Partilhar

É melhor bloquear ou ignorar um(a) ex?

 
Por Equipe editorial. 7 setembro 2020
É melhor bloquear ou ignorar um(a) ex?

Ao terminar um relacionamento, muitas pessoas se perguntam se para fechar este capítulo de suas vidas não seria bom eliminar todo o contato com a pessoa, de forma a impedir que esta entre em contato. Em certos casos, basta apenas um click para conseguir que a pessoa não te envie nenhuma mensagem e, dessa forma, encerrar todo tipo de relação, mesmo assim, há quem ache esta estratégia muito fria e opta por mantê-lo(a) dentro de sua lista de contatos, mas ignorar todas as suas mensagens. Neste artigo de Psicologia-Online, queremos te dar alguns conselhos sobre se é melhor bloquear ou ignorar seu(sua) ex.

Bloquear o(a) ex

Bloquear meu(minha) ex: sim ou não? Adiante vamos expor os prós e contras de bloquear ou ignorar no WhatsApp e nas redes sociais.

Quando bloquear o(a) ex

O bloqueio pode parecer uma opção muito radical para algumas pessoas, mas também é possível ser muito útil para aquelas pessoas que terminaram a relação muito machucadas e, qualquer tipo de contato com a pessoa gera mal-estar. O bloqueio seria resposta a uma higiene emocional necessária para curar feridas e se recuperar da relação.

Além disso, é possível que seja útil para aquela pessoa cujo(a) ex entra em contato com ele ou ela a altas horas da madrugada - depois de sair de uma festa e ter bebido umas a mais - com possíveis mensagens inapropriadas para o momento em que se encontram. Se isto está acontecendo e causando desconforto, não pense duas vezes e bloqueie: tudo aquilo que não soma em nossa vida, devemos afastar.

Talvez foi ele ou ela que tomou esta atitude. Aqui explicamos porque seu(sua) ex te bloqueou e o que você deve fazer.

Quando não bloquear o(a) ex

Quando imaginar que seu(sua) ex entra em contato com você não te gera mal-estar e você também não fica na expectativa dessa mensagem, simplesmente aceita - apesar da dor que uma ruptura pode gerar - que o relacionamento acabou, não há motivos para bloquear essa pessoa. Você sabe que é alguém que fez parte de sua vida, mas não faz mais, e que não terá problema nenhum se um dia você encontrar uma mensagem dele(a). Nesse caso, pode continuar em sua lista de contatos, desde que isso não signifique uma obsessão sobre o que ele(a) faz ou deixa de fazer e sem que isso perturbe seu dia a dia.

Quando ignorar o(a) ex

A Real Academia Espanhola define a palavra ignorância como desconhecimento de alguma coisa em particular. Também é possível utilizar o termo quando uma pessoa desobedece a uma ordem ou se omite de algo. Se nos fixarmos nesta última definição e a aplicarmos em nossa antiga relação, ignorar é uma forma muito clara de dizer a alguém que ele(a) já não faz parte de sua vida.

Se você quer mostrar a seu(sua) ex que, apesar de todas as tentativas, ele(a) não vai conseguir nada, antes de bloquear e dar a possível satisfação de ver que ainda há algo dele(a) que mexe com você quando vocês se falam, a solução é não fazer nada e simplesmente não dar mais importância nem para suas mensagens, nem para seus possíveis sinais. Quando a mensagem que você quer passar para seu(sua) ex é a de "você não faz mais parte de minha vida", mesmo tendo a possibilidade de entrar em contato, ignorar é uma boa maneira de demonstrar.

Mesmo assim, se deve avaliar também, antes de ignorar seu(sua) ex, se há assuntos a serem resolvidos e fechar este capítulo da vida de vocês. No caso em que, após a análise, se chega à conclusão de que não há nada mais a falar ou adicionar ao término de vocês, e a outra pessoa simplesmente entra em contato para ver se há alguma esperança e se agarrar à mensagens ou ligações, ignorar é uma forma de dizer: "não há esperanças, continue seu caminho sem mim".

Quando é melhor apagar o número do(a) ex

A resposta para esta pergunta passa, primeiramente, por questionar a si mesmo que importância você dá ao fato de ter o número de uma pessoa com a qual o vínculo acabou.

É melhor excluir o(a) ex do WhatsApp

Se a resposta para a pergunta é que você sofre por ter esse número e não poder usá-lo, ou você tem medo de que possa, em algum momento, tomar uma atitude impulsiva e ligar ou enviar uma mensagem inoportuna para seu(sua) ex, talvez seja o momento de começar a cogitar em se desfazer desse número.

Não é necessário apagar o(a) ex

No caso em que mantê-lo(a) não seja uma fonte de muitas lembranças dolorosas hoje em dia, não haveria nenhuma necessidade eliminar este contato, quem sabe um dia vocês podem ser amigos ou você possa precisar de ajuda com alguma coisa, afinal, seu(sua) ex foi alguém importante para você, que conheceu muitas partes de sua vida e, talvez agora não, mas no futuro, vocês desejem estabelecer um vínculo diferente do que vocês tinham.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a É melhor bloquear ou ignorar um(a) ex?, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Bibliografia
  • García Palza, D. F. (2014). Narración del duelo en la ruptura amorosa. Ajayu Órgano de Difusión Científica del Departamento de Psicología UCBSP, 12(2), 288-307.
  • Peña Rubio, D. C., & Castaño Valencia, M. C. (2018). Estilos de afrontamiento y proceso de duelo frente a la ruptura de pareja en una ex pareja de adultos jóvenes.

Escrever comentário sobre É melhor bloquear ou ignorar um(a) ex?

O que lhe pareceu o artigo?

É melhor bloquear ou ignorar um(a) ex?
É melhor bloquear ou ignorar um(a) ex?

Voltar ao topo da página