menu
Partilhar

Noradrenalina: para que serve?

 
Por Iván Piquero, Psicólogo. 6 agosto 2021
Noradrenalina: para que serve?

Todo nosso organismo se desenvolveu evolutivamente para sobreviver. Dentro de nosso dia a dia enfrentamos diferentes situações que requerem de nós diferentes respostas. Em certos casos, devemos empregar uma grande quantidade de recursos e mobilizar nosso organismo para a ação, e em outras tal nível de mobilização não é suficiente.

Para poder ativar e mobilizar recursos, diante das demandas de nosso dia a dia, diferentes substâncias agem em nosso corpo. Uma delas, talvez a mais conhecida, é a noradrenalina. Se você tem interesse em conhecer mais sobre ela, continue lendo este artigo de Psicologia-Online no qual te explicamos o que é a noradrenalina e para que ela serve.

Também lhe pode interessar: Diferenças entre adrenalina e noradrenalina

O que é noradrenalina

Quando falamos da definição de noradrenalina podemos estar nos referindo a:

  • A noradrenalina como hormônio.
  • A noradrenalina como neurotransmissor, pertencente ao grupo das monoaminas, junto à serotonina e à dopamina, e, dentro desta categoria, especificamente as catecolaminas, junto à dopamina.
  • A noradrenalina como remédio.

Seja qual for a forma de noradrenalina à qual nos referimos, é certo que ela realiza diversas funções que contam com um denominador comum: a ativação de nosso organismo.

Para que serve a noradrenalina

Para realizar qualquer tarefa, sejam excepcionais ou mais corriqueiras, é necessário contar com um certo nível de ativação. Você se pergunta para que serve a noradrenalina? Junto da acetilcolina, serotonina, histamina e hipocretina (Carlson, N.R., 2010)[1] são as encarregadas de nos preparar para manter esse nível de alerta necessário para desenvolver nossas funções.

A noradrenalina também prepara nosso corpo para a ação. Junto da adrenalina, afeta o metabolismo de glicose, fazendo que o corpo disponha dos níveis de energia necessários em determinadas situações. Além disso, também aumenta a pressão arterial e aumenta o fluxo sanguíneo para os músculos. Precisamente este efeito, mantido por muito tempo, pode gerar problemas de saúde como as complicações cardíacas.

A noradrenalina na resposta ao estresse

Outra das funções da noradrenalina é sua participação na resposta fisiológica de estresse. Diante deste, a parte simpática do sistema neurovegetativo é ativada e as glândulas suprarrenais secretam adrenalina, noradrenalina e hormônios esteroides relacionados com o estresse.

A noradrenalina, além de sua função como hormônio do estresse, é segregada no cérebro e age como neurotransmissor. A liberação de noradrenalina no cérebro induzida por estresse é controlada por uma via que vai desde o núcleo central da amídala até o locus coeruleus, o núcleo do tronco do encéfalo que contém neurônios que segregam noradrenalina (Van Bockstaele et al., 2001 visto em Carlson, N.R., 2010).

Noradrenalina e depressão

É possível que existam problemas relacionados com o efeito da noradrenalina. Como já vimos anteriormente, a manutenção da resposta de estresse e, portanto, uma elevação dos níveis de noradrenalina, podem acabar sendo prejudiciais para a saúde.

Da mesma forma, déficits de noradrenalina também podem dar lugar a problemas de saúde como, por exemplo, problemas depressivos. Levando em consideração que existem múltiplas explicações etiológicas para a depressão, a que mais nos interessa aqui é a teoria monoaminérgica da depressão, de natureza biológica, que postula que as pessoas que sofrem de transtornos depressivos apresentam um déficit de noradrenalina, serotonina e dopamina.

O tratamento farmacológico, diante de um déficit de noradrenalina, será orientado a potencializar o efeito do neurotransmissor e/ou mantê-lo de forma mais prolongada. Esta função é realizada pelos inibidores da recaptação de noradrenalina.

Usos da noradrenalina como medicamento

Para que serve a noradrenalina? Segundo o Vademecum (2018)[2] a noradrenalina, ou norepinefrina, é um remédio cujo mecanismo de ação se baseia na ação vasoconstritora de vasos de resistência e capacitância, e é estimulante do miocárdio.

Tomando como referência as indicações terapêuticas do Vademecum (2018), a seguir, veremos as funções da noradrenalina como medicamento para:

  • Estados de hipotensão aguda.
  • Coadjuvante temporal no tratamento de parada cardíaca.

A dosagem do fármaco está sujeita a prescrição médica. No entanto, tendo em conta as indicações terapêuticas para este remédio, tais doses geralmente são maiores no começo e vão diminuindo nas fases de manutenção.

Noradrenalina nos problemas de sono

Levando em consideração o exposto até agora sobre os efeitos da noradrenalina, é lógico pensar que ela tem influência nos ciclos de vigília e sono.

Efetivamente, parece que a atividade dos neurônios noradrenérgicos do locus coeruleus participam em tais processos. A frequência de descarga destes neurônios diminui durante o sono de ondas lentas e é quase nula durante o sono REM. Em contrapartida, tal frequência de descarga é alta durante a vigília. (Aston-Jones e Bloom, 1981; visto em Carlson, N.R., 2010).

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Noradrenalina: para que serve?, recomendamos que entre na nossa categoria de Neuropsicologia.

Referências
  1. CARLSON, N.R. (2010) En Fundamentos de fisiología de la conducta. Madrid: Pearson Educación S.A.
  2. Vademecum (2018) Noradrenalina B. Braun 1mg/ml Concent. Para sol. Para perfus. Disponível em: <https://www.vademecum.es/medicamento-noradrenalina+b.+braun+1+mg%2Fml+concent.+para+sol.+para+perfus._21847> Acesso em: 05 de agosto de 2021.
Bibliografia
  • CLÍNICA UNIVERSIDAD DE NAVARRA (2020). Diccionario médico. Recuperado de https://www.cun.es/diccionario-medico

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Noradrenalina: para que serve?
Noradrenalina: para que serve?

Voltar ao topo da página