menu
Partilhar

O que é efeito placebo e como ele funciona

 
Por Gianluca Francia, Psicólogo. 30 outubro 2021
O que é efeito placebo e como ele funciona

O fenômeno do efeito placebo permaneceu durante muito tempo ligado aos estudos clínicos, nos quais era necessário comparar um grupo de pacientes com o tratamento real que ia ser testado com um simulador: o placebo. Pode acontecer de uma dor ser aliviada por tomar uma substância que se acredita que seja um medicamento, mas na realidade é inerte, sem princípio ativo e, portanto, não pode ter nenhum tipo de efeito terapêutico.

Portanto, até mesmo um comprimido de açúcar ou de amido de milho, isto é, um medicamento placebo, pode provocar uma sensação de bem-estar e eficácia de uma suposta terapia. Realmente acontece, apesar de que há muitos aspectos misteriosos sobre como este fenômeno funciona. Neste artigo de Psicologia-Online, vamos nos aprofundar mais no tema para entender o que é o efeito placebo e como ele funciona.

Também lhe pode interessar: PNL: o que é e para que serve

O que é efeito placebo

Um placebo é uma substância inerte ou um tratamento médico sem nenhuma propriedade terapêutica, enquanto que o efeito placebo ou resposta placebo é a consequência de sua administração. Este efeito consiste em uma mudança orgânica ou mental relacionada com o significado simbólico atribuído a um acontecimento ou objeto no âmbito da saúde.

Efeito placebo: significado

O que significa placebo? Este termo placebo deriva do verbo latino prazer, que literalmente significa "eu gostarei". Em medicina se refere a qualquer substância inerte, biologicamente inativa, isto é, sem capacidade terapêutica intrínseca, apresentada ao paciente como um remédio eficaz e assim é administrado para induzir sugestão psicoterapêutica ou para realizar comparações com medicamentos nos ensaios clínicos.

Provavelmente, a definição mais completa do placebo é proporcionada pelo doutor A.K. Shapiro: qualquer procedimento deliberadamente aplicado para obter um efeito ou que, mesmo que não se tenha conhecimento disso, age sobre o paciente ou sobre o sintoma ou a doença, mas que objetivamente carece de toda atividade específica a respeito da condição objeto de tratamento. Este procedimento pode ser aplicado com ou sem diretivas médicas, independentemente do tipo de medicamente utilizado.

Como funciona o efeito placebo

As tentativas de explicar porque os placebos funcionam foram feitas por cientistas do comportamento e biólogos na última metade do século XX. O efeito placebo e seus princípios de funcionamento foram predominantemente compreendidos e interpretados em termos psicológicos.

Se você está se perguntando como o efeito placebo funciona, este é um mecanismo psicossomático no sentido de que o sistema nervoso, em resposta ao significado pleno de expectativas dado à terapia placebo prescrita, induz modificações neurovegetativas e produz numerosas endorfinas, hormônios mediadores capazes de modificar sua percepção da dor, seus equilíbrios hormonais, sua resposta cardiovascular e sua resposta imune.

Quando o efeito placebo se manifesta

Um requisito irrenunciável para que o efeito placebo se manifeste é a autossugestão de quem o toma. Em outras palavras, o paciente deve se convencer de que está recebendo um tratamento eficaz e confiar nele, ou ao menos deve ser induzido a acreditar pelo médico que prescrever o tratamento.

É importante destacar que o efeito placebo se deve ao contexto psicossocial no qual se encontra o paciente tratado. Consiste em qualquer objeto ou pessoa relacionada com o tratamento, capaz de se comunicar com o paciente que está recebendo o tratamento e que, portanto, se espera que em um futuro próximo seja produzida uma redução dos sintomas.

Os efeitos do placebo

Até pouco tempo, grande parte dos efeitos terapêuticos da medicina se deviam ao efeito placebo, por exemplo, as estranhas misturas preparadas com sangue ou partes de animais, etc. No entanto, quando se fala do efeito terapêutico do placebo, não se deve cometer o erro de atribuir qualquer melhora clínica observada nos pacientes que o tomam. Os efeitos do placebo podem ser causados por muitos outros fatores:

  • Melhora natural e espontânea: foi observado que muitos pacientes tendem a procurar o médico na fase mais aguda da doença, que em seguida tenderia a melhorar de forma espontânea seguindo seu curso natural.
  • Fatores independentes: um novo amor, um lucro, férias, etc. Estas situações levam à percepção de melhora de sua saúde, enquanto que, em outros casos, pode informar dos benefícios obtidos apenas porque pretende comparecer ao médico.

Estes são alguns dos exemplos do efeito placebo. De fato, para medir o efeito placebo é necessário excluir uma série de fatores que não têm nada a ver com o efeito placebo real.

O efeito placebo e a medicina alternativa

O efeito placebo pode ser o elo que une os defensores e detratores das chamadas medicinas alternativas. No variado e desigual grupo de medicamentos alternativos, se encontram todas aquelas práticas terapêuticas cuja eficácia não foi objeto de um controle clínico controlado ou que não foram superadas.

O fato de que não é possível demonstrar a eficácia de uma medicina alternativa através de ensaios clínicos randomizados mencionados anteriormente, não significa necessariamente que seja totalmente inútil para o paciente: o efeito placebo poderia explicar as experiências positivas dos médicos e pacientes que decidem com sucesso recorrer a tratamentos alternativos.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é efeito placebo e como ele funciona, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia cognitiva.

Bibliografia
  • Bernini, E. (2013). Effetto placebo. Cos’è, cosa dice la scienza oggi, cosa dice la scienza di domani. San Lazzaro di Savena: Area 51 s.r.l.
  • Mypersonaltrainer (2021). Placebo - Effetto placebo. Recuperado de: https://www.my-personaltrainer.it/salute/placebo.html
  • Pace, A. (2020). Che cosa sappiamo sull’effetto placebo. Recuperado de: https://wonderwhy.it/che-cosa-sappiamo-sulleffetto-placebo/

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

O que é efeito placebo e como ele funciona
O que é efeito placebo e como ele funciona

Voltar ao topo da página