Psicologia cognitiva

O que é ato falho

 
Gianluca Francia
Por Gianluca Francia, Psicólogo. 23 agosto 2022
O que é ato falho

Quem não esqueceu ou perdeu algo? Também é comum às vezes inverter as palavras ou perceber que você disse algo que não deveria ter dito. Estes episódios inconscientes causam estranhos contratempos.

Este fenômeno conhecido como um ato falho em psicologia refere-se ao fato de que algumas ações ou palavras comportamentais, ditas aparentemente por acaso ou por engano, na verdade escondem um significado profundo que permite que questões importantes relacionadas com o indivíduo inconsciente sejam trazidas à luz. Neste artigo de Psicologia-Online, nós lhe diremos o que é ato falho, seus diferentes tipos e alguns exemplos.

Índice
  1. O que é ato falho
  2. Tipos de atos falhos
  3. Ato falho: exemplos
  4. Diferença entre lapso e ato falho

O que é ato falho

O ato falho ou parapraxia é definido em inglês como freudian slip, ou deslize freudiano, em tradução livre, um fenômeno psíquico no qual uma ação não tem o resultado esperado, mas outro. Por exemplo, em um jantar importante, tenta-se pegar um copo cheio de vinho da mesa e, em vez disso, virar o copo. Parece ser um ato involuntário, mas está sujeito a investigação psicanalítica e é explicado como um desejo inconsciente de ser notado.

Ato falho na psicologia

Qual é o significado do ato falho? Este fenômeno psíquico foi primeiro descrito pelo famoso neurologista, Sigmund Freud, para demonstrar que existe uma vontade inconsciente que não controlamos e que às vezes nos impulsiona a fazer coisas que não queremos fazer conscientemente.

De acordo com a teoria freudiana, atos fracassados em psicologia escondem o conflito neurótico entre fazer uma determinada ação e não fazê-la. Por exemplo, um desejo exibicionista consciente é reprimido e o inconsciente libera a energia da ação reprimida com o ato falhado. Assim, qualquer ato fracassado revela a ligação entre o ato e um impulso reprimido.

Tipos de atos falhos

Os atos falhos mais comuns podem ser lapsos verbais, erros, objetos perdidos e esquecimento em geral. A seguir mostraremos os principais tipos de atos falhos:

  • Esquecer palavras e outros nomes familiares, por exemplo, dizer um nome para outro.
  • Esqueceras intenções.
  • Lapsos verbais, de escrita e leitura.
  • Perda de objetos que se tornam impossíveis de serem encontrados.
  • Perda ou quebra de objetos.
  • Erros apesar do conhecimento do assunto.
  • Alguns gestos e movimentos habituais.
  • Execução automática de atos intencionais em circunstâncias impróprias.

Lapso Freudiano

Os atos falhos expressam um conflito inconsciente, mas eles não devem lhe preocupar de forma alguma, pois são completamente normais. Segundo Freud, estes episódios não devem nos alarmar, porque são um momento de autodescoberta. A partir de cada ato falho, você pode refletir sobre o que significa o comportamento e quais os desejos ocultos que ele expressa.

O que é ato falho - Tipos de atos falhos

Ato falho: exemplos

Na vida cotidiana, é fácil identificar muitos exemplos de atos falhos. Aqui estão alguns:

  • Errar a saída da pista, mesmo que você faça a mesma rota todos os dias.
  • Colocar sal no café em vez de açúcar.
  • Pronunciar uma palavra em vez de outra. Um exemplo comum de um ato fracassado falho é dizer "eu comprei o cachorro" em vez de "o pão".
  • Perder as chaves do carro justo quando você tem que ir trabalhar.
  • Esquecer de responder a um e-mail importante ou deixar sua carteira no restaurante.
  • Esquecer sua passagem de trem mesmo tendo passado boa parte de seu tempo planejando a viagem pode ser outro exemplo de um ato falho muito claro.

Diferença entre lapso e ato falho

O ato falho age sobre nosso comportamento da mesma forma em que o lapso age sobre as palavras, por exemplo, no caso de dizer uma palavra em vez de outra. Na verdade, o chamado lapso ou deslize é outra forma "normal" de expressar um conflito entre o que pode ser feito e o que é desejado.

Na verdade, os principais atos falhos são lapsos e podem se referir à linguagem, à perda de algo, ao esquecimento de uma palavra, a um lapso na leitura, na escrita e até mesmo na audição . O lapso é uma forma de compromisso que é criada quando tentamos superar as barreiras de nossa consciência.

O que é ato falho - Diferença entre lapso e ato falho

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é ato falho, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia cognitiva.

Bibliografia
  • Cilento, F. (2022). Atti mancati e lapsus: l'equilibrio tra patologia e normalità. Recuperado de: https://www.crescita-personale.it/articoli/crescita-personale/disagio-psicologico/atti-mancati-e-lapsus-equilibrio-patologia-e-normalita.html
  • Mulas, B. (2022). I lapsus e gli atti mancati: l'inconscio che parla. Recuperado de: https://www.psicoterapiapsicologia.it/articoli-psicologia-psicoterapia/i-lapsus-e-gli-atti-mancati-linconscio-che-parla
  • Scaccia, F. (2018). Lapsus e Atti mancati. Recuperado de: https://www.psicologodellerelazioni.it/blog_lapsus_atti_mancati.php
  • Petrini, P., Renzi, A., Casadei, A., Mandese, A. (2013). Dizionario di psicoanalisi. Con elementi di psichiatria psicodinamica e psicologia dinamica. Milán: Franco Angeli.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
O que é ato falho