Psicologia social

Sincericídio: qual a diferença para sinceridade

 
Gianluca Francia
Por Gianluca Francia, Psicólogo. 12 março 2022
Sincericídio: qual a diferença para sinceridade

Desde pequenos, mas principalmente quando adultos, impulsionados também por terapeutas e treinadores de diversas naturezas, somos educados na sinceridade, em ser honestos, em compartilhar emoções, pensamentos e acontecimentos. No entanto, devemos saber que, se falarmos a verdade sem assertividade ou sem medir as consequências antes, não estaremos fazendo bem a essa pessoa, apesar de nossa boa intenção.

Sem dúvida, todos já fomos sinceros demais em alguma ocasião, mas quando o sincericídio se transforma no único canal para expressar nossa opinião, alguma coisa está errada. Neste artigo de Psicologia-Online, compreenderemos melhor o sincericídio e sua diferença para a sinceridade.

Índice
  1. O que é sinceridade
  2. O que é sincericídio
  3. Sincericídio: qual a diferença para sinceridade

O que é sinceridade

Sobre o significado da palavra "sinceridade" seria possível escrever uma novela inteira, já que é uma das qualidades mais belas que uma pessoa pode ter, para se sentir bem consigo mesmo e para ter boas relações com os outros. A sinceridade é uma qualidade muito apreciada, implica a verdade, a falta de ficção. Mas, o que é sinceridade psicológica? A coerência entre o que pensamos, o que dizemos e o que fazemos.

Confiamos mais nas pessoas sinceras e, por outro lado, não confiamos nas pessoas que consideramos insinceras, falsas ou mentirosas. Ao vocábulo "sincero", efetivamente, o dicionário dá esta definição: que ao agir, ao falar e semelhantes, expressa com absoluta verdade o que ouve, o que pensa (do latim: sincerum, isto é, franco, puro).

Tudo parece claro, assim como o fato de que a sinceridade sempre foi exaltada como uma qualidade bela e necessária, enquanto que pelo contrário, ou seja, ser mentiroso, sempre foi condenado como um vício feio e prejudicial.

Se abordarmos o termo sinceridade e refletirmos sobre seu contrário, estamos precisamente falando da insinceridade ou a mentira em um extremo. No entanto, se você se pergunta como se chama o excesso de sinceridade, estaríamos falando do termo conhecido como "sincericídio". A seguir explicaremos seu significado.

Sincericídio: qual a diferença para sinceridade - O que é sinceridade

O que é sincericídio

Andrè Maurois, escritor francês do século passado, disse que ser sincero não significa dizer tudo o que se pensa, mas não dizer nada que seja o contrário do que se pensa. O sincericídio é precisamente isso: dizer a alguém o que se pensa de maneira muito direta e, às vezes, até mesmo brutal e sem filtros, sem que haja uma verdadeira razão ou uma vantagem por parte de quem expressa o conceito ou quem o escuta.

A palavra "sincericídio" foi cunhada pelos psicólogos precisamente para definir o comportamento que impulsiona a ser brutalmente sinceros, honestos e corajosos sem nenhum filtro, até mesmo quando o contexto não exige abertamente sua opinião. Trata-se de uma atitude imprudente, carente de tato e verbalmente irresponsável, que gera conflitos na medida em que se percebe, com razão, um comportamento descortês.

Este termo é um jogo de palavras, e se refere ao "suicídio" de uma maneira totalmente abstrata, devido a um apego excessivo à verdade, até mesmo quando é brutal e inclusive quando pode ferir aos demais. Mas este apego suicida à verdade pode ser a expressão de algo muito mais profundo: por exemplo, um desejo de castigar o outro ou a si mesmo, através do uso da verdade. A honestidade, portanto, é instrumentalizada para obter um certo resgate.

O sincericida, isto é, pessoa que comete o sincericídio, é considerado uma pessoa honesta, íntegra e uma peça única, mas na verdade é uma pessoa frágil que foi insultado ou tratado injustamente, considera que que não é valorizado ou até mesmo pisoteado. A verdade se converte em uma arma "legítima" para atacar o mundo que o decepcionou profundamente.

Sincericídio: qual a diferença para sinceridade

A sinceridade é uma virtude importante porque o conhecimento da verdade é um valor de honestidade; no entanto, algumas pessoas confundem uma aparente sinceridade ética e honesta com o sincericídio, isto é, com a atitude destrutiva de não medir o impacto que as palavras ofensivas podem ter em quem as recebe.

  • A principal diferença entre sinceridade e sincericídio é que no primeiro caso a verdade expressada é necessária e construtiva no contexto de uma relação, por outro lado, o sincericídio reflete uma mensagem totalmente inútil que não entrega valor positivo para a situação em que duas pessoas vivem.
  • Quando dizemos sincericídio, falamos de dizer a verdade com indiferença e sem limites, sem pensar no que a outra pessoa sente ou quer.
  • Ser sinceros sem nos converter em sincericidas é uma arte que implica a capacidade de calçar os sapatos dos outros, conhecer as circunstâncias e ter empatia; sem contar as capacidades verbais e comunicativas para saber usar as palavras justas e não ferir.
  • A pessoa se transforma em sincericida e o sincericídio pode se converter em um verdadeiro modo de ser: quando o mal imediatamente coloca suas raízes na infância, de fato, o sincericídio pode ser algo tão enraizado que já é imprescindível.

Isto é, a diferença entre sinceridade e sincericídio mora em um justo equilíbrio entre as conversas públicas (as que mantermos com os outros) e as conversas privadas (com nós mesmos). Portanto, é importante tomar consciência de nossas conversas privadas e processá-las adequadamente antes de torná-las públicas, para que o efeito que tem sobre os outros seja exatamente o que queremos.

Tomar consciência do impacto que nossas palavras podem provocar e das possíveis consequências implica um maior conhecimento de nós mesmos, e as seguintes perguntas podem nos ajudar neste sentido: onde esta conversa terminará? Que benefícios ou prejuízos derivarão desta conversa? Que impacto o que eu vou falar pode ter em mim ou nos outros?

Se você gostou deste artigo sobre Sincericídio: qual a diferença para sinceridade, te recomendamos que leia nosso artigo sobre como praticar a empatia.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sincericídio: qual a diferença para sinceridade, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Bibliografia
  • De Simone, A. (2020). Sincericidio, i kamikaze della verità. Disponível em: <https://psicoadvisor.com/sincericidio-kamikaze-della-verita-9343.html> Acesso em: 11 de março de 2022.
  • Mortari, D. (2017). Sincericidio. Disponível em: <https://davidemortari.com/2017/09/14/sincericidio/> Acesso em: 11 de março de 2022.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 2
Sincericídio: qual a diferença para sinceridade