Psicologia clínica

Transtornos afetivos

 
Alejandro Garcia Mingrone
Por Alejandro Garcia Mingrone. 15 setembro 2022
Transtornos afetivos

Vivemos em um mundo cheio de obrigações e exigências diante das quais devemos responder de alguma maneira. Quando a paciência se esgota e estamos atravessando um momento complicado, podem se apresentar certas formas de responder que seriam vistas como inadequadas por outras pessoas. Estas respostas dependerão de como forem entendidas as complexidades da vida cotidiana de cada pessoa.

Geralmente, as emoções ativam nossos desejos mais profundos e nos permitem concretizar objetivos. No entanto, em alguns casos os sentimentos podem gerar problemas com nosso entorno. Neste artigo de Psicologia-Online, te daremos informações sobre os transtornos afetivos.

Índice
  1. O que é afetividade
  2. Depressão
  3. Distimia
  4. Transtorno bipolar
  5. Alexitimia
  6. Transtorno disfórico pré-menstrual
  7. Transtorno depressivo induzido por uma substância e/ou medicamento
  8. Transtorno depressivo devido a uma doença
  9. Transtorno de ansiedade generalizada
  10. Transtorno por estresse pós-traumático
  11. Transtorno obsessivo-compulsivo
  12. Transtorno de fobia específica
  13. Transtorno psicótico breve
  14. Transtorno afetivo sazonal
  15. Paratimia
  16. Aprosodia
  17. Anedonia
Ver mais >>

O que é afetividade

Antes de explicar com detalhes os diferentes tipos de transtornos da afetividade que existem, devemos começar compreendendo o que é afetividade. Em linhas gerais, este termo faz referência a uma qualidade psicológica que afeta a forma com que experimentamos emoções, pensamentos e comportamentos próprios a respeito do entorno que nos rodeia.

Por este motivo, a afetividade não se relaciona unicamente com o afeto, mas também com as diferentes modalidades de respostas que um ser humano tem diante das circunstâncias externas que podem surgir.

Depressão

A depressão corresponde com um transtorno mental caracterizado pela ausência de desejos e projetos na vida de uma pessoa. Este fato produz um declive no vínculo da pessoa com seu entorno social e repercute de modo gradual na área profissional e/ou acadêmica.

A seguir, apontaremos algumas características da depressão:

  • Sensação de desesperança
  • Tristeza
  • Angústia
  • Frustração
  • Dificuldades para pegar no sono
  • Falta de apetite
  • Falta de interesse em atividades recreativas
  • Pensamentos catastróficos.
  • Ideias de morte persistentes
Transtornos afetivos - Depressão

Distimia

A distimia, também conhecida como transtorno depressivo persistente, é outra das formas da depressão como quadro clínico. Quando falamos da distimia nos referimos a um tipo de depressão que acontece por um período prolongado de tempo. Deste modo, embora compartilhe as mesmas características que a depressão, possui certas diferenças quando à intensidade dos sintomas segundo a pessoa e a duração do quadro.

Os sintomas da distimia são:

  • Falta de interesse em atividades diárias
  • Desesperança
  • Frustração
  • Angústia
  • Tristeza
  • Baixa autoestima
  • Sensação de culpa

No seguinte artigo você encontrará a Diferença entre distimia e depressão.

Transtorno bipolar

Este transtorno afetivo pode aparecer em qualquer momento da vida de uma pessoa. O transtorno bipolar implica a presença de momentos vinculados à depressão alternados com situações de euforia e/ou mania. Cabe destacar que a intensidade de cada um destes momentos geralmente é alta, levando a pessoa a realizar ações que podem prejudicar terceiros e/ou a si mesma. Nestes casos, as causas geralmente se devem a componentes neurológicos e fatores psicológicos.

A seguir, iremos expor alguns pontos importantes do transtorno bipolar:

  • Momentos alternados de depressão e euforia
  • Tentativas de suicídio
  • Instabilidade emocional
  • Perda de identidade
  • Sofrimento
  • Angústia
  • Ideias delirantes
  • Sensação de grandeza
Transtornos afetivos - Transtorno bipolar

Alexitimia

Este traço patológico se manifesta em pessoas que apresentam grandes dificuldades para identificar e reconhecer sentimentos próprios. Por sua vez, isto gera uma sensação de despersonalização, devido a que a pessoa diagnosticada com alexitimia se sente distanciada de fatores emocionais próprios. Por este motivo, para as pessoas com alexitimia pode parecer complexo entender aspectos próprios e de outras pessoas.

