Partilhar

O que fazer quando o relacionamento esfria

 
Por Equipe editorial. 19 junho 2020
O que fazer quando o relacionamento esfria

Tanto nas relações amorosas quanto nas relações de amizade, incluindo até mesmo familiares, você pode notar que a relação com essa pessoa não é igual era antes. Embora neste artigo focaremos nas relações amorosas, por que isso acontece? Normalmente, quando um relacionamento esfria, as pessoas tendem a se esquivar e pensar que a culpa é da outra pessoa por não nos dar a atenção que merecemos, mas é realmente isso? Talvez você precise deixar de lado seu ponto de vista egocêntrico e olhar as coisas um pouco mais de longe para entendê-las melhor. Neste artigo de Psicologia-Online, fornecemos alguns conselhos para saber o que fazer quando o relacionamento esfria. Então, comece a anotar!

Também lhe pode interessar: O que fazer quando o amor acaba

Quando o relacionamento esfria

Apesar de que cada relacionamento é um mundo próprio, e que os motivos que levam a chama do amor a se apagar são muito variados, em seguida vamos mostras algumas das causas mais comuns para que um relacionamento esfrie ou fique estagnado:

  • A etapa da paixão inicial acaba: os relacionamentos passam por diferentes etapas e, quando a fase inicial de paixão termina e a relação avança, é quando começamos a notar os defeitos da outra pessoa, que antes passavam despercebidos por conta da idealização que fazemos de quem estamos apaixonados. É neste momento que muitas pessoas começam a ter dúvidas, começam a achar que os defeitos pesam mais que as coisas boas e chegam até mesmo a se perguntar se estão com a pessoa certa.
  • A monotonia no amor: a monotonia e a rotina também podem prejudicar um relacionamento e fazer com que este esfrie. Quando há falta de comunicação e espontaneidade, quando tudo está perfeitamente organizado e estruturado na relação, quando o sexo é rotineiro e entediante ou não há nenhum projeto em comum e esta situação se torna o padrão, é muito provável que ocorra um distanciamento emocional entre as partes do casal. O relacionamento pode acabar definitivamente se esta situação não for resolvida.
  • A distância pode esfriar a relação: as relações à distância exigem uma série de mudanças de hábito do casal, e um grande esforço é necessário para se adaptar à esta nova situação e manter o amor vivo. Ainda que em alguns casos a distância fortaleça a relação, muitas pessoas não conseguem suportar ficarem separadas fisicamente do parceiro/a. Além disso, a comunicação pode se deteriorar ou a desconfiança aumentar, por não se conhecer completamente o entorno do outro.
  • Discussões frequentes e problemas na relação: esta talvez seja a causa mais comum para que um relacionamento esfrie. Se as brigas são constantes, não se chega a um acordo em quase nada, as prioridades são diferentes ou surjam problemas de ciúmes, mentiras, traições..., é muito provável que os dois se distanciem muito, que a relação não funcione e que, até mesmo, um ou ambos, levantem a possibilidade de terminar definitivamente.
O que fazer quando o relacionamento esfria - Quando o relacionamento esfria

Sinais de relacionamento desgastado

Listamos abaixo alguns dos sinais que podem indicar que seu relacionamento esfriou ou se desgastou:

  • Comunicação escassa.
  • Discutem com frequência.
  • Possuem rotinas muito diferentes.
  • Possuem outras prioridades, mais importantes que a relação.
  • Pouco entusiasmo de fazer planos juntos/as.
  • Muitas coisas da outra pessoa te incomodam.
  • Falta de interesse de um pelo outro.
  • Ausência de contato físico.
  • Perda de desejo sexual.
  • Desconfiança.
  • O futuro de vocês como casal é incerto.

O que fazer quando o relacionamento esfria

Se você reconheceu alguns dos sinais mostrados em sua relação amorosa, é provável que se pergunte: o que fazer quando o relacionamento esfria? Anote os conselhos a seguir e coloque-os em prática, para atuar nesta situação da melhor forma possível:

  • Antes de agir, pense bem se você quer continuar com a relação, ou se chegou o momento de encerrar a história conjunta do casal. É muito importante refletir, pensar no porquê de a relação ter chegado a este ponto e quais motivos levaram a este distanciamento emocional. Reflita sobre o que você sente por seu parceiro/a e pense no que poderia ajudar vocês a recuperarem a magia em suas vidas. Se existem situações que poderiam aproximá-los novamente, o que está acontecendo são falhas no contexto, mas não nos sentimentos. Você tem que avaliar isto antes de tomar uma decisão. Por outro lado, quando vocês não compartilham metas nem projetos, quando não se sentem responsáveis nem cuidam um do outro, se separar talvez seja a melhor opção. Nos casos onde há falta de respeito, violência em qualquer forma, seja psicológica ou emocional, é necessário terminar para acabar com o sofrimento que isto provoca. No seguinte artigo, mostramos alguns conselhos para sair de um relacionamento tóxico.
  • Converse com seu companheiro/a e diga como se sente: se você conhece claramente seus sentimentos e quer resolver esta situação, para que ambos/as voltem a desfrutar da relação como antes, o melhor a se fazer é conversar com seu cônjuge frente a frente e explicar exatamente o que você sente e que pontos da relação você acha que precisam melhorar para que ela funcione. Desta maneira, seu companheiro/a também poderá lhe dar seu ponto de vista, e juntos/as vocês podem começar a mudar o que for necessário para que tudo retorne à normalidade. É importante que a comunicação entre o casal seja livre de censuras e provocações, para não causar mais discussões.
  • Combater juntos/as a monotonia: se a rotina é a culpa por sua relação ter esfriado ou se estagnado, é importante que ambos façam o possível para reverter esta situação imediatamente. Portanto, é fundamental cuidar da relação diariamente, organizar novos planos, serem mais atenciosos um com o outro, tentar surpreender de vez em quando, encontrar novos gostos em comum, apimentar as relações sexuais provando coisas novas ou tendo uma intimidade mais espontânea ou improvisada, etc. Se ambos se esforçarem, a vontade de fazer coisas juntos/as voltará.
  • Aprender a discutir a relação: este ponto é essencial se você quer evitar que sua relação esfrie, ou que até mesmo termine, por causa de discussões frequentes, censuras, menosprezo, etc. Quando tiver algo que você deseja discutir, é importante que você se acalme antes de falar e que não seja levado pelas emoções; busque ter em mente exatamente o que você deseja transmitir e aonde quer chegar com esta fala. Vocês devem chegar a um acordo mútuo para resolver o problema, onde ambos devem ceder, já que nenhum tem a razão absoluta.
  • Avalie a possibilidade de buscar ajuda profissional: muitas vezes, não sabemos como gerenciar a situação, ou o que fazer para resolver os problemas com nosso/a companheiro/a e conseguir que nossa relação funcione como desejamos. Nestas situações, é uma boa ideia avaliar a opção de frequentar a terapia de casal, para que com a ajuda de um profissional, possam encontrar a solução que procuram.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que fazer quando o relacionamento esfria, recomendamos que entre na nossa categoria de Sentimentos.

Escrever comentário sobre O que fazer quando o relacionamento esfria

O que lhe pareceu o artigo?

O que fazer quando o relacionamento esfria
1 de 2
O que fazer quando o relacionamento esfria

Voltar ao topo da página