Partilhar

Como ter mais paciência em um relacionamento

 
Por Equipe editorial. 29 janeiro 2021
Como ter mais paciência em um relacionamento

A falta de paciência pode estar intimamente ligada a esse imperativo constante do papel adulto marcado por mensagens de pressa em uma sociedade condicionada pela produtividade e pela busca do imediatismo. No entanto, a paciência é essa atitude que permite definir seu próprio tempo no amor para pensar, refletir, sentir e observar.

Não existe uma receita mágica para treinar a paciência, no entanto, se você realmente quer exercitá-la, esse aprendizado depende de você. Como ter mais paciência em um relacionamento? Neste post de Psicologia-Online, nós damos as chaves para alcançá-la.

Também lhe pode interessar: Como ter um relacionamento saudável

5 dicas para ter paciência no relacionamento

  1. Identifique quais são as situações que de maneira recorrente se tornam uma fonte de conflito para você. Para acompanhar essas reações, você pode escrever um diário emocional focado em refletir sobre esses momentos por cerca de dez dias. Ao escrever, você terá o material necessário para lembrar aspectos que, de outra forma, poderia esquecer.
  2. Quais pensamentos alimentam sua impaciência nesses momentos? Em relação ao ponto anterior, é importante que você se aprofunde no tipo de mensagem que você envia para si mesmo. O impulso da impaciência é tão forte que ao estar tão concentrado em sua emoção, você pode não ter percebido quais são as palavras que definem seu diálogo interior. No entanto, por meio deste exercício de introspecção e de reflexão consciente, você pode identificar essa mensagem.
  3. Gere mensagens alternativas: uma vez que tenha identificado quais pensamentos são os que aceleram sua impaciência, venha com outras ideias que o ajudem a colocar essa situação em seu contexto. Você pode encontrar mensagens de inspiração nas afirmações de autores célebres sobre essa questão. Porém, é preferível que você elabore suas próprias frases com suas próprias palavras para sentir internamente a força dessas reflexões tão suas sobre a paciência.
  4. A paciência é amor: existem palavras que às vezes podem ser trocadas. O amor é uma demonstração constante de paciência porque quando você ama também espera, porque os ritmos da outra pessoa não estão perfeitamente alinhados com seu ritmo interno. Para realizar um exercício de empatia, tente identificar em quais situações você nota e sente que seu cônjuge tem paciência com você. Como isso o faz se sentir? E como você acha que seu cônjuge consegue transmitir essa calma para você? Essa atitude pode servir de referência para você.
  5. Pense a longo prazo: a impaciência é essa energia que o leva a pensar no imediatismo do momento, no entanto, seus frutos são muito pouco produtivos. Pelo contrário, a paciência é uma atitude que pode envolver um esforço maior no presente, porém, seu potencial no futuro é imenso. Quando algo faz você perder a paciência no relacionamento, realize essa reflexão sobre como quase nada é tão urgente nem tão transcendental a ponto de exagerar a situação. E como mudar a inércia do drama impaciente pela esperança? Através do senso de humor.
Como ter mais paciência em um relacionamento - 5 dicas para ter paciência no relacionamento

Ter paciência não é apenas saber esperar

No entanto, até a própria paciência tem um limite. Do contrário, uma pessoa corre o risco de alimentar um vínculo de dependência em que se coloca em segundo plano diante do desejo de agradar o cônjuge. O limite da paciência está no próprio senso comum e no seu bem-estar interior. Quando a espera de uma mudança que nunca acontece afeta sua autoestima ou seu nível de felicidade, então você deve pensar a respeito.

Quando a paciência se torna uma filosofia do relacionamento em que você é aquele que espera eternamente seu cônjuge, mas não recebe a mesma atenção dele, então existe um desequilíbrio interno neste vínculo.

Defina quais são seus limites em torno dos princípios de um relacionamento feliz. E lembre-se que o amor nem sempre é suficiente, ou seja, amar alguém não é a garantia de que esse relacionamento seja promissor. Quando estar com uma pessoa faz você sentir que deve deixar de ser você mesmo, então, ouça esses sentimentos. A paciência por si só não é um ingrediente mágico. Os verdadeiros efeitos da paciência são aqueles que são acompanhados por outras habilidades destinadas a alcançar determinados objetivos como casal.

Quando você sente que todos seus esforços vitais estão voltados para alimentar sua capacidade de ter paciência diante de uma situação que o sobrecarrega, mude de abordagem. Principalmente se for uma situação que pode ser mudada pela vontade de ambos.

Como ter mais paciência em um relacionamento - Ter paciência não é apenas saber esperar

Como ser uma pessoa melhor no relacionamento cultivando a paciência

Para aprender a ter paciência em um relacionamento, você deve ter claro que isto não deve ser confundido com um papel de passividade na qual a pessoa parece resignar-se à uma situação determinada. Quando você é paciente, você é o protagonista da sua vida, porque essa atitude oferece uma sensação de calma na qual você pode pensar e refletir com mais clareza do que quando a impaciência nubla sua razão.

O que fazer a partir de agora nessas situações que testam a sua paciência?

  1. Planeje uma nova resposta: visualize essa reação em sua mente, porque essa antecipação aumenta suas possibilidades de criar essa realidade.
  2. Estabeleça objetivos específicos: em relação à essa situação que é um teste importante para você, especifique um desafio que deseja propor. Por exemplo, se sua impaciência surge como consequência da falta de pontualidade do seu cônjuge nos compromissos, projete uma estratégia para lidar melhor com esses momentos de espera.
  3. Expresse suas ideias e pedidos de maneira clara e em tom amigável: o risco de reclamar é se deixar levar por censuras e críticas que só alimentam o distanciamento. Nesses casos, é muito importante prestar especial atenção à psicologia da comunicação no casal.

Como um fórum de cinema, o filme "Sin Rodeos" protagonizada por Maribel Verdú é um excelente exemplo pedagógico em torno da paciência e impaciência no amor. A atriz interpreta uma mulher que está tão acostumada a se colocar constantemente no lugar dos outros que já esqueceu o que significa ser ela mesma. Se você deseja refletir sobre esse assunto, essa trama é uma referência interessante.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como ter mais paciência em um relacionamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como ter mais paciência em um relacionamento
1 de 3
Como ter mais paciência em um relacionamento

Voltar ao topo da página