menu
Partilhar

O que é surto psicótico e como agir

 
Por Iván Piquero, Psicólogo. 2 setembro 2021
O que é surto psicótico e como agir

Os transtornos psicóticos, devido a seus sintomas, chamam muito a atenção das pessoas em geral. É certo que tais sintomas são muito característicos e podem surgir como consequência de comportamentos que podem parecer inofensivos, como o consumo de algumas substâncias. Por isso, pode ser possível que em algum momento sejamos testemunhas de um surto psicótico.

Possivelmente, se uma pessoa próxima experimentar um episódio psicótico, muitas pessoas não saberiam como devem agir. Como veremos, o senso comum e manter a calma serão imprescindíveis nestas ocasiões. Nos aprofundaremos mais sobre o que é um surto psicótico e como agir diante de um neste artigo de Psicologia-Online. Veremos se um surto psicótico tem solução, as possíveis sequelas de um surto, o tempo de recuperação após o surto e como tratar uma pessoa psicótica.

Também lhe pode interessar: Sequelas de um surto psicótico

Psicose: o que é e como se comporta o paciente

A psicose, definida pelo dicionário de psicologia da Associação Americana de Psiquiatria, se refere à alteração mental na qual aparecem problemas relacionados com a consciência de realidade. Nestes, além disso, existem alterações em funções cerebrais como a percepção ou o raciocínio. Estas alterações provocam sintomas que podem incluir delírios, alucinações e fala desorganizada. Além disso, neste tipo de transtorno também pode haver alterações relacionadas com o mundo emocional do paciente.

Os transtornos psicóticos estão presentes nas classificações diagnósticas DSM-5 (Associação Americana de Psiquiatria) e CIE-11 (Organização Mundial da Saúde). Concentrando-nos na primeira, esta indica os seguintes transtornos psicóticos:

  • Esquizofrenia
  • Transtorno esquizofreniforme
  • Transtorno esquizoafetivo
  • Transtorno de personalidade esquizotípica
  • Transtorno psicótico breve
  • Transtorno delirante
  • Transtorno psicótico induzido por substâncias e/ou medicamentos
  • Transtorno psicótico devido a outra condição médica
  • Outro transtorno do espectro da esquizofrenia especificado e outro transtorno psicótico
  • Outro transtorno do espectro da esquizofrenia não especificado e outro transtorno psicótico

O que é surto psicótico, sintomas e duração

O surto ou episódio psicótico é definido pela psicologia da Associação Americana de Psiquiatria como um período no qual uma pessoa mostra sintomas psicóticos como alucinações, delírios e fala desorganizada. Se a pessoa experimenta um episódio psicótico agudo, este aparecerá de forma repentina e não durará, geralmente, muito tempo.

Dependendo da duração e as características do episódio, este pode ser diagnosticado como um transtorno:

  • Se o episódio dura ao menos um dia, mas menos de um mês e aparecem alucinações, delírios, discurso desorganizado ou comportamento muito desorganizado ou catatônico, poderíamos estar falando de um transtorno psicótico breve. Neste, é necessário que a pessoa tenha voltado ao nível de funcionamento normal anterior ao episódio.
  • Se o episódio dura um mês ou mais poderia ser feito, levando em conta o resto dos critérios necessários, o diagnóstico de outro transtorno psicótico como o transtorno esquizofreniforme.

Além disso, os episódios psicóticos também podem ser provocados pelo consumo de substâncias ou por alguma outra condição médica. Sendo assim, um surto psicótico pode ser causado por drogas.

Um surto psicótico tem cura? Quanto dura a recuperação de um surto psicótico? Dependendo do contexto no qual ocorre o episódio, este apresentará uma evolução ou outra:

  • Se o episódio foi provocado pela ingestão de uma substância entendemos que o episódio foi um fato isolado e não voltará a ocorrer em circunstâncias normais.
  • Se o episódio está ocorrendo no contexto de um transtorno psicótico, dependendo das características deste, os sintomas podem reaparecer, portanto a pessoa deverá passar por tratamento.

Como controlar um surto psicótico

Como indicávamos na introdução, os episódios psicóticos são muito chamativos devido aos sintomas associados. Por isso, os familiares e pessoas próximas de um indivíduo que sofre um surto psicótico podem se sentir desconcertadas e desorientadas quanto à forma de agir.

Em primeiro lugar, devemos ter em conta que os episódios psicóticos podem se apresentar com diferentes formas de gravidade. Em qualquer caso é recomendável contatar com os serviços médicos para que possam avaliar o caso. Em casos de extrema gravidade, contatar os serviços de urgência será necessário e urgente.

Após a avaliação do caso, o médico poderia prescrever um tratamento para estes pacientes. Segundo Godoy, J.F., Godoy-Izquierdo, D. e Vázquez, M.L. (2014) o tratamento para os transtornos psicóticos será:

  • Farmacológico quando os sintomas sejam predominantemente positivos (delírios e alucinações), junto de terapia psicológica e psicossocial.
  • Reabilitação das funções básicas e/ou cognitivas quando os sintomas negativos sejam mais predominantes.

Por outro lado, para os familiares e pessoas próximas oferecemos algumas pautas para que possam controlar o surto psicótico:

  • Como agir diante de um surto psicótico? Em primeiro lugar, deverão manter a calma o máximo que puderem. Mostrarem-se calmos ajudará a tranquilizar a pessoa que está sofrendo do episódio psicótico a, pelo menos, não se alterar mais.
  • Relacionado com o ponto anterior, deveremos tratar de manter um ambiente tranquilo e avaliar se é necessário e na medida do possível, mudar de estância ou lugar a pessoa que está sofrendo o episódio.
  • Qual é a melhor maneira de tratar uma pessoa com psicose? Mostrarem-se empáticos: é importante que a pessoa que está sofrendo o episódio nos perceba como um apoio e sinta nossa intenção de ajudar.
  • Contatar com os serviços de emergência e/ou serviços médicos.
  • Fomentar a aderência à medicação: apoiar a pessoa afetada a continuar com o tratamento prescrito ajudará a evitar a aparição de novos surtos psicóticos.

Neste artigo das sequelas de um surto psicótico.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é surto psicótico e como agir, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE PSIQUIATRIA (2020). APA Dictionary of Psychology. Recuperado de https://dictionary.apa.org
  • ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE PSIQUIATRIA (2014). DSM-5. Guía de consulta de los criterios diagnósticos del DSM-5-Breviario. Madrid: Editorial Médica Panamericana.
  • GODOY, J.F., Godoy-Izquierdo, D. y Vázquez, M.L. (2014) Espectro de la esquizofrenia y otros trastornos psicóticos. En Caballo, V.E., Salazar, I.C. Y Carrobles, J.A. (2014) Manual de Psicopatología y Trastornos Psicológicos. Madrid. Pirámide.
  • Organización Mundial de la Salud (OMS) (2018) Clasificación Internacional de Enfermedades, 11.a revisión. Recuperado de https://icd.who.int/es

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

O que é surto psicótico e como agir
O que é surto psicótico e como agir

Voltar ao topo da página