Partilhar

Me apaixonei por um homem casado, e agora?

Por Equipe editorial. Atualizado: 6 agosto 2019
Me apaixonei por um homem casado, e agora?

Um dos dilemas emocionais mais profundos que uma pessoa pode sentir é se apaixonar por uma pessoa casada. Nesse momento, surge um conflito entre a razão e o coração quando o pensamento diz uma coisa mas o coração alimenta o desejo de ser correspondida. Não é uma situação fácil, sem embargo, sempre convém deitar por terra o mito do conto de fadas e do príncipe encantado.

Numa situação desse tipo, ainda é mais urgente não alimentar um falso conceito de romantismo já que, na maioria das situações, a evolução natural desse amor é o sofrimento de uma relação na qual falta liberdade para realizar planos simples de casal. "Me apaixonei por um homem casado, e agora?": se você se identifica com esta situação, em Psicologia-Online te ajudamos a encontrar a resposta.

Também lhe pode interessar: Como conquistar um homem difícil

Me apaixonei por um homem casado: 5 conselhos

Cada situação é única e, no final, apenas você pode decidir o que vai fazer para gerir o seu relacionamento com homem casado. Contudo, esses são os melhores conselhos para a sua situação:

  1. Se você pede conselhos sobre esse tema ao seu grupo de amigos e familiares, a maioria recomendará que você termine o relacionamento e que não se implique mais na situação. Por que existe um consenso tão universal sobre o conveniente de agir dessa forma nesses casos? Porque o cinema, a literatura e a própria realidade mostram a dificuldade associada a esse tipo de triângulos sentimentais nos quais quem mais sofre é quem vive uma relação secreta com um homem casado e precisa reprimir constantemente os seus verdadeiros desejos e interesses, já que ocupa um papel de segunda opção em relação à esposa.
  2. Não evite a realidade. Se você deseja manter o contato com essa pessoa, talvez porque se sente obrigada a fazê-lo pelas circunstâncias, se ambos fazem parte do mesmo ambiente, por exemplo, no trabalho, então se recomenda que, durante as suas conversas com ele, você não ignore a existência da esposa, não evite o tema como se fosse um tabu. Ao falar sobre ela, você mesma faz com que ela esteja presente na situação e recorde qual é a realidade sentimental desse homem, ao invés de como você gostaria que ela fosse.
  3. Tempo de amizade. É possível que você esteja apaixonada e que ele também esteja apaixonado por você. Possivelmente, a relação dele está terminando e a possibilidade de um amor entre os dois é real. No entanto, nesse caso, você também pode adotar a decisão de manter uma amizade sem se implicar mais a nível afetivo no relacionamento. Um tempo no qual ambos se podem conhecer mutuamente e tomar decisões sobre o vosso futuro, juntos ou separados.
  4. Evite idealizá-lo. Um dos riscos dessa situação é que, perante a impossibilidade de começar um namoro com essa pessoa compartilhando a notícia com o seu grupo de amigos e conhecidos, você observe essa pessoa desde uma perspetiva de perfeição inalcançável. Contudo, esse homem tem defeitos que a esposa já descobriu e que você também descobrirá se em algum momento estiver em posição de iniciar uma relação marcada pela rotina. Ou seja, o risco de tomar decisões repentinas nesse momento e deixar-se levar pelo coração em um momento no qual a distorção da realidade é mais que provável, pelo efeito da pura subjetividade. É essencial saber como parar de idealizar alguém.
Me apaixonei por um homem casado, e agora? - Me apaixonei por um homem casado: 5 conselhos

Como terminar com um homem casado

Se você iniciou um relacionamento com homem casado com a expectativa de que a situação entre vocês mude rapidamente, você pode marcar um prazo definitivo para que isso aconteça. Você pode ter uma conversa clara e direta com ele para expressar o seu ponto de vista. Convém colocar a esperança no seu contexto quando se trata de um amor secreto.

Se você está cansada de não poder estar com ele quanto gostaria, se não gosta da ideia de mentir a todo o mundo sobre a sua vida sentimental, se os instantes de espera são infinitos e os encontros escassos, então, talvez você tenha chegado ao limite que requer uma mudança e encontre motivos para deixar de esperar no amor.

Nesse caso, o importante é escutar a sua voz interior e agir de forma coerente com a situação, valorizando-se a si mesma e deixando que, se é isso que ele realmente quer, lute por você do jeito que você merece. No entanto, o mais importante é que ele demonstre o que ele sente não só com palavras, mas também com ações. São os atos que podem mudar o futuro dos acontecimentos nessa história.

Se a sua decisão for terminar, dê uma olhada no artigo: como esquecer alguém que você ama.

Estou apaixonada por um homem casado: conselhos da psicologia

Quando uma mulher se apaixona, tomar a decisão de se afastar dessa pessoa pode ser muito difícil. No entanto, você não pode considerar apenas os seus sentimentos, mas também as circunstâncias externas que condicionam a realidade desse amor. Se as circunstâncias te afetam de forma negativa e te fazem sofrer, então dê atenção a essa situação. A paixão não é suficiente para amar uma pessoa quando você tem a sensação de que deve lutar até ao infinito para conseguir mudar a situação.

Em última instância, essa decisão é totalmente pessoal e única. Estamos falando da sua vida e da sua história. Avalie as suas decisões não só pensando no presente, mas também no futuro.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Me apaixonei por um homem casado, e agora?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sentimentos.

Escrever comentário sobre Me apaixonei por um homem casado, e agora?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Graciete
Como conquistar um homem casado e mais velho?

Me apaixonei por um homem casado, e agora?
1 de 2
Me apaixonei por um homem casado, e agora?

Voltar ao topo da página