Partilhar

Me masturbo muito, é normal?

 
Por Equipe editorial. 14 novembro 2019
Me masturbo muito, é normal?

A masturbação é a melhor forma de conhecer-se a si mesma(o) e de obter satisfação sexual... Oh, bendito prazer! Contudo, infelizmente, a masturbação sempre foi um tabu e objeto de estigmatização. O catolicismo considerava a masturbação masculina imoral e até advertia que, quando era praticada, o homem podia ficar cego e outras besteiras pseudomédicas. Quanto à masturbação feminina, nem sequer era considerada. Era impensável que uma mulher pudesse se masturbar.

Atualmente, ainda existem alguns vestígios desse pensamento e dessa falta de educação, sendo normal que surjam dúvidas sobre esta prática: como saber se me masturbo muito, se é normal, etc. Fique tranquila(o), em Psicologia-Online vamos explicar tudo sobre a masturbação.

Também lhe pode interessar: Quantas vezes um casal normal faz amor?

Me masturbo muito

Se ninguém te educar sobre masturbação, fica difícil saber se é normal, se está tudo bem ou se você se masturba muito. Masturbar-se é totalmente normal, positivo e, em relação à quantidade de vezes, como sabemos se é muito ou pouco? A verdade é que se masturbar é totalmente normal, positivo e, quanto à quantidade de vezes, como saber se é muito ou pouco? Me masturbo muito? Se masturbar todos os dias é normal? Para entender a resposta a estas perguntas, primeiro é necessário entender por que nos masturbamos.

A masturbação é normal e tem início na infância das meninas e meninos (sim, as mais pequenas também se podem masturbar e é algo normal), embora não o façam conscientemente e com o objetivo de chegar ao orgasmo, mas sim de forma acidental pelo fato de experienciarem sensações agradáveis. Com a chegada da adolescência e da puberdade, se experienciam mudanças hormonais e físicas, surge uma consciência de tudo o que é ligado ao sexo, assim como uma orientação do desejo sexual e fantasias. Nesta fase, as práticas masturbatórias são retomadas, uma vez que são a principal forma de satisfazer o desejo.

Quantas vezes posso me masturbar?

A quantidade de vezes que alguém se masturba depende de cada pessoa e não é possível establecer um número a partir do qual se considere "muito". Uma pessoa se masturba masturba quantas vezes quer ou necessita. Quando falamos em vício em masturbação, ele é diagnosticado pelos efeitos que tem na vida da pessoa e não por um número.

Vício em masturbação

A masturbação é considerada excessiva ou podemos falar de vício em masturbação quando impede que a pessoa leve uma vida normal, por exemplo:

  • Não poder se concentrar no que está fazendo por estar pensando ou por ter necessidade de se masturbar.
  • Interromper constantemente as suas atividades para se masturbar no trabalho, em casa, quando está com amigas, etc.
  • Tentar controlar o ato de se masturbar sem sucesso.
  • Se masturbar em situações inadequadas ou que impliquem um risco para você.

Como parar de se masturbar

A masturbação excessiva pode ser um sintoma de Transtorno de Hipersexualidade. Nesse caso, o melhor é consultar uma psicóloga ou sexóloga para que ela ajude a abordar o seu caso em particular.

Consequências de se masturbar muito

Embora esteja claro que um excesso patológico de masturbação, como o indicado no apartado anterior, possa ter consequências negativas, na maioria das vezes, embora pensemos que nos masturbamos muito, não implica que tenhamos um problema psicológico.

Benefícios da masturbação

Além disso, a masturbação tem muitos benefícios para a pessoa que a pratica:

  • É um método de exploração e autoconhecimento do corpo e da própria sexualidade.
  • Ajuda a melhorar e a desfrutar mais das relações sexuais com o companheiro ou companheira.
  • Aumenta a autoestima.
  • Reduz o stress, ajuda a soltar tensões tanto psicológicas como fisiológicas e sexuais, graças aos hormônios que se segregam.
  • Ajuda a dormir melhor, graças à liberação de e opioides durante o ato.
  • Ajuda a estar de bom-humor, também graças à liberação de serotonina, dopamina e oxitocina.
  • Fortalece o sistema imunológico e evita infeções.
  • Mantem os genitais saudáveis. Favorece a lubrificação vaginal e o reflexo e manutenção da ereção.
  • Tem um efeito analgésico e pode ajudar as mulheres a aliviar as dores menstruais, já que desinflama a zona genital.
  • É gostoso! Que outro motivo você precisa? Afaste os pensamentos de "me masturbo muito" se você tem uma relação saudável com esta prática.

Conclusão: tenha vagina ou pênis, se masturbe! Com as suas mãos, com brinquedos sexuais, com vegetais (neste caso, sempre com camisinha), com o chuveiro, como você desejar, mas se masturbe!

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Me masturbo muito, é normal?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sexologia.

Bibliografia
  • Cabello, F. (2010). Manual de sexología y terapia sexual. Madrid: Editorial síntesis.
  • Streicher, L. (2015). Sex Rx-hormones, health and your best sex ever. US: Dey Street Books.

Escrever comentário sobre Me masturbo muito, é normal?

O que lhe pareceu o artigo?

Me masturbo muito, é normal?
Me masturbo muito, é normal?

Voltar ao topo da página