Partilhar

O que é uma pessoa perfeccionista: características

 
Por Marta Thomen Bastardas, Psicóloga. 5 novembro 2020
O que é uma pessoa perfeccionista: características

Você é uma pessoa perfeccionista? Na sociedade atual parece que o perfeccionismo deve ser o objetivo do ser humano, diante da busca insaciável pelo sucesso. Podemos chegar a pensar que o fato de sermos perfeccionistas poderia nos ajudar a alcançar nossas metas com maior facilidade e alcançar o sucesso mais cedo, no entanto, um excesso de perfeccionismo foi relacionado com uma maior predisposição de sofrer transtornos de ansiedade, depressão, transtornos alimentares ou abuso de consumo, como o álcool.

A busca do perfeccionismo pode nos ajudar a melhorar em nossos objetivos, mas levar este traço ao extremo pode gerar graves consequências. Se você tem interesse em conhecer os inconvenientes e as características deste tipo de personalidade, continue lendo este artigo de Psicologia-Online em que explicamos o que é uma pessoa perfeccionista: características e contras.

Personalidade perfeccionista: significado

O que é a personalidade perfeccionista? A personalidade perfeccionista, também chamada de personalidade anancástica, é definida como um conjunto de emoções, sentidos, comportamentos e interpretações, sobre os quais a pessoa tem a tendência de fixar expectativas muito altas e avalia sua evolução frente a suas metas de forma muito rígida. A pessoa perfeccionista se valoriza em função de suas conquistas autoimpostas. Frente a isso, o perfeccionista buscará alcançar a perfeição em tudo aquilo que se proponha. É considerado um traço de personalidade estável, que já se manifesta na infância.

Personalidade perfeccionista: características

Os traços da personalidade perfeccionista ou personalidade anancástica são:

  1. Autojulgamento elevado: a pessoa perfeccionista se impõe padrões muito elevados, e então duvida de seu rendimento, crendo que fracassará. A avaliação crítica sobre seu próprio potencial causa, muitas vezes, que ao conquistar seus objetivos, a pessoa minimize seus sucessos com preconceitos cognitivos como: "era muito fácil, todos poderiam fazer isso".
  2. Pensamento dicotômico: a autoavaliação sobre o sucesso ou fracasso as conduz a um pensamento polarizado, no qual todas suas ações se traduzem em tudo ou nada, ou seja, se fracassaram em uma de suas metas, sentem que fracassaram em tudo.
  3. Autocrítica e autojulgamento negativos: os preconceitos cognitivos do pensamento dicotômico, o medo de fracassar e as constantes dúvidas sobre suas capacidades para desempenhar suas metas, as faz produzir avaliações negativas e críticas constantes sobre elas mesmas.
  4. Insegurança sobre si mesmo: a personalidade perfeccionista está muito relacionada aos sentimentos de falta de confiança em si mesma, pois alcançar seus objetivos é o que dá seu próprio valor pessoal, do mesmo modo que o fracasso as leva a pensar que não servem para nada. É a mesma insegurança nelas mesmas que as conduz a precisar atingir suas metas, para poder demonstrar a si mesmas que são boas em algo.
  5. Importância da opinião alheia: o medo de sofrer uma rejeição ou que os demais não vejam nelas o que esperam, em muitos casos faz com que atuem em função de como acreditam que serão aceitas pelos outros e não como são.
  6. Méritos próprios: ao pensar em uma pessoa perfeccionista que deseja alcançar suas ambições mais profundas, talvez venha à mente uma pessoa que fará o que for preciso para conseguir seu objetivo, mesmo que isto signifique se aproveitar ou causar danos a terceiros. No caso das pessoas perfeccionistas o oposto acontece, este traço faz com que a pessoa procure alcançar suas metas através de méritos próprios e nunca tentará atingir suas metas com intenções maliciosas a terceiros.
  7. Necessidade de controle e ordem: uma das características principais deste traço é a necessidade de controle, mas não apenas nas próprias ações, e também nas dos outros. A pessoa perfeccionista buscará que seus entes queridos explorem seu potencial máximo, porque elas acreditam neles, mas suas exigências podem chegar a causar danos emocionais na outra pessoa. Por outro lado, tendem a ter uma necessidade excessiva de ordem e limpeza.
  8. Responsabilidade: seus altos níveis de exigência as conduzem a serem pessoas muito responsáveis frente as tarefas que precisam fazer.

Vantagens da personalidade perfeccionista

O perfeccionismo na psicologia pode ter vantagens ou inconvenientes, de acordo com o grau em que a personalidade perfeccionista se manifesta. Diante da alta exigência que possuem por si mesmas, têm a tendência de serem pessoas muito trabalhadoras e que sempre procuram alcançar os melhores resultados, por este motivo, tendem a ser grandes profissionais. Além disso, não se rendem facilmente diante dos diversos obstáculos, procurando analisar todas as alternativas de solução possíveis. Mantêm atitudes de perseverança e constância, sem dar muita importância ao tempo que precisam dedicar para seu objetivo e ao desgaste emocional que isto pode produzir.

