Partilhar

Serotonina baixa: sintomas e remédios naturais

Por Equipe editorial. Atualizado: 24 julho 2019
Serotonina baixa: sintomas e remédios naturais

Ter a serotonina baixa pode provocar mudanças severas na saúde mental de uma pessoa, podendo resultar no aparecimento de ansiedade, depressão, problemas para dormir, apatia, falta de energia, entre muitos outro sintomas. A serotonina é um neurotransmissor que tem funções essenciais no organismo, como regular o nosso estado de ânimo, o apetite, o ciclo do sono, o desejo sexual e o processo digestivo. Por isso, quando os níveis do chamado hormônio da felicidade no sangue diminuem muito, podemos desenvolver uma série de transtornos físicos e emocionais.

Assim, nesse artigo de Psicologia-Online vamos te explicar tudo sobre a serotonina baixa; quais são suas causas e sintomas e como aumentar os seus níveis com remédios naturais efetivos.

O que é serotonina

"O que é serotonina?" ou "serotonina: para que serve?" são perguntas comuns quando falamos desse hormônio tão importante para o nosso organismo. A serotonina é uma substância química que o corpo humano produz e que funciona como um neurotransmissor por transmitir sinais aos nervos.

A serotonina é produzida no cérebro e nos intestinos, mesmo que majoritariamente se encontre no trato gastrointestinal (entre 80% e 90%). Ainda assim, também se encontra no sistema nervoso central e nas plaquetas de sangue.

Para a produção de serotonina, as células que a produzem usam a enzima triptófano hidroxilase. O triptófano é um aminoácido essencial que o organismo obtém através da alimentação e que é necessário para a existência da serotonina.

O famoso hormônio da felicidade tem um papel-chave no sistema nervoso central, no funcionamento geral do corpo e no trato gastrointestinal. Além disso, é um neurotransmissor que tem influência direta e indireta em grande parte de células do cérebro e está implicado em muitos processos do corpo relacionados com a saúde do mesmo:

  • Regula o estado de ânimo: a serotonina envia estímulos ao cérebro, os quais se evidenciam em nossos estado de ânimo. Ter uma serotonina baixa pode fazer com que estejamos mais irritados, de mal humor, tristes, depressivos, ansiosos ou impulsivos.
  • Controla o apetite: ela regula a função dos intestinos e permite controlar o apetite, gerando a sensação de saciedade e fazendo com que deixemos de comer em consequência.
  • Aumenta ou diminui a libido: quando se tem uma serotonina alta, se produz uma falta de desejo sexual, o que pode resultar em outros problemas em uma relação amorosa.
  • Regula o sono: a produção dessa substância regula a capacidade que temos para conciliar o sono, fazendo com que todo o resto seja mais complicado.
  • Regula a temperatura corporal: a serotonina regula a temperatura do corpo permitindo a sobrevivência das nossas células apesar de mudanças térmicas internas e externas.
  • Reduz o nível de agressividade: diante a uma situação de tensão, essa substância química estabiliza o nosso estado emocional, nos permitindo ser menos agressivos e reduzindo possíveis condutas violentas.
  • Ajuda na coagulação: quando nos ferimos, as plaquetas liberam serotonina e, com isso, é possível a formação de coágulos de sangue que iniciam a cicatrização da ferida.

Serotonina baixa: causas

Ter serotonina baixa pode ser um resultado de dois fatores importantes: uma alimentação inadequada e stress.

Serotonina baixa por alimentação inadequada

Uma alimentação rica em açúcares e farinhas processadas provoca um aumento da produção de bactérias anaeróbicas, que acabam causando uma alteração na flora intestinal.

Isso prejudica a boa digestão dos alimentos digeridos e causa uma constipação e uma má absorção do triptófano, que é de extrema importância na síntese da serotonina. Dessa forma, se impede que a serotonina chegue corretamente ao sistema nervoso.

Stress

Outra das possíveis causas da serotonina baixa é o stress. Quando uma pessoa está nervosa, muito ansiosa ou angustiada, se percebe um aumento de cortisol no seu organismo.

Esse hormônio provoca uma diminuição da química cerebral e a serotonina é uma das primeiras substâncias afetadas, pois com altos níveis de cortisol ela cai consideravelmente.

