Partilhar

O que fazer quando seu namorado te ignora

 
Por Ana Díaz Azorín. 10 junho 2020
O que fazer quando seu namorado te ignora

Quando você se apaixona, espera que seja amada/o da mesma forma que você ama: viver um amor recíproco e incondicional, onde a pessoa com a qual você compartilha sua vida cuida e se preocupa com você, assim como você faz. No entanto, muitas vezes, não é assim que as coisas acontecem, e surgem situações onde nosso companheiro nos ignora ou não presta a atenção e interesse que merecemos. Elie Wiesel cunhou a famosa frase: "O oposto do amor não é o ódio, é a indiferença". De fato, ser ignorada/o pode gerar uma sensação pior do que ser rejeitada/o, fazendo você sentir-se como se não tivesse nenhuma importância. O que fazer quando seu namorado te ignora? Neste artigo de Psicologia-Online, trataremos de clarificar este assunto.

Quando a pessoa te ignora

Em todas as nossas relações, sejam elas familiares, românticas, de amizade, profissionais, etc., todos precisamos de espaço para nós mesmos. O fato de que seu companheiro te dá espaço para ficar com suas amigas, visitar a sua família, realizar atividades, etc. é algo positivo e necessário. Porém, se utiliza este argumento como desculpa para mostrar pouco interesse em como foi sua semana, não retornar suas ligações, passar dias sem falar onde está... não é bom sinal.

Se você sente que seu namorado te ignora, provavelmente a primeira coisa que pensa é que ele não se importa com você. Não obstante, antes de tirar conclusões precipitadas, é importante levar em conta outras variáveis. De forma geral, não se trata de um processo consciente. É, em grande parte, uma reação biológica enraizada em certas estruturas do sistema nervoso central, formadas como resultado de ações praticadas pelos pais durante a infância.

Quando estabelecemos um vínculo com alguém, estamos dando a essa pessoa a possibilidade de nos machucar, se ela decidir acabar com esse vínculo. Desta forma, devido ao fato de que a intimidade nas relações cria vulnerabilidade e aumenta a possibilidade de experimentar emoções negativas fortes, esta geralmente é evitada. Isto não quer dizer que as pessoas com tendências evasivas não tenham namorado ou amigos. Podem até mesmo parecerem populares, particularmente porque geralmente têm êxito em áreas de competências e conquistas. No entanto, é provável que estas pessoas tenham dificuldades para estabelecer vínculos duradouros e intensos e se sintam incomodadas com as relações mais próximas.

Por outro lado, para estabelecer e manter uma relação é necessário certa maturidade e saúde emocional, e há muitas pessoas que não possuem estas qualidades, seja por características pessoais ou do passado, falta de interessa, crenças errôneas, etc. Entretanto, se existe vontade, é possível trabalhar para avançar neste aspecto. Se ocorre algo similar com seu companheiro, a seguir te damos alguns conselhos para enfrentar a situação.

Como reagir quando ele/a te ignora

Muitas pessoas procuram terapia com queixas sobre a forma com que seus companheiros se relacionam com elas. Em muitos casos, as queixas são fundamentadas: afinal, seus namorados são humanos e, assim, imperfeitos. No entanto, é necessário ter em conta que as relações são bidirecionais, isto é, tem dois sentidos e, às vezes, tendemos a perceber os erros dos outros, sem darmos conta ou justificando os que nós mesmos cometemos. Os psicólogos chamam esta tendência de erro fundamental da atribuição. Assim, se nosso companheiro se mostra mais calado que o normal, tendemos a classificá-lo como frio e distante, enquanto que, se agíssemos assim, alegaríamos que tivemos apenas um dia ruim.

Se os eventos são isolados, tente não levar para o lado pessoal. Talvez ele também tenha tido um dia ruim. Também é possível que seu namorado seja mais reservado, nem todo mundo é igualmente expressivo.

Por outro lado, evite rotulá-lo. Frases como "você nunca quer sair nem fazer planos comigo, você é muito entediante" apensar o machucarão e gerarão reatividade. Expresse seus argumentos de forma positiva, fale do tanto que você gosta de sair e fazer novos planos com ele.

Quando ter um momento com ele, mostre interesse por seus interesses, prepare o jantar, etc. mostre gratidão e apreço pelo gesto dele. Isto não apenas fomentará a positividade nele, como também será mais provável que estas ocasiões se repitam, do que se passarem desapercebidas.

No que diz respeito às discussões, evite entrar na defensiva e convide-o a uma comunicação mais aberta e honesta. Não se trata de ficar calada/o ou de que tenha que concordar com tudo o que ele fale e faça. Se você espera que, ficando em silêncio, seu namorado intua tudo o que passa por sua cabeça, você viverá em eterna decepção. Por outro lado, se você fala de seus sentimentos de maneira honesta, em um espaço livre de culpa e julgamento, será mais provável que seu companheiro empatize com você, ao passo que sua reação também será mais suave. No seguinte artigo, encontrará como melhorar a comunicação no relacionamento, mesmo que vocês não sejam casados/as.

