Partilhar

O que é serotonina e para que serve

 
Por Claudia Pradas Gallardo. Atualizado: 4 julho 2019
O que é serotonina e para que serve

É curioso pensar em como algo tão pequeno pode influenciar tanto no nosso bem-estar psicológico. Os grandes avanços na pesquisa científica foram responsáveis por nos ajudar a entender um elemento indispensável para a felicidade humana: a serotonina. Esse hormônio da felicidade é produzido no sistema nervoso e transmite informações para o nosso cérebro para nos fazer sentir emoções relacionadas à alegria e ao bem-estar. Além disso, a serotonina também modula outros tipos de sentimentos como a agressividade ou a ansiedade.

Para saber mais o que é serotonina e para que serve e descobrir mais a fundo quais são suas funções e os efeitos que tem em nosso corpo, assim como a serotonina se relaciona com a depressão e com a ansiedade, explicamos neste artigo de Psicologia-Online.

Também lhe pode interessar: O que é dopamina e para que serve

O que é serotonina: definição

Mas serotonina, o que é? Podemos definir a serotonina como um hormônio produzido em nosso corpo, mais concretamente no cérebro e nos intestinos, que tem como objetivo manter um equilíbrio emocional e um certo nível de bem-estar psicológico.

Esse hormônio é um neurotransmissor cuja composição química é 5-HT, o que significa que os sinais que envia vão diretamente ao nosso sistema nervoso, onde as mensagens são transcritas.

Por isso, muitos estudiosos afirmam que a serotonina é o neurotransmissor que regula e modula as emoções humanas e chega até a ser considerada como o hormônio da felicidade pelo seu efeito em nossos estados mentais.

Junto a outras substâncias como a dopamina e a adrenalina, ela se encarrega de equilibrar nosso estado de ânimo. A serotonina não é apenas responsável pela felicidade, mas também cumpre as funções de controlar o apetite, regular o sono e intervir nos níveis de libido e desejo sexual.

Efeitos e funções da serotonina

Ao ser considerada um neurotransmissor, entendemos que a serotonina terá seu efeito principal no sistema nervoso central. Estudos científicos demonstram que existe uma grande relação entre níveis de serotonina baixa e transtornos mentais como a depressão e o stress.

Além disso, níveis se serotonina altos, mas dentro do normal, produzem sensações agradáveis de bem-estar psicológico.

Principal função da serotonina

Com o que já explicamos anteriormente, podemos afirmar que a principal função da serotonina é regular o bem-estar e a estabilidade psicológica mediante à química no nosso cérebro.

Para isso, o importante é manter uns bons níveis de serotonina no organismo para evitar a depressão (serotonina baixa) ou a síndrome da serotonina ou serotoninérgica (serotonina muito alta). Além disso, ela também intervém na função intestinal através do sistema nervoso entérico.

Serotonina e ansiedade

Um dos efeitos mais curiosos que a serotonina produz no nosso corpo é a ansiedade. Efetivamente, níveis muito altos dessa substância estão relacionados com o aparecimento do transtorno de ansiedade social ou fobia social. Por outro lado, existem numerosos estudos que afirmam que ter serotonina baixa pode ser a causa de um transtorno de ansiedade generalizada.

Mas como explicamos esse fenômeno? À primeira vista essas informações parecem ser contraditórias. No entanto, estudos afirmam que qualquer desajuste nos níveis de serotonina produz um desequilíbrio nos estados mentais de agitação e nervosismo, seja pelo excesso ou pela falta desse hormônio.

A serotonina e o sono

Outro dos efeitos da serotonina nosso corpo é a regulação do sono. Quando estamos acordados, os níveis de serotonina se elevam para nos manter em um estado de atenção, já quando entramos nas fases mais profundas do sono, a serotonina no cérebro diminui consideravelmente para permitir que o nosso corpo e mente descansem corretamente.

Também existe um outro hormônio que, junto com a serotonina, regula o ciclo "dormir-acordar" do nosso corpo. Esse hormônio é conhecido como a melatonina e podemos encontrá-lo tanto no próprio organismo como fora dele, em alimentos ou medicamentos específicos.

Ter bons hábitos de sono nos ajuda a manter o equilíbrio certo entre a produção de serotonina e melatonina. Como consequência desse equilíbrio, experimentamos emoções mais agradáveis e obtemos um alto nível de bem-estar psicológico.

Serotonina e depressão

Como comentamos ao longo desse artigo, a principal função da serotonina no nosso organismo é a regulação do estado de ânimo. Os níveis desse hormônio devem se manter em valores normais para que experienciemos emoções equilibradas.

Se a produção de serotonina sofre algum tipo de desajuste, podemos experienciar mal-estar, irritação, condutas de risco e alguns outros sintomas que coincidem com a depressão. Assim, podemos dizer que serotonina baixa está relacionada com o aparecimento desse transtorno do estado de ânimo.

Essa relação entre serotonina e depressão pode se dar de duas maneiras:

  • Depressão exógena: por vivências externas ruins, começamos a sofrer depressão e essa diminui os níveis de serotonina no organismo.
  • Depressão endógena: nosso cérebro produz menos do hormônio da felicidade que precisamos e isso nos leva a sofrer da doença.

Como aumentar a serotonina

Agora que sabemos o que é serotonina e para o que serve é possível que você queira saber também como aumentar a serotonina de maneira natural para conseguir melhorar seu bem-estar psicológico e sua estabilidade emocional. Para isso, saiba o que fazer para aumentar a serotonina:

  • Mantenha uma alimentação equilibrada, saudável e rica em carboidratos. Os nutrientes dessa família, como o pão, a massa integral ou os legumes contêm um elemento importante chamado tripófano. Essa substância ajuda a produzir mais serotonina. Outros alimentos que contêm serotonina são abacaxi, manga, frango, soja, chocolate, morango e mamão.
  • Faça um pouco de exercício todos os dias. Isso não apenas aumentará o seu nível de endorfinas, o hormônio do prazer e do relaxamento, como também te fará sentir melhor consigo mesmo a longo prazo e te ajudará na sua autoestima.
  • Desfrute os pequenos prazeres da vida como ver um filme novo, ler um livro bom ou saborear seu prato favorito. Esses pequenos prazeres nos ajudam a viver com emoções positivas.
  • Relacione-se com os demais. Os vínculos de apego são muito importantes para o crescimento psicológico de uma pessoa. Além disso, ter boas amizades diminui o sentimento de solidão e nos faz sentir queridos. Estabelecer uma boa rede social de apoio também pode prevenir muitos mal-estares e problemas de saúde mental.

Remédios que aumentam a serotonina

Existem numerosos medicamentos que baseiam sua função em alterar os níveis de serotonina no nosso corpo. O processo para aumentar a serotonina evoluiu e, atualmente, predominam os ISRS no mercado farmacológico. Os ISRS (Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina) são receitados para tratar uma série de problemas como o transtorno de personalidade limítrofe ou a depressão. Esses medicamentos só devem ser tomados com a prescrição de um médico e controladamente.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é serotonina e para que serve, recomendamos que entre na nossa categoria de Neuropsicologia.

Bibliografia
  • Gratacós, M. Serotonina: Función, Estructura y Producción.

Escrever comentário sobre O que é serotonina e para que serve

O que lhe pareceu o artigo?

O que é serotonina e para que serve
O que é serotonina e para que serve

Voltar ao topo da página