Partilhar

Quando terminar um relacionamento?

Por Anna Badia Llobet, Psicóloga e redatora. 9 abril 2020
Quando terminar um relacionamento?

Como saber quando o amor acaba? Quando já não existe amor, se sabe. No entanto, às vezes o amor é confundido com dependência, com costume ou medo da solidão. Para ver a diferença entre um relacionamento saudável e um que não é, neste artigo de Psicologia-Online, você encontrará 30 sinais para saber quando terminar um relacionamento.

Também lhe pode interessar: Como terminar um relacionamento

Como saber se meu relacionamento é saudável ou não

O amor saudável não é o que vemos nos filmes. Temos internalizado crenças baseadas no amor romântico que são irreais e prejudiciais. As informações que recebemos sobre os relacionamentos afetam tanto nosso próprio comportamento como as expectativas sobre as ações da outra pessoa.

Quando um relacionamento está baseado nas crenças e práticas do amor romântico, como a possessividade, ciúme, a "metade da laranja", o sacrifício e o "para sempre", é normal produzir desconforto. Porque nos empenhamos para que o relacionamento cumpra os requisitos que nos foram transmitidos que o amor deve cumprir.

Esse desconforto é desnecessário e não ocorre quando um relacionamento é saudável. Um relacionamento deve ser, acima de tudo, escolhido livremente e deve ser baseado no respeito e confiança. Se em um relacionamento você sente desconforto, não é um relacionamento saudável.

Para aprender a detectar um relacionamento tóxico é necessário desaprender e reconstruir uma visão do amor e dos relacionamentos mais saudáveis e realistas. Em seguida, te damos 30 sinais para que você saiba quando terminar um relacionamento é a melhor opção.

30 sinais de que um relacionamento não está funcionando

Quando terminar um relacionamento? Quais são os sinais de relacionamento desgastado? Como saber se deixar seu cônjuge é o certo? Terminar um relacionamento não é certo nem errado, simplesmente, é necessário quando não é um relacionamento saudável. Com esses sinais, você poderá identificar que um relacionamento não funciona e diferenciar do hábito e da dependência:

