Psicologia clínica

O que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento

 
Alejandro Garcia Mingrone
Por Alejandro Garcia Mingrone. Atualizado: 29 junho 2022
O que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento

O fato de ficar grávida pode despertar uma infinidade de emoções. O processo que implica o desenvolvimento de uma pessoa dentro do corpo representa uma mudança de vida importante e isso provoca sentimentos conflitantes. Existem mulheres que sentem uma felicidade imensa, mas a gravidez também provoca certos temores e incertezas, visto que se trata de um processo complexo.

É certo que existem mulheres que sentem um medo intenso diante da ideia de engravidar. Isto pode provocar sérias dificuldades que repercutem em sua vida cotidiana. Contar com dados concretos e valiosos referentes à fobia de gravidez permite ter mais ferramentas para tratar esta condição. Por isso, neste artigo de Psicologia-Online, te daremos informações sobre o que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Fobias sociais: causas, sintomas e tratamento

Índice

  1. O que é a tocofobia
  2. Causas da tocofobia
  3. Sintomas da tocofobia
  4. Tratamento da tocofobia

O que é a tocofobia

Quando fazemos alusão à tocofobia, nos referimos a um transtorno de ansiedade caracterizado por um medo irracional e exagerado diante da gravidez e do parto. Dito de outra forma, constitui um quadro clínico que consiste em uma série de pensamentos, emoções e comportamentos vinculados ao medo que representa o processo de gravidez.

Segundo o DSM-V[1], é possível alocar este transtorno dentro do grupo das fobias específicas que são descritas dentro da categoria. Para poder estabelecer um diagnóstico adequado de tocofobia, devem ser cumpridos os seguintes critérios de diagnóstico:

  • Medo e/ou ansiedade diante da possibilidade de estar grávida.
  • O fato de ficar grávida geralmente gera medo e/ou ansiedade de forma imediata.
  • Evitação das situações que possam causar uma gravidez.
  • Medo ou ansiedade desproporcional ao perigo real que a gravidez representa.
  • Deterioramento das relações de trabalho, sociais e familiares devido ao medo da gravidez.
  • Os sintomas da tocofobia não podem ser explicados pela presença de outro transtorno mental.

Causas da tocofobia

Na hora de realizar o diagnóstico da tocofobia, é muito importante averiguar quais fatores causam este medo irracional. Por isso, a seguir, te mostraremos as principais causas da tocofobia:

Fatores ambientais

Se você se pergunta por que dá medo ser mãe, uma das causas mais relevantes é ter vivido alguma experiência desagradável relacionada com a gravidez, por exemplo, ter vivido alguma perda ou ter experimentado dores físicas, entre outros.

Dessa forma, é possível que se alguma pessoa do entorno tenha sofrido deste quadro clínico, a causa seja que você esteja replicando esta problemática por imitação, pois é um padrão de comportamento frequente.

Fatores genéticos

Existem certos setores do córtex cerebral que estão associados ao processamento emocional dos estímulos externos. Neste sentido, é possível que a tocofobia possa ser devida a se ter uma maior sensibilidade neuronal à emoção do medo. Isto explicaria determinados comportamentos como a evitação ou fuga diante de qualquer estímulo relacionado com a gravidez.

O que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento - Causas da tocofobia

Sintomas da tocofobia

Outro aspecto a ser considerado é discernir como a fobia de gravidez se manifesta, tanto a nível físico, como psicológico. Compreender este ponto é crucial, dado que possibilita realizar um diagnóstico certeiro. Por isso, nos itens a seguir pontuaremos os principais sintomas da tocofobia:

  • Pensamentos catastróficos vinculados à gravidez.
  • Evitação de lugares nos quais há presença de pessoa grávidas.
  • Ansiedade.
  • Angústia.
  • Depressão.
  • Estado de humor oscilante.
  • Palpitações.
  • Suor excessivo.
  • Tremores.
  • Vômitos.
  • Náuseas.
  • Aumento do ritmo cardíaco.
  • Respiração agitada.

Ainda assim, a presença de algum destes sintomas não representa necessariamente um quadro de tocofobia. É imprescindível que o diagnóstico seja feito por um profissional de saúde mental, pois é necessário avaliar as condições clínicas individuais de cada paciente.

Tratamento da tocofobia

Apesar das dificuldades que a tocofobia acarreta, existem abordagens eficazes diante desta problemática que fornecem soluções valiosas e importantes para a pessoa que sofre deste quadro clínico. Os tratamentos mais efetivos para a tocofobia são os seguintes:

Terapia psicológica

A terapia proporciona um espaço para refletir sobre as dificuldades que alguém com fobia de gravidez experimenta. Por um lado, as terapias de duração curta trabalham sobre os pensamentos, emoções e comportamentos que dão lugar aos sintomas. Em linhas gerais, recorrem-se a estratégias para enfrentar situações de estresse e/ou ansiedade.

Por outro lado, as terapias de longa duração tentam encontrar a origem dos conflitos a partir da lembrança de situações traumáticas vividas na infância. Isto permite encontrar outras formas de enfrentar os sintomas produzidos pela fobia de gravidez.

Medicação psiquiátrica

Nos casos de tocofobia mais graves, tomar ansiolíticos pode ajudar a diminuir a intensidade dos sintomas. No entanto, a ingestão de medicamentos psiquiátricos só deve ser feita sob a supervisão de um profissional de saúde mental.

O que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento - Tratamento da tocofobia

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Referências
  1. Asociación Estadounidense de Psiquiatría. (2013). Manual Diagnóstico y Estadístico de los trastornos mentales (5ta ed.). Arlington: Editorial Médica Panamericana.
Bibliografia
  • Farkas, C., Santelices, M.P. (2008). Estudio de las preocupaciones asociadas al embarazo en un grupo de embarazadas primigestas chilenas. Revista SUMMA Psicológica UST, 5 (1), 13-20.
  • Sánchez Montoya, J., Palacios Alzaga, G. (2007). Trastorno de estrés postraumático en el embarazo, parto y posparto. Revista Matronas Profesión, 8 (1), 12-19.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
O que é tocofobia (fobia de gravidez): sintomas, causas e tratamento