menu
Partilhar

O que é o amor verdadeiro

 
Por Equipe editorial. 1 março 2021
O que é o amor verdadeiro

O amor é um sentimento para o qual damos grande importância durante toda nossa vida, e geralmente nasce de uma necessidade de estabelecer um vínculo afetivo e sexual, se mantém graças ao carinho e aos cuidados entre pessoas que se amam. Na sociedade atual, e ao longo da história, o amor foi representado como uma potente fonte de energia, aquilo que tudo cura e a chave para a felicidade.

Quando o amor é correspondido, significa que aquilo que sentimos por uma pessoa, ela também sente por nós, este tipo de amor é necessário para iniciar e manter uma relação construtiva e sadia. No caso de que o amor não seja correspondido, surge a rejeição e, com ela, a tristeza e desesperança. Se você quer saber mais sobre o amor correspondido e sobre o que é o amor verdadeiro em um relacionament casal, te convidamos a ler o seguinte artigo de Psicologia-Online.

Também lhe pode interessar: O que é amor incondicional

O que é o amor verdadeiro

O amor verdadeiro existe? Há muitas reflexões sobre o amor verdadeiro, e mais adiante neste artigo, você poderá ver frases célebres sobre o amor verdadeiro. Mas primeiro, começaremos definindo o que é e quais são as características do amor verdadeiro:

  • O amor verdadeiro é o que te faz se sentir bem;
  • O amor verdadeiro ou amor maduro é generoso;
  • Este tipo de amor supõe um suporte, um peso ou um obstáculo;
  • O amor verdadeiro se baseia na sinceridade e na confiança;
  • No amor verdadeiro reina o respeito;
  • O amor verdadeiro correspondido. No tópico seguinte nos aprofundaremos neste termo.

Sinais de que o amor é correspondido

Quando nos sentimos atraídos por outra pessoa, é possível que surjam muitas dúvidas e nos sintamos inseguros de mostrar nossos sentimentos por medo de nos rejeitarem. É normal ter medo da rejeição, no entanto, quando há uma forte química emocional entre duas pessoas, é importante detectar para poder agir de acordo com isso. Quando o amor é correspondido, surge uma série de sinais que nos demonstram que existe reciprocidade por ambas as partes:

  • É inevitável falar quase todos os dias;
  • Compartilham muitos gostos e hobbies e, como consequência, surgem longas conversas;
  • A cumplicidade e a conexão é tão evidente que nosso círculo de amizades consegue perceber;
  • Procuramos sempre o contato visual e até mesmo as carícias e os abraços;
  • Planejamos atividades juntos, como fazer um café ou ir tomar uma cerveja.

Quando a conexão é tão evidente podemos tentar dar o passo e expressar o que sentimos por outra pessoa. Não é conveniente deixar passar a oportunidade de viver uma experiência de amor correspondido por medo da rejeição. Um vínculo de amor e afeto leva à uma relação de igualdade até mesmo nas discussões e conflitos. A correspondência é básica para poder considerar um sentimento como amor sincero.

O que é o amor verdadeiro - Sinais de que o amor é correspondido

O que o amor verdadeiro nos proporciona

Como comentamos anteriormente, o amor correspondido é a maneira mais sadia de viver este sentimento. Os benefícios psicológicos são múltiplos: aumenta a autoestima, nos sentimos mais felizes, temos mais apoio para crescer pessoalmente, aprendemos a viver tendo em conta outra pessoa... Alguns estudos afirmam que a vida em casal proporciona felicidade. No entanto, se trata de ter um amor de qualidade e um casal com bases sólidas. Algo que não é tão fácil de alcançar.

O amor correspondido não somente se define dentro das relações de casal, também se dá no núcleo familiar (o vínculo de apego, por exemplo) e nas relações de amizade. Sem dúvida, o amor sadio é um pilar muito importante em nossa vida e nas relações com as pessoas que estão ao nosso redor.

O que é o amor platônico

Este conceito está muito difundido na cultura popular, hoje em dia definimos como essa flechada que sentimos que jamais será correspondida. Frequentemente, resulta em um amor idealizado e com pouco (ou nulo) interesse sexual.

