menu
Partilhar

Polissexualidade: características, tipos e exemplos

Polissexualidade: características, tipos e exemplos

Hoje, podemos observar que há uma maior liberdade e menor repressão no âmbito sexual. A "agenda heteronormativa" perde cada vez mais força e sustentabilidade, dando espaço e lugar a muitas outras formas de amar que antes eram consideradas impensáveis.

Essa novo início abriu o espaço que muitas pessoas precisavam para desfrutar da liberdade de experimentar novas formas de sexualidade que antes eram inibidas e repudiadas socialmente. Ainda há um longo caminho a percorrer, mas, com isso, essas pessoas começaram a se descobrir e se definir sexualmente com mais claridade e convicção.

Atualmente muitas realidades sexuais e formas de amar convivem simultaneamente e é preciso dar espaço a todas essas formas. Para entender um pouco mais sobre essa forma de amar, neste artigo de Psicologia-Online iremos explicar o que é polissexualidade, suas características, os tipos existentes e exemplos.

O que é a polissexualidade

Se você está se perguntando o que significa a polissexualidade, ou o que significa ser polissexual, saiba que esta se define, segundo a GEHITU[1] (Associação de Gays, Lésbicas, Transsexuais, Bissexuais e Panssexuais do País Basco), como a orientação sexual daqueles que sentem atração sexual, emocional, física e/ou romântica por pessoas de mais de dois gêneros, mas não necessariamente de todos os sexos e/ou gêneros, nem necessariamente ao mesmo tempo, da mesma maneira ou com a mesma intensidade.

A diferença entre a polissexualidade e a panssexualidade está principalmente na terminologia. "Pan" significa todos, enquanto "poli" significa muitos, mas não necessariamente todos. Embora o espectro de orientação de um polissexual seja mais amplo, ele não sente atração por todas as possíveis identidades de gênero e só dirige essa atração e interesse a um certo grupo.

Fazemos a distinção entre ambas as sexualidades porque elas costumam ser confundidas entre si. É importante deixar claro que as duas estão focadas na pluralidade de gêneros, mas enquanto a polissexualidade só sente atração por alguns gêneros, a panssexualidade não leva em conta o gênero para direcionar sua atração.

Características da polissexualidade

Para poder entender melhor o que é a polissexualidade, é necessário estarmos atentos aos aspectos que a caracterizam. A seguir, veremos as principais características da polissexualidade.

  • Quem é polissexual sente atração sexual, emocional, física e/ou romântica por pessoas de mais de dois gêneros.
  • Sentem atrações por muitos gêneros: os polissexuais se sentem atraídos por pessoas de gêneros diferentes, mas não necessariamente por todos.
  • Negam o paradigma binário de gênero: assim como os panssexuais, negam a crença de que só existem dois sexos ou dois gêneros. Descubra mais sobre o que é o gênero não binário.
  • Há diferentes tipos de polissexuais: cada um deles pode se sentir atraído por algo diferente e mesmo assim estarem todos dentro do espectro da polissexualidade.

Exemplos de polissexualidade

Um exemplo de polissexual são as pessoas que estão abertas a todo tipo de relação, mas tem um nível mais alto de preferência por um tipo específico. Há diferentes tipos de polissexuais, e cada um deles pode se sentir atraído por algo distinto. Para poder entender melhor essa orientação sexual, vejamos alguns exemplos de polissexualidade:

  • Polissexuais que se sentem atraídos por mulheres e homens, desde que eles rejeitem a condição não-binária.
  • Polissexuais que se sentem atraídos por mulheres e demifems, uma identidade semigênero, também conhecida como demigênero, na qual a pessoa tem um gênero, mas não se identifica totalmente com ele, expressando-o parcialmente.

Leia mais sobre o assunto em nosso artigo identidade de gênero: o que é e que tipos existem.

Tipos de polissexualidade

Existem diferentes tipos de polissexualidade que se dividem de acordo com o que atrai cada indivíduo. Entre esses tipos podemos encontrar:

  • Queer: a palavra significa "estranho" ou "incomum" e representa as sexualidades que vão para além do socialmente aceito e estabelecido socialmente. Faz referência às pessoas que se afastam da heterossexualidade e da monogamia. Esse termo é utilizado pelas pessoas que se consideram fora do padrão, que desejam viver livremente e sem rótulos, sem precisarem se esconder ou mesmo serem discriminadas por pensarem e se sentirem assim.
  • Fluido: refere-se às pessoas que não se identificam com só uma identidade de gênero, e sim com o trânsito entre elas. O objeto de atração vai mudando ou fluindo, ou eles sentem que pode mudar com o tempo.
  • Homoflexível: são homens que se sentem atraídos por outros homens, contudo, em certas ocasiões, se sentem atraídos por pessoas de gêneros diferentes.
  • Lesboflexível: são mulheres que costumam se sentir atraídas por outras mulheres mas, por vezes, podem sentir atração por pessoas de gênero diferente.
  • Heteroflexível: são pessoas que costumam sentir atração por pessoas do sexo oposto, mas que em certas ocasiões podem sentir atração por pessoas de outro gênero.
  • Bissexual curioso(a): entram nessa categoria pessoas que são comumente heterossexuais, lésbicas ou gays que têm curiosidade em experimentar se relacionar com pessoas de gêneros distintos dos que normalmente preferem.

Confira nosso artigo sobre o que faz uma pessoa gostar da outra.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Polissexualidade: características, tipos e exemplos, recomendamos que entre na nossa categoria de Sexologia.

Referências
  1. GEHITU. Asociación de Gais, lesbianas, trans, bisexuales e intersexuales del País Vasco.(2021) Extraído desde Aclarando conceptos: Bisexual, Polisexual y PansexuaL. Bifobia. – Gehitu.org
Bibliografia
  • CESIDA (2019) Glosario para jóvenes sobre sexualidad, identidad y VIH.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
sofia
1- Polissexual da abertura pras pessoas serem transfobicas
2- Atração específica por generos nao binarios é FETICHIZAÇÃO, você não vai saber diferenciar uma pessoa nao binaria de uma pessoa binaria sem perguntar
3- Usaram como exemplo a atração por mulheres e pessoas demi genero, e vou explicar, lesbica não é atração de mulher para mulher!! E sim de mulheres e pessoas nao binarias alinhadas ao feminino e neutro para as mesmas! Então a definição de poli acaba invalidando essa lutar que lesbicas (e gays) tem à muito tempo.
4- Homoflexivel, lesboflexivel não existem, é apenas gay e lésbica
5- Hetero n é atração especificamente pelo genero oposto, e sim funciona como gays e lésbicas, mas com alinhamentos opostos. Heteroflex ou é bi de festinha ou é bi no armario

Polissexualidade: características, tipos e exemplos
Polissexualidade: características, tipos e exemplos

Voltar ao topo da página