Partilhar

Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas

 
Por Marta Menéndez, Psicóloga. 27 novembro 2020
Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas

O transtorno bipolar ou transtorno maníaco-depressivo é um transtorno que causa alterações anormais no humor, a energia, os níveis de atividade e na habilidade de realizar as atividades diárias da pessoa. Existem 4 tipos básicos de transtorno bipolar, todos eles apresentam essas alterações incomuns, que variam de períodos de ânimo excessivo, euforia e energia (episódio maníaco) a períodos nos quais a pessoa se encontra muito triste (períodos depressivos). Quando os períodos maníacos não são muito graves, se denominam episódios hipomaníacos. Neste artigo de Psicologia-Online, falaremos sobre os diferentes tipos de bipolaridade que existem e seus sintomas.

Também lhe pode interessar: Como identificar uma pessoa bipolar

Tipos de bipolaridade (trastorno bipolar)

Podemos diferenciar entre os seguintes tipos de transtorno bipolar:

  1. Bipolar tipo I: se define por episódios maníacos que duram em média 7 dias ou por sintomas maníacos que são tão graves que a pessoa precisa de um tratamento hospitalar. Normalmente, os episódios depressivos duram aproximadamente 2 semanas. Também é possível acontecer episódios de depressão com características mistas (sintomas depressivos e maníacos).
  2. Bipolar tipo II: é definido por episódios depressivos e hipomaníacos, mas em um estado mais avançado do que os do tipo I.
  3. Ciclotímico: é definido por numerosos períodos de sintomas hipomaníacos e depressivos que duram em média 2 anos (1 ano em crianças e adolescentes). No entanto, os sintomas não cumprem os critérios diagnósticos para um episódio hipomaníaco e depressivo.
  4. Não específicos e outros transtornos relacionados: se trataria de sintomas bipolares que não se relacionam com as categorias anteriormente descritas.

Transtorno bipolar: sintomas

Pessoas com transtorno bipolar apresentam períodos de intensa emoção, alteração nos padrões de sono e em seus níveis de atividade e comportamentos incomuns. Esses episódios são muito diferentes do estado de ânimo e dos comportamentos típicos em uma pessoa. As alterações na energia, a atividade e o sono coincidem com as variações de humor.

Em alguns casos, um episódio de estado de ânimo inclui sintomas maníacos e depressivos, conhecido como um episódio misto. A pessoa pode se sentir muito triste, vazia ou desesperada, embora as vezes se sinta cheia de energia.

Sintomas de episódio maníaco

  • Energia excessiva;
  • Níveis altos de atividade;
  • Ficar nervoso;
  • Falar muito rápido sobre diferentes assuntos, mudar de tema com grande rapidez;
  • Maior irritabilidade, agitação, e sensibilidade;
  • Sentir que os pensamentos se vão muito rápido;
  • Pensar que podem fazer várias coisas de uma vez;
  • Comportamentos de risco: gastar grande quantidade de dinheiro, relações sexuais imprudentes.

Sintomas de episódio depressivo

  • Tristeza, baixa disposição, sentimento de vazio;
  • Pouca energia, baixos níveis de atividade;
  • Problemas para dormir, dormem pouco ou bastante;
  • Sentem que no há nada que os divirta, se sentem preocupados ou vazios;
  • Problemas para se concentrar, esquecem coisas que devem ser feitas;
  • Problemas com comida: aumento o diminuição da quantidade;
  • Pensam sobre a morte e suicídio.

O transtorno bipolar pode ocorrer de forma mais suave, ou seja, com mudanças menos bruscas de humor. Durante um episódio hipomaníaco, a pessoa pode se sentir muito bem, ser muito produtiva e funcionar muito bem. Sente que nada está mal, mas sua família e amigos podem perceber mudanças incomuns que podem indicar um transtorno bipolar. Sem um tratamento adequado, as pessoas com hipomania podem desenvolver mania ou depressão.

Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas - Transtorno bipolar: sintomas

O que diferencia o transtorno bipolar das mudanças de humor?

Os três critérios que diferenciam o transtorno bipolar das mudanças de humor que podemos considerar como “normais” são:

  1. Intensidade: as mudanças de humor que constituem um transtorno bipolar são mais graves e têm mais intensidade que as mudanças de humor consideradas normais.
  2. Duração: uma mudança de humor dura aproximadamente alguns dias, enquanto um episódio maníaco ou depressivo pode ter uma duração de meses e se caracteriza por mudanças muito bruscas.
  3. Alteração da vida da pessoa: as mudanças que caracterizam o transtorno bipolar costumam produzir grandes alterações na vida da pessoa (não ir ao trabalho, deixar de realizar atividades cotidianas...). Por outro lado, mudanças de humor consideradas normais não impedem que a pessoa realize as atividades habituais do seu dia-a-dia.

Bipolaridade: tratamento

O tratamento pode ajudar a adquirir um melhor controle sobre as mudanças de humor e outros sintomas bipolares, incluindo aquelas pessoas que apresentam sintomas mais graves. Um tratamento efetivo inclui medicação e psicoterapia. O transtorno bipolar é um transtorno crônico e os episódios de mania e depressão reaparecem ao longo do tempo. Entre esses episódios, muitas pessoas não apresentam nenhum tipo de sintomatologia, enquanto outros mostram sintomas persistentes. A longo prazo, um tratamento contínuo ajuda a controlar estes sintomas.

Medicação

Existem diferentes tipos de medicamentos que podem ajudar a controlar os sintomas do transtorno bipolar. Uma pessoa pode precisar testar diferentes tipos de psicofármacos antes de encontrar aquele que é adequado para o seu caso.

Os psicofármacos que são usados principalmente no transtorno bipolar são: estabilizadores do estado de ânimo, antipsicóticos atípicos e antidepressivos.

Psicoterapia

Em muitos casos, a psicoterapia é utilizada de forma combinada com o tratamento psicofarmacológico obtendo bons resultados. Durante a terapia, a pessoa pode falar sobre os sentimentos, pensamentos e comportamentos que causam problemas em sua vida. A terapia pode ajudar a compreender e lidar com qualquer problema que altere um funcionamento normal na vida. Algumas terapias utilizadas no transtorno bipolar são:

  • Terapia cognitiva- comportamental: se concentra em identificar e modificar os esquemas de pensamentos que acompanham as mudanças de humor e nos comportamentos que reduzem o estresse.
  • Terapia centrada na família: direcionado a relações familiares e a gerar um contexto de apoio em casa.
  • Terapia interpessoal: se concentra nas relações e em como reduzir as tensões que o transtorno produz.
  • Terapia de ritmo social: ajuda a desenvolver e manter uma rotina de sono “normal”, e rotinas diárias bem definidas.
  • Psicoeducação: tanto para a pessoa bipolar como para sua família. Consiste em saber identificar os primeiros sintomas dos episódios, estabelecer rotinas, etc.
Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas - Bipolaridade: tratamento

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas
1 de 3
Tipos de bipolaridade (transtorno bipolar) e seus sintomas

Voltar ao topo da página