Os principais critérios para detectar este transtorno afetivo são os seguintes:

  • Escassa capacidade compreensiva
  • Dificuldades para expressar sentimentos próprios
  • Dificuldades nas relações interpessoais
  • Desacordo físico e intelectual

Transtorno disfórico pré-menstrual

Tal como seu nome indica, este transtorno se corresponde com o período prévio à menstruação que ocorre no ciclo menstrual e que produz uma série de mudanças no estado de humor em tal momento. No entanto, a característica particular deste transtorno é que desaparece uma vez que o período menstrual termine.

A seguir, apontaremos os principais sintomas do transtorno disfórico pré-menstrual:

  • Falta de interesse em atividades diárias
  • Instabilidade emocional
  • Ansiedade
  • Angústia
  • Irritabilidade
  • Pensamentos catastróficos
  • Desregulação alimentar

Neste outro artigo você pode descobrir como a menstruação mexe com o emocional.

Transtornos afetivos - Transtorno disfórico pré-menstrual

Transtorno depressivo induzido por uma substância e/ou medicamento

O transtorno depressivo induzido por uma substância e/ou medicamento compartilha critérios característicos da depressão. No entanto, o aspecto crucial deste transtorno é que ocorre como consequência da ingestão de substâncias tóxicas ou medicamentos que produzem alterações importantes no estado de humor.

As principais características desta condição são:

  • Diminuição do interesse pelas atividades que são prazerosas
  • Instabilidade emocional
  • Ansiedade
  • Baixos níveis de energia
  • Sensação de abstinência (em alguns casos)

Transtorno depressivo devido a uma doença

Como mencionado anteriormente, a depressão apresenta características particulares que permitem detectar seus sintomas. No entanto, as causas que a originam podem diferir e inferir em diferentes quadros clínicos. Outro dos transtornos afetivos relacionados à depressão é o transtorno depressivo devido a uma doença. Neste caso, compartilha as qualidades da depressão com a incidência que qualquer infecção orgânica que a pessoa tenha sofrido pode ter.

Os sintomas principais do transtorno depressivo por doenças são:

  • Doenças físicas
  • Ausência de desejos e projetos
  • Falta de interesse na área profissional, social e acadêmica
  • Baixa autoestima
  • Falta de energia

Transtorno de ansiedade generalizada

Esta condição é caracterizada pela presença de altos graus de ansiedade em relação a várias áreas da vida de uma pessoa. Em termos gerais, a preocupação por determinados fatos é desproporcional ao impacto real e a pessoa diagnosticada com este quadro geralmente apresenta ideias persistentes, confusão, assim como dificuldades para se conectar com atividades prazerosas.

A seguir, mostraremos os principais sintomas:

  • Fadiga
  • Pensamentos incessantes e repetitivos
  • Transtornos de sono
  • Irritabilidade
  • Dificuldades para alcançar relaxamento corporal e mental
  • Sentimento de culpa
Transtornos afetivos - Transtorno de ansiedade generalizada

Transtorno por estresse pós-traumático

Esta condição se apresenta após sofrer uma exposição a um evento traumático diante da qual a pessoa carece de recursos para responder. É possível que depois deste tipo de episódios se desenvolva um transtorno por estresse pós-traumático, já que o quadro se origina depois do momento acidental.

Algumas das manifestações que surgem no plano físico, emocional e comportamental de uma pessoa com estresse pós-traumático são:

  • Sudorese excessiva
  • Palpitações
  • Evitação de eventos associados ao fator estressante
  • Lembranças persistentes e intrusivas
  • Hipervigilância
  • Irritabilidade
  • Agressividade
  • Alterações na alimentação
  • Dificuldade para conciliar o sono
  • Isolamento social

Transtorno obsessivo-compulsivo

Este transtorno afetivo se relaciona com obsessões e compulsões que dominam a vida da pessoa. Por este motivo, o transtorno obsessivo compulsivo geralmente é acompanhado de rituais e ações que devem ser feitas de modo específico para evitar consequências consideradas catastróficas.