  1. Existe abuso.Considera-se que há abuso no relacionamento quando existem atos violentos. A violência não é apenas física, também pode ser psicológica, emocional, sexual, econômica, patrimonial, simbólica ou social. Se as ações do seu cônjuge machucam você, o relacionamento está quebrado.
  2. Você não se sente amado ou amada. Sem amor, não pode haver um relacionamento. O amor deve ser bidirecional, pois o amor, se não é correspondido, é obsessão. Além disso, o amor deve ser demonstrado e sentido. Você não sente que seu cônjuge o ama? Repense o relacionamento.
  3. Você não se sente respeitado/a. Sem respeito não pode haver um relacionamento saudável. O respeito é um pilar básico de qualquer relacionamento. Para que um relacionamento seja saudável, ambos os membros devem aceitar a outra pessoa como ela é e respeitar suas ideias e suas decisões.
  4. Você não se sente livre. Um relacionamento saudável requer que tenha liberdade. Ter um cônjuge não é obrigatório nem necessário. Ter um relacionamento é uma escolha que deve ser feita a partir da maturidade, liberdade e independência emocional. Você deve escolher livremente compartilhar seu tempo com essa pessoa, porque agrega valor à sua vida. Se você sente algum tipo de coação, não é amor.
  5. Você não se sente valorizado e importante para seu companheiro/a. O amor deve ser recíproco e deve ser demonstrado com ações. Se seu cônjuge não dedica tempo ao relacionamento, não valoriza sua companhia ou não aprecia você como pessoa, é que ele não o ama. Sentir que não é valorizado é outro dos sinais de que o relacionamento não funciona.
  6. Existe infidelidade. Note-se que nem sempre o relacionamento está quebrado após uma infidelidade, existem casos em que o perdão e a mudança possibilitam continuar com um relacionamento saudável. No entanto, na maioria dos casos, a infidelidade é um sintoma de que o relacionamento não vai bem. Além disso, no caso de não ser uma prática previamente acordada, a infidelidade envolve traição e uma falta de respeito para com a pessoa enganada, que pode produzir muita dor.
  7. Há muitas coisas da outra pessoa que te incomodam muito. No início de um relacionamento, o coquetel hormonal de se apaixonar nos impede de ver objetivamente a outra pessoa. No entanto, conforme o passar do tempo, a paixão inicial vai diminuindo, permitindo-nos ver nosso cônjuge de forma mais realista. Nesse ponto, é comum detectar coisas que não gostamos e, diante disso, é importante ver se podemos aceitá-lo ou não. Se o que você não gosta dele ou dela é inaceitável para você, o relacionamento está quebrado.
  8. Você precisa que essa pessoa mude. As pessoas não mudam porque a outra quer. A personalidade, ou seja, a forma de sentir, de pensar e de se comportar de uma pessoa, não muda. O caráter pode ser moldado, uma pessoa pode mudar algum traço de sua personalidade porque, por vontade própria, decida mudá-lo ou porque, depois de realizar alguma experiência, aprenda. No entanto, não mudará porque você insiste. Então, se você pode aceitar seu cônjuge tal como é agora mesmo, bom. Se você não pode aceitar e precisa que mude para se sentir bem e confortável com o relacionamento, é que está quebrado.
  9. Você não sente paz. Quando um relacionamento é saudável e benéfico, o que você deve sentir é bem-estar e tranquilidade. Se você não sente paz, o relacionamento não vai bem.
  10. Você sente que não faz bem para você. Relacionado com o anterior, se você sente que essa pessoa não combina com você, que não contribui com você, que não melhora sua vida, mas muito pelo contrário, certamente, não é um relacionamento saudável. Se você pensa que o relacionamento não faz bem ou se muitas pessoas ao seu redor lhe dizem, têm razão. Se você sente que isso não lhe faz bem, mas que você "precisa", isso não é amor, é dependência emocional.
  11. Suas expectativas são diferentes. Se vocês esperam coisas diferentes do relacionamento, será difícil atingir os objetivos de ambos. Em um relacionamento saudável, você não deve deixar suas metas, seus objetivos nem seus planos pela outra pessoa.
  12. Vocês têm valores muito diferentes.Para que um relacionamento seja saudável e benéfico para ambas as pessoas é necessário ter uma visão da vida parecida ou compatível. Se, por exemplo, para você é muito importante a família e para a outra pessoa o mais importante é o trabalho, a vida em comum será complicada.
  13. Estilos de vida muito diferentes. Apenas é incompatível manter um relacionamento com uma pessoa com quem você não compartilha o estilo de vida. Isso não significa que tenham que compartilhar opinião nem coincidir em tudo, mas é importante que haja mais pontos em comum do que diferenças.
  14. Vocês não têm confiança. A confiança é outro dos pilares de um relacionamento. Para que um relacionamento seja saudável, você deve sentir tranquilidade. Se você sente que mentem para você, se sente enganado/a ou não pode confiar no seu cônjuge, o relacionamento está quebrado.
  15. Não melhora sua vida. Um relacionamento tem sentido quando sua vida é melhor com essa pessoa. Caso contrário, o relacionamento não está contribuindo com nada significativo. Se, além disso, complica sua vida e você continua com essa pessoa, é provável que a causa seja dependência emocional.
