Partilhar

Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento

 
Por Equipe editorial. Atualizado: 17 setembro 2019
Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento

A síndrome de Asperger é um trastorno que se inclui dentro das alterações do espetro autista e que costuma ser diagnosticado entre os 5 e 9 anos de idade. Estas crianças se caracterizam por apresentar particularidades na fala e na linguagem, condutas sociais e emocionais inadequadas, incapacidade de interagir socialmente com sucesso, realização de rotinas repetitivas, problemas com a comunicação não verbal e dificuldades na coordenação motora. Mas como se apresenta o transtorno na fase adulta? Qual o impacto de todos esses sintomas quando se alcança a idade adulta? Embora a condição não seja um obstáculo definitivo para não desfrutar de uma vida plena e de sucesso, a verdade é que os adultos com Asperger costumam ter manifestações específicas em determinados aspetos da vida (social, profissional, amorosa) que podem limitá-los, afetar as relações pessoais e fazer com que ter uma vida totalmente independente seja difícil. Neste artigo de Psicologia-Online, explicamos detalhadamente quais são os sintomas e o tratamento da síndrome de Asperger em adultos.

O que é Síndrome de Asperger

A síndrome de Asperger faz parte dos Transtornos do Espectro Autista (TEA) e é uma alteração que afeta o neurodesenvolvimento da criança e que influencia como eles veem, sentem e experienciam o mundo. Estas crianças costumam apresentar uma cognição particular e uma série de habilidades especializadas em matérias ou âmbitos restritos. Além disso, se caracterizam por apresentar dois sintomas essenciais que são a alteração persistente na interação social e no desenvolvimento de comportamentos, atividades e interesses repetitivos, inadequados e restritivos. Tudo isso pode ter uma série de consequências muito negativas, tanto para a criança como para o ambiente em redor da mesma.

Apesar da causa exata da síndrome de Asperger ser desconhecida, os especialistas assinalaram que se trata de um transtorno do desenvolvimento cerebral multicausal, no qual se combinam fatores genéticos e ambientais. Cada vez é mais claro que é possível que existam anomalias no cérebro dos menores afetados e que a maturação e estrutura do cérebro tenham alterações, que se produzam de forma irregular e fora de tempo. Por outro lado, também é possível que existam mutações genéticas que assumem um papel determinante na posterior manifestação de padrões específicos na Síndrome de Asperger. No entanto, o que foi cientificamente provado é que existe um caráter hereditário relevante, portanto pessoas com antecedentes familiares de Asperger possuem um risco superior de desenvolvê-la.

Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento - O que é Síndrome de Asperger

Síndrome de Asperger em adultos: sintomas

Quando falamos de pessoas com síndrome de Asperger, normalmente estamos falando de crianças. No entanto, uma vez que este um transtorno que é detectado cedo, devemos levar em conta que estes menores crescem e chegam à etapa adulta. Em muitos casos, as crianças conseguem ter uma vida plena, uma boa carreira profissional, formar uma família, etc., mas, inevitavelmente, continuar a ter uma série de problemas diários que se devem, maioritariamente, à incompreensão e à alteração persistente na interação social que apresentam.

Em seguida, detalhamos quais são as características e sintomas de síndrome de Asperger em adultos:

  • Alteração permanente na interação social: apresenta dificuldades para se relacionar com as outras pessoas, tendo dificuldades significativas na comunicação social. Por exemplo, é comum que tenha dificuldade em iniciar uma conversa com alguém, iniciar a interação interpessoal, conhecer pessoas novas ou fazer amigos. Isso pode provocar que os outros pensem que ele não tem interesse em relacionar-se.
  • Embora possam chegar a ter uma vida pessoal e profissional mais ou menos independente, apresentam uma incapacidade social significativa, o que pode fazer com que tenham muita dificuldade na hora de encontrar trabalho, de se adaptar ao ambiente laboral, encontrar parceira(o) e formar uma família ou fazer amigos.
  • Apesar da maioria de adultos com Asperger desenvolverem uma linguagem formal adequada, apresentam muita dificuldade em usá-la de forma eficaz para comunicar com os outros. É importante ter em conta que, a nível neuro-cognitivo, não possuem a capacidade para entender o estado mental dos outros nem para interpretar corretamente os comportamentos não verbais das outras pessoas, sobretudo as expressões faciais. Ao mesmo tempo, isso faz com que tenham uma vulnerabilidade social maior, uma vez que também não conseguem decifrar as intenções dos outros adequadamente.
  • Compreendem a linguagem verbal de forma literal. Isso quer dizer que não possuem a capacidade de situar e compreender a linguagem no contexto na qual é usada, como também não entendem bem as frases coloquiais, a ironia ou o sarcasmo.
  • Padrão de comportamento restritivo ou repetitivo. Os adultos com Síndrome de Asperger costumam ter muito interesse por um ou vários temas muito específicos nos quais acabam se transformando em especialistas, mas fazem isso de forma repetitiva, mostrando esse interesse em qualquer situação ou contexto que encontram.
  • Dificuldade ou intolerância para modificar hábitos e rotinas. Têm muita dificuldade em mudar as suas rotinas ou atividades diárias e, em alguns casos, desenvolvem uma espécie de "ritual" que não faz parte do que estão fazendo nesse momento mas que, se não for feito, gera ansiedade e pressão. Um ejemplo pode ser a necessidade de colocar os objetos que usa nesse momento de uma determinada forma e com muito cuidado, quer seja comendo, trabalhando, estudando, etc.
  • Quanto a relacionamentos amorosos, outra das características da síndrome de Asperger em adultos pode ser a falta de empatia e as dificuldades que isso provoca para poder resolver os conflitos que surjam, uma vez que, mesmo que desejem resolver a situação e satisfazer as necessidades da parceira(o), não sabem como. No plano sexual, é provável que demonstrem pouca necessidade em manter um contato íntimo frequente.
Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento - Síndrome de Asperger em adultos: sintomas

Tratamento para síndrome de Asperger em adultos

Agora que já sabemos quais são os sintomas de Síndrome de Asperger adulto e as dificuldades que possuem, em particular para interagir com o seu ambiente, vejamos qual é o tratamento adequado que se deve adotar nestes casos.

Não existe um tratamento para Síndrome de Asperger específico, ele deve ser baseado nas características particulares de cada paciente, considerando quais são os seus pontos fracos e fortes no que diz respeito a habilidades sociais e de comunicação. Existem diferentes terapias que podem ser aplicadas em função das necessidades individuais de cada pessoa, como por exemplo:

  • Terapia cognitiva para aprender a controlar as emoções e os comportamentos obsessivos e repetitivos.
  • Terapia ocupacional ou sensorial em caso de problemas de integração sensorial ou coordenação motora deficiente.
  • Terapia especializada na linguagem para ajudar as pessoas que têm problemas em usar ou compreender a linguagem durante uma conversa.
  • Psicoterapia combinada com medicamentos se existem doenças coexistentes como ansiedade ou depressão.

Tal e como comentado anteriormente, muitos dos adultos com Síndrome de Asperger podem ter uma vida plena, trabalhar em locais fixos com sucesso, etc. No entanto, podem continuar necessitando terapia e muito apoio moral para conseguir manter uma vida independente.

Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento - Tratamento para síndrome de Asperger em adultos

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário sobre Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento
1 de 4
Síndrome de Asperger em adultos: sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página