menu
Partilhar

Ocitocina: para que serve?

 
Por Iván Piquero, Psicólogo. 6 agosto 2021
Ocitocina: para que serve?

A relação entre o corpo e nosso estado mental vai muito além da atividade cerebral e dos neurotransmissores. Ainda que na verdade todo nosso estado físico possa sofrer influência do nosso equilíbrio psicológico, o fato é que o sistema endócrino também é comumente associado com nossa saúde mental. Por isso, os desequilíbrios hormonais podem estar relacionados com problemas psicológicos.

Para além dos problemas psicológicos que podem ser influenciados por alterações hormonais, é fato que os hormônios cumprem diversas funções em nosso equilíbrio e funcionamento cotidiano. Um desses hormônios e protagonista deste artigo de Psicologia-Online é a ocitocina. Afinal, ocitocina: para que serve? Confira a seguir.

Também lhe pode interessar: Noradrenalina: para que serve?

O que é a ocitocina?

A ocitocina é um hormônio que, de acordo com o dicionário médico da Universidade Clínica de Navarra[1], é secretado pelos núcleos magnocelulares do hipotálamo e armazenado no lobo posterior da hipófise, de onde vai para o sangue. Trata-se de uma substância que também pode atuar como neurotransmissora no cérebro.

Agora que já sabemos onde a ocitocina é produzida, é importante ressaltar que as pesquisas sobre seus efeitos envolve certas dificuldades e foram produzidas, sobretudo, com animais em laboratório. Uma forma de pesquisar os efeitos da ocitocina, conforme veremos a seguir, é por meio da inibição do seu efeito. Ou seja, os pesquisadores estudaram o que acontece quando esse hormônio não está em funcionamento.

Quais são os efeitos da ocitocina?

A partir dessas pesquisas de inibição obtiveram-se as funções e/ou efeitos que a ocitocina pode produzir, entre as quais estão as listadas a seguir e outras expostas neste artigo:

  • Efeitos sobre a gravidez e amamentação;
  • Efeitos sobre o vínculo entre mãe e filho(a);
  • Efeitos sobre o comportamento sexual;
  • Efeitos sobre o vínculo com o(a) parceiro(a).

Todos esses efeitos fazem com que a ocitocina seja relacionada ao amor e, como é possível comprovar, de fato seus efeitos são importantes para comportamentos ligados ao romântico, familiar e sexual.

Ocitocina na gravidez e amamentação

O ser humano possui um período de gestação de nove meses e, após o nascimento do bebê, proporciona a ele alimento por meio do leite materno, como ocorre com todas as espécies mamíferas. Dessa forma, se você se pergunta para que serve a ocitocina, saiba que esse hormônio possui um papel muito importante no que diz respeito à gravidez e amamentação. Algumas das funções da ocitocina mais conhecidas são:

  • Estimula o trabalho de parto: no final da gravidez, o miométrio é muito sensível ao efeito da ocitocina, que estimula as contrações de forma a iniciar e manter o trabalho de parto.
  • Estimula a produção de leite materno: quando o bebê nasce, a ocitocina provoca a contração da musculatura dos dutos por onde sai o leite materno, produzindo a secreção que alimenta o bebê. Dessa forma, a ocitocina possibilita a amamentação.

Ocitocina na relação entre mãe e filho(a)

Se você se pergunta para que serve a ocitocina, saiba que ela também possui um papel importante na relação entre mãe e bebê que vai muito além da sua interferência durante a gravidez e amamentação. Por isso, ela pode inclusive intervir na formação de vínculos entre mães e seus/suas filhos(as).

Em um estudo realizado por Van Leengoed, Kerker e Swanson (1987, apud Carlson, N.R., 2010)[2], conseguiu-se inibir o efeito da ocitocina em um grupo de ratas fêmeas e comparar seu comportamento com o de outro grupo de controle, no qual não se realizou a inibição.

Primeiro, os filhos foram separados das mãe após o parto. Depois, observou-se que as ratas em que o efeito da ocitocina havia sido inibido ignoravam suas crias após o parto, diferentemente do comportamento encontrado no grupo de controle.

Ocitocina no comportamento sexual

A ocitocina também tem uma função importante no comportamento masculino, sobretudo no comportamento sexual. Trata-se, por um lado, de uma substância que apresenta um efeito facilitador da ejaculação.

Por outro lado, tanto para homens quanto para mulheres, a ocitocina é liberada no momento do orgasmo e contribui para as contrações da musculatura do sistema de ejaculação masculino, bem como da vagina e do útero (Carlson, N.R., 2010). A liberação de ocitocina que ocorre após a relação sexual aumenta o fluxo sanguíneo e, quando isso acontece, as pessoas reportam sentir calma e bem-estar.

Ocitocina no estabelecimento de vínculos entre parceiros

Depois de ver para que serve a ocitocina, é possível concluir que, conforme já foi dito, ela interfere de forma importante nas relações humanas. Para além disso, ela aparentemente também tem certa relação no que diz respeito ao estabelecimento de vínculos entre parceiros.

O que mais estimula a ocitocina? Um dos efeitos estudados e que parece estar muito relacionado com esse fato é que a ocitocina aumenta a confiança no próximo. Esse aumento de confiança, aspecto importante nas relações entre parceiros, pode desempenhar um papel facilitador importante para que esses tipos de relacionamento surjam.

Se no seu relacionamento com seu/sua parceiro(a) esse aspecto está em falta, recomendamos a leitura do nosso artigo sobre como recuperar a confiança no relacionamento.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Ocitocina: para que serve?, recomendamos que entre na nossa categoria de Neuropsicologia.

Referências
  1. CLÍNICA UNIVERSIDAD DE NAVARRA (2020). Diccionario médico. Recuperado de https://www.cun.es/diccionario-medico
  2. CARLSON, N.R. (2010) Capítulo 5: conducta reproductora. Carlson, N.R. (2010) En Fundamentos de fisiología de la conducta. Madrid: Pearson Educación S.A.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Ocitocina: para que serve?
Ocitocina: para que serve?

Voltar ao topo da página