Psicologia clínica

O que é depressão psicótica, causas e tratamento

 
Alejandro Garcia Mingrone
Por Alejandro Garcia Mingrone. 16 dezembro 2021
O que é depressão psicótica, causas e tratamento

Um dia você se levanta e o mundo parece ter vindo abaixo. As atividades que antes eram divertidas e nos enchiam de esperança, de repente começam a ter uma tonalidade triste. Começamos a escutar vozes e a ver coisas que apenas nós podemos perceber, mas que outras pessoas não compartilham. Nos esforçamos em questionar o sentido da vida em um mundo de desilusões e confusão. Tudo ficou difícil. Possivelmente você conhece alguém que tenha tido este tipo de percepções ou tenha ocorrido com você em algum momento.

Se alguma coisa dessas é familiar para você, é importante que você possa obter informação a respeito para ter certas ferramentas para abordar esta classe de problemas que afetam nossa vida diariamente. Quer saber mais sobre isso? Neste artigo de Psicologia-Online, te daremos informações sobre o que é depressão psicótica, causas e tratamento.

Índice
  1. O que é depressão psicótica
  2. Sintomas da depressão psicótica
  3. Causas da depressão psicótica
  4. Tratamento da depressão psicótica

O que é depressão psicótica

Para poder compreender do que se trata a depressão psicótica, primeiro devemos conhecer sua definição. Deste modo, a depressão psicótica consiste em um transtorno do estado de humor caracterizado pela presença de emoções tais como a tristeza, desesperança, uma perda do interesse por atividades cotidianas e a existência de episódios nos quais prevalecem sintomas da psicose, como os delírios e as alucinações. A depressão psicótica faz parte de um grupo de transtornos emocionais agrupados segundo certas características fixadas pelo DSM-V.

No seguinte artigo, você encontrará todos os tipos de depressão.

Sintomas da depressão psicótica

A depressão psicótica apresenta uma série de qualidades que as destacam de outros transtornos depressivos. De acordo com o DSM-V, os sintomas presentes na depressão psicótica são os seguintes:

  • Estado de humor depressivo em grande parte do dia
  • Perda de interesse por todas ou grande parte das atividades cotidianas
  • Diminuição ou aumento do apetite que se reflete no peso corporal
  • Insônia (dificuldade para conciliar o sono) ou hipersonia (sonolência excessiva)
  • Agitação ou falta de coordenação motora
  • Estado de fadiga persistente ou falta de energia
  • Presença de sentimento de culpa e inutilidade
  • Alteração da capacidade de concentração e atenção
  • Ideias recorrentes vinculadas à morte
  • Deterioramento nas relações laborais, sociais e familiares
  • Conteúdo de delírios e alucinações relacionado a temáticas da depressão tais como falta de capacidade pessoal, culpa, morte, castigo e/ou doença. Neste artigo explicamos o que são os delírios e as alucinações.

Cabe destacar que estes sintomas devem estar presentes durante um período mínimo de duas semanas. No entanto, é importante saber que a existência destas manifestações não implica que estejamos diante de um quadro de depressão psicótica. O diagnóstico deve ser realizado por um profissional da saúde, já que é o encarregado de avaliar a evolução do paciente levando em conta as particularidades de cada caso.

O que é depressão psicótica, causas e tratamento - Sintomas da depressão psicótica

Causas da depressão psicótica

A depressão psicótica geralmente tem uma série de causas, e é importante identificá-las, pois isto permitirá uma melhor abordagem deste quadro clínico. Desta maneira, descreveremos as causas principais:

  • Situações de luto: aqui podemos incluir as perdas que podem surgir na vida de uma pessoa como falecimento de entes queridos, ser despedido do emprego, desilusões amorosas, entre outros.
  • Fatores genéticos: é possível que haja certa predisposição a ter um transtorno depressivo com características psicóticas na raiz de alterações nas conexões neuronais encarregadas do processamento de informação proveniente do entorno. Em consequência, isto pode ocasionar um modo diferente de percepção em cada pessoa no que se refere à perspectiva da vida.
  • Efeitos colaterais causados pela ingestão de substâncias: existem alguns medicamentos que têm efeitos diretos sobre o funcionamento do cérebro, provocando assim transtornos mentais tais como a depressão psicótica. Por outro lado, o abuso de substâncias tóxicas como as drogas pode ser um fator desencadeante de sintomas.
  • Fatores ambientais: o fato de ter vivido certas situações nas quais uma pessoa tenha tido comportamentos vinculados a um transtorno depressivo com características de índole psicótica pode gerar que se imitem tais comportamentos e sejam adotadas como padrões de vida. Neste sentido, pode ocorrer que haja familiares que padeçam deste tipo de quadro clínico. Além do que, as experiências de vida traumáticas também se encontram associadas a este transtorno.
O que é depressão psicótica, causas e tratamento - Causas da depressão psicótica

Tratamento da depressão psicótica

Depressão psicótica tem cura? Felizmente, existem alguns tratamentos disponíveis para a abordagem da depressão psicótica que contam com uma grande eficácia. A seguir, mencionaremos os mais relevantes:

Tratamento farmacológico

Em certos casos, pode ser necessária a administração de um remédio para modificar o funcionamento neurológico de um paciente. Geralmente são antipsicóticos e antidepressivos. No entanto, isto deve ser supervisionado por um profissional da saúde nos casos que seja conveniente. Aqui falamos dos medicamentos para a depressão.

Tratamento psicológico

A terapia possibilita que possamos resolver diversas situações que nos possam gerar angústia e/ou mal-estar. Por um lado, se encontram as terapias de curta duração que se centram na resolução de problemas mediante diferentes técnicas que são executados durante as sessões.

Neste grupo podemos indicar a terapia cognitivo-comportamental como uma das principais. Por outro lado, existem terapias de longa duração orientadas em apontar a origem dos conflitos de uma pessoa. Desta maneira, compreender os motivos de um problema em particular permite com que possamos agir de outras maneira. Destaca-se aqui a psicanálise como principal terapia.

Neste artigo, você encontrará conselhos para ajudar uma pessoa com depressão.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é depressão psicótica, causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • Associação Americana de Psiquiatria. (2013). Manual diagnóstico y estadístico de los trastornos mentales (DSM-V). Arlington: Editorial Médica Panamericana.
  • Beck, A. (1983). Terapia cognitiva de la depresión. Editorial Desclée de Brouwer.
  • Naharro Gascón, M.J., Roselló Miranda, R., Pascual Catalayud, C., Cano Nebot, J., Francés Sanjuan, N., Lull Carmona, J. (2018). Depresión psicótica: más allá del trastorno depresivo mayor. Interpsiquis XIX Congreso Virtual Internacional de Psiquiatría.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
O que é depressão psicótica, causas e tratamento