O perfeccionismo adaptável pode nos levar a obter muitas vantagens em nosso dia a dia, pois as pessoas com este tipo de perfeccionismo, são aquelas que lutam motivadas para alcançar suas metas, no entanto, o fracasso não cobra um custo emocional tão elevado delas, nem gera tanto sofrimento. Diante do fracasso, estas pessoas continuam lutando, apesar das dificuldades, sem cair nem entrar em um círculo vicioso, aprendendo com os erros.

Contras da personalidade perfeccionista

O perfeccionismo na psicologia também pode ter inconvenientes, de acordo com o grau que o traço se manifesta. As consequências da personalidade perfeccionista não adaptável são as seguintes:

  1. Rigidez: o pensamento dicotômico sobre o qual as pessoas perfeccionistas agem, sobre o "tudo ou nada" e a necessidade de ordem e controle em suas vidas, causam, em muitos casos, que estes traços de personalidade conduzam à inflexibilidade, como grandes dificuldades a se deixar levar pela espontaneidade, configurando assim pensamentos muito rígidos.
  2. Obsessão: a mesma necessidade de controle comentada previamente, a necessidade de alcançar a perfeição em todos seus objetivos e a avaliação crítica e negativa de si mesma, causa a sensação de que nada nunca pareça suficientemente perfeito, e pode desenvolver obsessões.
  3. Manutenção da insegurança: nas características da pessoa perfeccionista falamos da personalidade insegura, que funcionada como base sobre a qual se sustenta a personalidade perfeccionista. O medo do fracasso e as dúvidas sobre suas capacidades no desempenho de suas metas, que fazem com que nunca se sinta satisfeita, mantêm os níveis de confianças nelas mesmas baixos.
  4. Tendência ao pessimismo: diante da busca insaciável da perfeição, o perfeccionista concebe esta perfeição como sua meta, sem dar importância ao esforço que fez. E ainda, frente ao medo de fracassar e que o resultado não seja suficientemente bom, sempre tende a antecipar os acontecimentos de forma negativa, pessimista e fatalista.
  5. Ansiedade e depressão: a personalidade perfeccionista se relaciona com elevados níveis de ansiedade e com elevadas possibilidades de sofrer um transtorno depressivo. A elevada autoexigência que colocam em suas metas causa altos níveis de ansiedade, e a frustração diante da crítica a si mesma por não ter feito o suficiente, pode ir gerando sentimentos depressivos.
  6. Irritabilidade e tensão: além dos sentimentos ansiosos e depressivos, tendem a manifestar comportamentos tensos e a se mostrar irritáveis na maior parte do tempo, devido a se sentirem sempre insatisfeitas. Frente a isso, têm pouca capacidade para poder aproveitar aquilo que estão fazendo, gozar de espontaneidade e flexibilidade, por causa de sua forma de agir tão estruturada.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é uma pessoa perfeccionista: características, recomendamos que entre na nossa categoria de Personalidade.

Bibliografia
  • Caputto, I., Cordero, S., Keegan, E., & Arana, F. (2015). Perfeccionismo y esquemas desadaptativos tempranos: un estudio con estudiantes universitarios. Ciencias Psicológicas, 9(2), 245-257.
  • Fernán, A., Scappatura, M. L., Lago, A., & Keegan, E. (2007). Perfeccionismo adaptativo y desadaptativo y malestar psicológico en estudiantes universitarios argentinos: un estudio exploratorio utilizando el APS-R. In XIV Jornadas de Investigación y Tercer Encuentro de Investigadores en Psicología del Mercosur. Facultad de Psicología-Universidad de Buenos Aires.
  • Franchi, S. (2010). Estilo de personalidad perfeccionista y depresión 15. Contribuciones y proyecciones de la Etnografía en el estudio interdisciplinario del desarrollo infantil., (13), 53.
  • Ramos Brieva, J. A., Cordero Villafáfila, A., Navío Acosta, M., & Zamora Romero, J. (2006). Evaluando los rasgos anacásticos de la personalidad. Actas Españolas de Psiquiatría, 34(2).
  • Vicent, M., Inglés, C. J., Gonzálvez, C., Sanmartín, R., & García-Fernández, J. M. (2016). Perfeccionismo socialmente prescrito y los cinco grandes rasgos de la personalidad en niños españoles.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

O que é uma pessoa perfeccionista: características
O que é uma pessoa perfeccionista: características

Voltar ao topo da página