Os sintomas característicos do transtorno obsessivo compulsivo:

  • Temor intenso de doenças
  • Sentimento de culpa muito intenso
  • Pensamentos catastróficos
  • Ideias referentes à morte
  • Ações e rituais obsessivos
  • Necessidade de ter tudo sob controle

Transtorno de fobia específica

O transtorno de fobia específica corresponde a um medo irracional e exagerado diante de um objeto e/ou situação específica. É necessário esclarecer que a pessoa com este tipo de transtorno pode tomar qualquer elemento da realidade como objeto de medo. Dessa forma, estas fobias geralmente produzem consequências desfavoráveis para o desenvolvimento da vida cotidiana como consequência deste medo.

As manifestações deste tipo de transtorno da ansiedade são as seguintes:

  • Sudorese excessiva
  • Palpitações
  • Náuseas e/ou vômitos
  • Evitação de situações e/ou lugares
  • Temor desproporcional em relação ao perigo real que implica a situação e/ou o objeto

Transtorno psicótico breve

Este transtorno afetivo é dominado pela presença de ideias delirantes e alucinações que geram uma perda de realidade na pessoa que sofre com ela. Dito de outra forma, neste tipo de transtorno existe uma desconexão involuntária de aspectos da vida cotidiana devido às consequências do quadro. No entanto, a duração do transtorno psicótico breve geralmente oscila entre um dia e um mês.

A apresentação clínica do transtorno psicótico breve geralmente é a seguinte:

Transtorno afetivo sazonal

Esta classe de transtorno está relacionada com a época do ano em que ocorre. Quando nos referimos ao transtorno afetivo sazonal, falamos das alterações de humor que ocorrem nas mudanças de estações do ano. Em outras palavras, se manifestam ao finalizar ou começar a primavera, o verão, o outono e o inverno.

Cabe destacar que o tipo de apresentação dependerá das qualidades de cada pessoa. Os critérios a ter em conta para detectar um transtorno afetivo sazonal são:

  • Desesperança
  • Irritação
  • Falta de energia
  • Apatia
  • Dificuldades na concentração
  • Desregulação alimentar
  • Alterações no sono
  • Aumento de peso
Transtornos afetivos - Transtorno afetivo sazonal

Paratimia

A paratimia é uma condição na qual existe discordância entre as emoções, pensamentos e comportamentos da pessoa a respeito da situação contextual. Por isso, é frequente que existam dificuldades na compreensão de emoções alheias ou na realização de atividades cotidianas.

As características principais da paratimia são:

  • Incoerência discursiva
  • Despersonalização
  • Irritação e/ou alegria desmedida

Aprosodia

A aprosodia corresponde com a dificuldade de comunicar emoções por causa de alterações no uso da linguagem, como a falta de variações de tons, ritmos e entonações na expressão.

Quando alguém sofre de um quadro de aprosodia, sua afetividade fica desorganizada. Desta maneira, as principais manifestações da aprosodia são:

  • Dificuldade na compreensão da linguagem oral
  • Falta de entendimento de gestos visuais

Anedonia

Esta qualidade está vinculada à perda da possibilidade de sentir prazer em momentos e atividades que no passado eram prazerosos. Neste sentido, a anedonia se corresponde com um transtorno da afetividade causado por uma alteração das emoções. Sendo assim, este quadro pode se apresentar em outros transtornos como a esquizofrenia ou a depressão, entre outros.

Os principais sintomas que as pessoas com anedonia apresentam são:

  • Falta de prazer
  • Perda de interesse em atividades recreativas
  • Isolamento social
  • Falta de apetite
  • Baixa autoestima
  • Angústia
  • Sensação de solidão

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Transtornos afetivos, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • Asociación Estadounidense de Psiquiatría. (2013). Manual Diagnóstico y Estadístico de los trastornos mentales (5ta ed.). Arlington: Editorial Médica Panamericana.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 6
Transtornos afetivos