O que fazer quando seu namorado/a te ignora

Se seu namorado te ignora e você não sabe o que fazer, listamos 10 conselhos para você colocar em prática:

  1. Não pague na mesma moeda. É doloroso quando seu/sua namorado/a não dedica tempo a você ou não mostra interesse por você, mas não faça o mesmo: você não só não conseguirá reverter a situação, como também perpetuará esta dinâmica.
  2. Não se apresse em tirar conclusões prematuras. Se ele demorar muito para responder suas mensagens ou ligações, talvez tenha acontecido algo. Aborde o tema com cuidado, pode começar com algo assim: "Está tudo bem? Quando passo muito tempo sem notícias de você, fico preocupada que possa ter acontecido alguma coisa". Isto permitirá que você o entenda sem se colocar na defensiva.
  3. Estabeleça limites claros do que é admissível ou não. Não significa ser fria/o e inacessível, mas agir e demandar respeito para si mesma/o. Pergunte-se que ações de seu namorado/a são razoáveis e quais estão fora do permissível. Demorar a responder uma mensagem é algo admissível, mas desaparecer por cinco dias sem dar nenhuma explicação ou aviso, não é tanto.
  4. Inclua a pessoa em planos e decisões. Se o maior peso da relação recai sobre você, e seu companheiro/a só adota atitudes passivas, procure incluí-lo em tarefas ou atividades para que ele adote uma postura mais ativa. Pergunte a ele sua opinião sobre um tema que esteja em discussão, deixe que ele decida onde vocês irão jantar nesta noite.
  5. Tente ser o mais específica possível enquanto ao quê e não ao quem. Ou seja, aponte o comportamento problemático e não a pessoa. Se te incomoda quando você fica dias sem poder localizar seu namorado, deixe-o saber que isto faz você pensar que a relação de vocês não importa tanto para ele quanto para você. Evite as críticas pessoais, e se forem necessárias, procure deixá-las o mais construtivas possíveis. Tente articulá-las em duas orações: "eu gostaria você fosse mais pontual quando nos encontramos".
  6. Tempo juntos. É vital que cada membro do casal tenha suas próprias vidas e mantenha uma quantidade substancial de tempo para si mesmo, mas, ao mesmo tempo, é essencial dedicar tempo para cultivar a atenção e a intimidade necessárias para que a relação prospere. Procure momentos na semana ou no mês para vocês, que sejam imóveis e não possam ser adiados.
  7. Lembre-se que são uma equipe. Não é uma guerra. Não tente sair por cima ou impor seus argumentos. Talvez exista um motivo para que ele não possa reunir-se contigo ou atender suas chamadas. Escute o que ele tem a dizer. Quando há uma discussão entre o casal, não há vencedores nem vencidos. A única vitória possível, surge quando ambas as partes chegam a um resultado satisfatório. Para isso, é útil conhecer a comunicação assertiva.
  8. Se em um dado momento, seu namorado precisa "fugir", não o persiga: ele correrá mais rápido. Dê espaço suficiente para que ele se acalme e possa conectar-se com o que sente. Se você não permite que isso aconteça, é provável que a sensação de peso que ele sente aumente e que ele precise se afastar ainda mais.
  9. Nunca ignore como você realmente se sente. Se você sabe o que quer e precisa em uma relação, nunca descarte seus sentimentos ou te conforme com algo que não é o que você quer, apenas para que a relação funcione, ou porque quer ter uma relação a qualquer custo. Você não pode transformar seu namorado em alguém que ele não é. Se você se sente decepcionada, frustrada e insatisfeita, não ignore isso.
  10. Por último, lembre-se que você é a única responsável por sua própria felicidade. Se comprometer com outra pessoa não é o mesmo que incumbi-lo de todo o peso de seu bem-estar e felicidade. Ter uma relação pode ser uma experiência maravilhosa, mas você não precisa correr o risco de se fundir ao seu namorado, já que no longo prazo, esta é a receita para a insatisfação conjugal.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que fazer quando seu namorado te ignora, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Bibliografia
  • Lerner, H. (2012). Regras do casamento: Um manual apra os casados e casais. Gotham.
  • Firestone, R. W., Firestone, L. A., & Catlett, J. (2003). Criando uma vida de significado e compaixão: A sabedoria da psicoterapia. American Psychological Association.
  • Shorey, H. S., & Snyder, C. R. (2006). O papel dos estilos de comprometimento adulto nos resultados da psicopatologia e psicoterapia. Review of general psychology, 10(1), 1-20.

Escrever comentário sobre O que fazer quando seu namorado te ignora

O que lhe pareceu o artigo?

O que fazer quando seu namorado te ignora
O que fazer quando seu namorado te ignora

Voltar ao topo da página