  16. Não apoia você. Seu cônjuge deve ser um companheiro ou companheira que o anime e o apoie em seu desenvolvimento e evolução pessoal. Quando uma pessoa sente um amor sincero por outra, ela quer vê-la crescer e conseguir suas metas. Se seu cônjuge menospreza seus objetivos e não quer vê-lo evoluir, sente inveja ou ciúme, impede um relacionamento saudável.
  17. A comunicação não é adequada. A comunicação é um pilar básico de qualquer relacionamento. Não podemos ler a mente da outra pessoa, por isso é essencial aprender a expressar o que pensamos e sentimos, bem como aprender a ouvir e entender o que a outra pessoa pensa e sente. Quando a comunicação não é assertiva, agrava os conflitos, deteriora o relacionamento e produz dor.
  18. A comunicação é ausente.Quando a comunicação é inexistente, denota desinteresse em saber sobre o outro. Demonstramos ao nosso cônjuge que não é importante para nós. Sem comunicação, o vínculo se deteriora. Aqui você encontrará mais informações sobre a psicologia da comunicação no relacionamento.
  19. Vocês não fazem atividades juntos. Não compartilhar hobbies nem lazer ou não passar um tempo de qualidade juntos é um sinal de que o relacionamento não funciona. Se você não tem vontade de compartilhar um tempo livre com ele ou ela ou, pelo contrário, você sente que essa pessoa não está interessada em compartilhar um tempo com você, é necessário repensar o relacionamento.
  20. Há dúvidas. Quando o relacionamento vai bem, as dúvidas não têm lugar. Se seu cônjuge expressa que tem dúvidas, como se você fosse o único que têm dúvida sobre o relacionamento, significa que algum dos dois pensa que sua vida seria melhor sem o outro. Quando há dúvidas, é porque o relacionamento não vai bem.
  21. Você não admira seu cônjuge. Você passa muito tempo com seu cônjuge e acaba influenciando em sua forma de ser, pensar e se comportar. Portanto, é essencial escolher uma pessoa que o inspire e o motive. Alguém que pareça ser uma ótima pessoa para você. No amor deve haver admiração.
  22. Não permite que você cresça. Um relacionamento saudável e funcional deve ajudá-lo a crescer e se desenvolver como pessoa. As pessoas evoluem e mudam, se o relacionamento não permite fazer essa transformação pessoal, não é um relacionamento saudável. Se você sente que não pode se desenvolver profissionalmente ou que você não pode realizar atividades que sejam benéficas para você porque o relacionamento o impede, o relacionamento o está limitando.
  23. Você sente que deve fazer um grande esforço. Para que um relacionamento de qualquer tipo funcione é necessário realizar um esforço para compreender e conviver com as diferenças. No entanto, deve ser um esforço que aceitamos de bom grado. Se você sente que o esforço é muito grande e é muito difícil manter o relacionamento, pense se vale a pena. Certamente não.
  24. Não são compatíveis sexualmente. A sexualidade é uma parte importante em um relacionamento. A compatibilidade sexual refere-se a ter ideias parecidas sobre o estilo de práticas sexuais e da frequência das mesmas. Para que a sexualidade seja saudável deve ser sempre consensual e desfrutada pelas pessoas que participam das práticas sexuais. De acordo com um estudo da Society for Personality and Social Psychology, a variável que afeta a união e a felicidade do casal é a qualidade dos encontros sexuais e não a quantidade.
  25. O relacionamento faz você sofrer. Se você sente que, por algum outro motivo, o relacionamento o faz sofrer, não é um relacionamento saudável para você. O amor não dói, o que dói é o desamor, a dependência emocional e os relacionamentos não saudáveis.
  26. Não compartilha as responsabilidades. Em um relacionamento saudável, o respeito é essencial. Também fazem parte do respeito e do cuidado do outro dividir equitativamente as tarefas e responsabilidades. Se você sente que as responsabilidades não são compartilhadas, que realiza mais tarefas do que gostaria e que seu cônjuge não se importa, pergunte a si mesmo se há respeito e amor verdadeiro no relacionamento.
  27. Não compartilham momentos divertidos. Ter um tempo bom e desfrutar juntos ou juntas é fundamental. A risada e o humor são sinais de cumplicidade e diversão. Se são visíveis por sua ausência, pergunte a si mesmo se realmente gosta da companhia do seu cônjuge ou se continua no relacionamento por costume ou dependência.
  28. Você sente que não pode ser você mesmo/a. Em um relacionamento saudável, você não deve mudar para agradar à outra pessoa, mas deve aceitá-lo como você é. Isso não significa que goste de absolutamente tudo em você, significa que gosta de você como pessoa em global e que, embora existam coisas que não gosta ou compartilha, pode tolerá-las.
  29. Custa muito para você ser fiel. Se não houve infidelidade, mas você se sente atraído ou atraída por outras pessoas e é muito difícil ser fiel, talvez você não ame tanto seu cônjuge. É normal se sentir atraído pontualmente por outras pessoas, mas quando há amor e a fidelidade é escolhida, não deve custar muito esforço.
  30. Você faz coisas que machucam seu cônjuge. Quando se ama de verdade, não é concebida a ideia de machucar o outro conscientemente. Se suas ações machucam seu cônjuge, você sabe e não faz nada para remediar é que certamente não ama essa pessoa. Quando alguém quer saber quando terminar um relacionamento, essa é a resposta mais clara, quando você já não ama essa pessoa.