O amor platônico nasce do conceito que o filósofo Platão tinha do amor puro. Para ele, o amor é aquilo que nos move a admirar e conhecer a beleza pura. Platão associa o amor real com o mundo das ideias. De forma definitiva, uma concepção mais espiritual e mental que o "amor terreno". É por este motivo que hoje em dia relacionamos o amor idealizado com a concepção platônica deste sentimento.

Como conservar o amor verdadeiro em um relacionamento de casal

Uma relação baseada no amor correspondido pode durar anos, no entanto, para manter e conservar o amor sadio, é importante cuidá-lo no dia a dia e evitar que se desgaste ou se converta em amor tóxico e dependente. Normalmente, quando sentimos este tipo de amor tudo surge com mais facilidade, o curso da relação e até mesmo os pequenos obstáculos são superados praticando o trabalho em equipe. No entanto, esta constância do sentimento implica um trabalho por ambas as partes, onde não existe apenas sentir, mas também, muita razão, força de vontade e um compromisso de forma consciente.

Se sentimos que não somos capazes de manter esse sentimento e nossos esforços terminam em reprovações direcionadas aos outros, podemos terminar vivendo uma crise entre ambas pessoas. No caso de estar em uma relação de casal, será necessário trabalhar as atitudes que levaram a nos sentir mal e, em casos extremos, devemos tomar uma decisão em comum para evitar infidelidades ou maus maiores. O bem-estar emocional é primordial para manter o amor correspondido, por essa mesma razão devemos nos amar e prestar atenção no que nos faz sentir melhor, uma relação tóxica acabará por nos intoxicar e prejudicar.

O que é o amor verdadeiro - Como conservar o amor verdadeiro em um relacionamento de casal

Superar o amor não correspondido

É possível que o sentimento de amor não seja bidirecional e, ao expressar nossas emoções, a outra pessoa nos rejeite. Em tal caso, não podemos compartilhar o amor com aquele indivíduo por quem o sentimos tanto. Uma rejeição geralmente causa certo impacto psicológico negativo, no entanto, existem ferramentas baseadas no pensamento positivo para poder sair adiante, superar e esquecer o amor não correspondido.

Em primeiro lugar, teremos que trabalhar nossa autoestima e reforçar aqueles pensamentos que nos fazem sentir bem com nós mesmos; que alguém não sinta o mesmo por nós não significa que não valemos a pena. Talvez não era a pessoa adequada e, com o passar do tempo, outro indivíduo nos dê a oportunidade de sentir e aproveitar do amor correspondido.

Finalmente, é importante forjar nossa individualidade e independência como pessoas. Amar é importante, no entanto, para ter relações estáveis e duradouras, é primordial amar a nós mesmos antes de dar o grande passo.

O que é o amor verdadeiro - Superar o amor não correspondido

Frases sobre o amor verdadeiro

Quer se inspirar e encontras as melhores frases célebres que descrevem o amor verdadeiro? A seguir, te oferecemos uma seleção das melhores frases:

  1. Não há coisa mais forte que o amor verdadeiro. - Séneca
  2. A alma que pode falar com os olhos, também pode beijar com o olhar. - Gustavo Adolfo Bécquer
  3. As histórias de amor verdadeiro nunca têm um final. - Richard Bach
  4. Amar é uma força que move o mundo sem maldade.
  5. Ser profundamente amado te dá forças, enquanto que amar profundamente a alguém te dá coragem. - Lao Tse
  6. Se você cai, eu te levanto; e se não, me deito contigo. - Julio Cortázar
  7. Aprender a amar leva tempo, mas nada vale mais a pena que andar ao lado da pessoa que você ama.
  8. O amor é o único que cresce quanto se divide. - Antoine de Saint-Exupére
  9. Amar-se a si mesmo é o começo de uma aventura que dura toda a vida. - Oscar Wilde
  10. O amor é tão lindo como a pessoa que verdadeiramente o valoriza e o respeita.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é o amor verdadeiro, recomendamos que entre na nossa categoria de Sentimentos.

Bibliografia
  • Pinto, B. (2012). Psicología del amor. Primera Parte: El Amor en pareja. La Paz: Departamento de Psicología de la Universidad Católica Boliviana “San Pablo.
  • Willi, J. (2004). Psicología del amor. El crecimiento personal en la relación de pareja.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

O que é o amor verdadeiro
1 de 4
O que é o amor verdadeiro

Voltar ao topo da página