uma pessoa enlutada, como por exemplo, lembrar de se alimentar, tomar banho, beber água, escovar os dentes. Esse resgate da rotina e dos hábitos diários é fundamental para a prevenção do desenvolvimento de um quadro depressivo.
  • Tire um tempo para você: dê tempo ao tempo, nós ouvimos a todo momento que o tempo cura tudo, e por mais difícil que seja acreditar nessa fala de início, é importante dar tempo às coisas. Portanto, tire um tempo do trabalho caso isso lhe ajude, tire um tempo de outras responsabilidades e dedique esse tempo à você, a sua vivência e a superação do luto por um filho.
  • Reforce seus relacionamentos: se você está em um relacionamento amoroso, busquem apoio um no outro, este é um momento difícil para ambas as partes. Lembrar dos momentos bons e felizes que viveram juntos ajuda a enfrentar esse momento. Busque também fortalecer o vínculo com familiares e amigos que estão dispostos a ajudar.

O mais importante é lembrar de ser gentil com você mesmo, não se culpar a todo momento e lembrar que não há certo ou errado. Perder um filho é um momento difícil em qualquer circunstância, por isso, procure se olhar com amor e carinho, e não deixe de buscar ajuda psicológica.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Luto por um filho: como lidar com a dor da perda, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • Bárbara Wong. 2010. Como sobreviver à morte de um filho. Público. Disponível em: <https://www.publico.pt/2010/03/18/jornal/como-sobreviver--a-morte-de-um-filho-19007658> Acesso em 20 de maio de 2022.
  • Grupo São Judas Tadeu. A perda de um filho. Disponível em: <https://gruposaojudastadeu.com.br/a-perda-de-um-filho-como-lidar-com-esta-dor-profunda/> Acesso em 20 de maio de 2022.
  • Adriana Silva; Antonio Nardi. 2010. Luto pela morte de um filho. Revista psiquiátrica. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rprs/a/TjzPzQnthMyWPxcCVRFFVkP/abstract/?lang=pt> Acesso em 20 de maio de 2022.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Luto por um filho: como lidar com a dor da perda
Luto por um filho: como lidar com a dor da perda

Voltar ao topo da página