Serotonina baixa: sintomas

Como já mencionamos, a serotonina é neurotransmissor que se relaciona com muitos processos do corpo e por isso quando apresentamos um déficit de serotonina os sintomas que se podem manifestar são vários. Em seguida, te apresentamos os principais sintomas de serotonina baixa:

  • Mudanças bruscas no estado de ânimo: atitudes mais irritadiças, mal humor, pensamentos negativos, ataques de raiva ou de choro, mais agressividade e ira podem ser resultado de uma serotonina baixa no organismo.
  • Mais ansiedade: Um nível baixo de serotonina se associa com uma sensação de ansiedade generalizada, com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e com o transtorno de pânico.
  • Maior fadiga, cansaço, apatia e falta de energia: pouca vontade de fazer coisas, não querer se relacionar com os demais, se sentir muito triste, inseguro, com medo e com autoestima baixa podem ser alguns dos sintomas de serotonina baixa. Estes podem se agravar e causar um quadro de depressão.
  • Má-digestão: também se analisa que a serotonina tem uma influência importante no desenvolvimento da síndrome do intestino irritável (SCI).

Outros sintomas de serotonina baixa também podem ser:

  • Grande desejo por comer alimentos doces e com hidratos de carbono.
  • Aumento de peso.
  • Níveis baixos de desejo sexual e libido.
  • Ejaculação precoce.
  • Problemas para dormir e para conciliar o sono.
  • Problemas de concentração.
  • Mudanças repentinas na temperatura corporal.
  • Grande sensibilidade a sons.
  • Aumento da sensibilidade à dor.

Além disso, é importante apontar que os sintomas de serotonina baixa se manifestam de maneiras distintas em homens e mulheres:

  • Homens: mais propensos a desenvolver transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), alcoolismo e outros transtornos associados com o controle de impulsos.
  • Mulheres: mais propensas a apresentar ansiedade, depressão e mudanças no estado de ânimo. Além disso, também têm mais chances de ansiar por comida.

Remédios para serotonina baixa

Então quais podem ser remédios para serotonina baixa? Para aumentar os níveis do hormônio no nosso organismo é importante seguir as recomendações que apresentaremos a seguir, que fazem parte de tratamentos naturais para serotonina baixa.

Serotonina baixa: melhorar com alimentação

Para aumentar a serotonina de forma natural é muito importante incluir na dieta diária alimentos que são ricos em triptófano, o amido essencial para a produção da serotonina. Os alimentos que são mais ricos em triptófano são:

  • Frango
  • Peru
  • Peixes mais oleosos
  • Agrião
  • Espinafre
  • Alcachofra
  • Rúcula
  • Repolho
  • Abóbora
  • Aspargo
  • Abacaxi
  • Banana
  • Morango
  • Abacate
  • Manga
  • Mamão
  • Produtos lácteos
  • Soja
  • Amendoim
  • Centeio
  • Aveia
  • Milho
  • Chocolate amargo

Serotonina baixa: melhorar com exercícios físicos

Realizar atividade física todos os dias, pelo menos por uns 45 minutos, também é uma boa forma de favorecer o aumento da serotonina no organismo e de reduzir os sintomas de irritabilidade, mal humor, falta de energia, ansiedade etc.

O exercício estimula a produção se serotonina produzindo uma sensação de bem-estar e de satisfação, além de beneficiar o metabolismo e a saúde do corpo em geral.

Serotonina baixa: melhorar reduzindo o stress

Realizar técnicas de relaxamento, meditar ou praticar disciplinas que contribuam para o bem-estar físico e mental é essencial para deixar as preocupações de lado, se liberar dos pensamentos negativos e aumentar a serotonina baixa.

Serotonina baixa: outras recomendações

Outras recomendações que podemos dar para quem sofre de serotonina baixa são:

  • Tomar sol de forma moderada, o que também ajuda a melhorar a produção de serotonina já que a luz solar tem um relação muito direta com a depressão e pode incrementar a baixa autoestima, a tristeza, o mal humor e a apatia.
  • Descansar bem e dormir as horas suficientes também é vital para nos sentirmos mais felizes e com energia e disposição.
  • Realizar atividades que te deem prazer e se relacionar com pessoas amadas.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Serotonina baixa: sintomas e remédios naturais, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário sobre Serotonina baixa: sintomas e remédios naturais

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Juliana
Qual o nível de serotonina ideal?

Serotonina baixa: sintomas e remédios naturais
Serotonina baixa: sintomas e remédios naturais

Voltar ao topo da página