Motivos para terminar um relacionamento

Se você se identifica com vários dos pontos anteriores, certamente seu relacionamento não é saudável. Reflita e identifique por que você continua mantendo esse relacionamento. Por pena? Por dependência? Pelos filhos/as? Pelo que as pessoas vão falar? Por costume?

Nenhum desses motivos vale tanto quanto a sua paz. Mesmo que haja filhos ou filhas em comum, acompanham juntos quando o casal não vai bem, vocês estão ensinando a normalizar um padrão de relacionamento que não é saudável nem benéfico. O melhor para meninos e meninas é ter bons exemplos de relacionamentos saudáveis e de pessoas que têm uma autoestima adequada e saibam se relacionar com assertividade, ou seja, com respeito pelos outros e o respeito a si mesmos.

Cortar ou aguentar?

Se você está se perguntando se deve terminar ou manter um relacionamento, a resposta é a primeira opção, pois palavras como "aguentar" ou "suportar" não são indicadores de que o relacionamento é saudável e benéfico.

Se você se identificar com vários dos sinais mencionados e tem certeza que o relacionamento não te dá o que você deseja e que não te faz feliz, é melhor deixá-lo. Por que é importante terminar um relacionamento que não funciona? Aqui você encontrará alguns motivos para deixar um relacionamento que não é saudável:

  • Porque ter um relacionamento não é obrigatório. Não é necessário ter um cônjuge, se é que faz sentido. Ter um cônjuge não é uma obrigação nem uma condição para nada, não será melhor nem pior por ter um cônjuge ou não tê-lo.
  • Porque você merece estar em paz. Um relacionamento tem sentido quando contribui para sua vida e para sua pessoa. Caso contrário, o que melhorará sua vida será terminar o relacionamento. O bem-estar depende do que você pensa e do que faz estarem em sintonia. Se você realmente acha que não é um relacionamento saudável e que não lhe faz bem, permanecer nele será uma fonte de desconforto contínuo e desnecessário.
  • Porque seu desenvolvimento pessoal é importante. A zona de conforto é o que você conhece. Embora não o faça feliz, é mais fácil ficar nela do que sair em uma aventura. No entanto, isso faz com que você permaneça estagnado/a. Aposte no seu crescimento pessoal e ouse viver novas experiências que lhe permitam aprender. Você ficará surpreso de suas próprias capacidades e habilidades.
  • Porque você é sua prioridade. Conhecer a si mesmo/a é essencial e, para isso, você precisa passar um tempo sozinho, reencontrar-se e reconstruir-se. Porque o relacionamento consigo mesmo/a é o mais importante e deve ser baseado no autocuidado. Se cuidar também é deixar de lado tudo o que você sabe que não lhe faz bem.
  • Porque você pode construir um relacionamento saudável. Porque enquanto você está ligado a esse relacionamento tóxico que não o faz feliz, estará perdendo o poder de começar um relacionamento saudável e benéfico.

Se você decidiu terminar o relacionamento, esse artigo pode te ajudar a enfrentar essa decisão difícil com o mínimo de danos possível para ambas as partes: Como terminar um relacionamento.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quando terminar um relacionamento?, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

Bibliografia
  • Congost, S. (2013). Cuando amar demasiado es depender. Oniro.
  • Riso, W. (2012). Ama y no sufras: cómo disfrutar plenamente de la vida en pareja. Vintage Español.
  • Society for Personality and Social Psychology. (2015). Couples who have sex weekly are happiest.

Escrever comentário sobre Quando terminar um relacionamento?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
LUCILENE DE LIMA
meu casamento anda muito estranho meu marido nao me acarecir e nem faz amor mais,vai fazer 5 mes q=assim procuro ele mais ele semire da uma desculpa..

Quando terminar um relacionamento?
Quando terminar um relacionamento?

Voltar ao topo da página