Partilhar

Codependência emocional no relacionamento

 
Por Marissa Glover, Psicóloga. 16 janeiro 2020
Codependência emocional no relacionamento

A codependência emocional no relacionamento, ao contrário do que geralmente se pensa, nem sempre é negativa. O ser humano, por natureza, precisa estar emocionalmente ligado com outra pessoa como mecanismo de subsistência. A primeira pessoa com a quem desenvolvemos esse vínculo de dependência emocional é o cuidador ou cuidadora que você tem desde seu nascimento, geralmente o pai, a mãe ou ambos. Quando somos adultos, buscamos esse vínculo afetivo em um relacionamento e, dependendo de quão saudável tenha sido o vínculo com as figuras de apego na infância, será o que temos com o parceiro na idade adulta. Contudo, como saber quando essa dependência emocional em relação ao parceiro é negativa? Até que ponto deixa de ser uma codependência saudável? Certamente, se você está se perguntando como superar a codependência emocional no relacionamento é porque sente que algo está errado ou por ter percebido que essa dependência está afetando seu relacionamento atual.

Neste artigo de Psicologia-Online, informaremos até que ponto a dependência emocional em relação à outra pessoa é saudável e, finalmente, daremos algumas dicas para que você possa saber como superar a codependência emocional no relacionamento.

O que é codependência emocional

Como superar a codependência emocional? Para começar é necessário que você saiba como é a dependência emocional saudável que você pode sentir em relação ao seu parceiro e que não deve gerar nenhum tipo de preocupação, para isso, explicaremos quais são as características que uma pessoa possui com esse tipo de dependência.

  • As pessoas com uma dependência emocional saudável desejam se relacionar de maneira próxima e íntima com os outros, no entanto não são muito sensíveis à rejeição e ao abandono.
  • Sabem desfrutar de um relacionamento sem se preocupar o tempo todo se serão abandonadas, traídas ou rejeitadas.
  • Buscam não apenas seu bem-estar ou o do seu parceiro ou parceira, mas que ambos estejam à vontade e satisfeitos dentro do relacionamento.
  • Sabem expressar suas necessidades, desejos e sentimentos para a outra pessoa sem ter que se submeter à repressão e nunca negociam a intimidade com o outro, isso é simplesmente adquirido.
  • Outra característica das pessoas com uma dependência emocional saudável é que, apesar de se sentirem dependentes do seu cônjuge e saberem que ele também é dependente deles, sentem-se livres para se desenvolver, desfrutar da vida e agir de acordo com seus valores pessoais, sem nunca ter que se sentir sacrificadas.
Codependência emocional no relacionamento - O que é codependência emocional

Codependência emocional: sintomas

Para saber em qual momento a dependência emocional em relação ao seu parceiro passa de saudável para negativa ou patológica, é necessário detectar alguns sintomas que a tornam evidente. Entre os sintomas principais de uma pessoa que está experimentando esse tipo de dependência, estão os seguintes:

  • Viver constantemente preocupado(a) que a pessoa amada vai deixar, trair ou rejeitar você.
  • Investir a maior parte do seu dia em pensamentos relacionados com seu relacionamento, relacionados com o medo que faz com que termine em algum momento, mesmo que embora tudo pareça estar indo bem.
  • Sentir-se intranquilo(a) quando você está longe do seu parceiro(a).
  • Deixar de lado a sua família e amigos para estar apenas com seu parceiro(a).
  • Permitir que sua felicidade dependa única e exclusivamente de seu relacionamento.
  • Querer estar o tempo todo com seu parceiro(a) e não dar seu espaço ou dar a si mesmo(a) esse espaço
  • Pensar que se seu parceiro(a) te deixar, sua vida não terá sentido.
  • Quando seu estado emocional depende de como seu parceiro se comporta com você. Então, se às vezes ele se comporta indiferente, outras afetuoso(a), outras ruim, etc., você vive com altos e baixos emocionais constantes.
  • Não deixa que seu parceiro(a) veja a sua família e/ou amigos, apenas quer que ele esteja com você.
  • Deixa de lado seus objetivos e interesses pessoais para agradá-lo(a) ou simplesmente para ter mais tempo com essa pessoa.

É muito importante saber que se estiver experimentado esses sintomas, deve superar a dependência emocional, para o bem do casal e da estabilidade emocional de ambos. A seguir, explicamos como superar a codependência emocional no relacionamento.

Codependência emocional no relacionamento - Codependência emocional: sintomas

Como tratar a codependência emocional

Como tratar a codependência emocional? Depois que detectamos que temos uma forte dependência emocional, é normal que nos perguntemos sobre o tratamento da dependência emocional ou suas soluções. Pois é o momento de obter ferramentas e soluções para saber como superar a codependência emocional no relacionamento. A seguir, mostramos 4 chaves para superar a dependência emocional após um término, do seu ex parceiro(a) ou do seu parceiro(a) atual.

  1. Reconheça que você tem um problema. O primeiro passo para começar a cura é reconhecer que temos um problema. Portanto, é necessário que você identifique e aceite que o tipo de dependência emocional que possui em relação ao seu parceiro (no caso) é negativo e está sendo prejudicial para você e para seu relacionamento.
  2. Identifique de que maneira está prejudicando você a dependência emocional. Faça uma reflexão sobre a maneira como está prejudicando a si mesmo(a) ser dependente negativamente do seu parceiro. Reflita também sobre a maneira como está prejudicando seu relacionamento. Você tem que ser totalmente consciente, não apenas de que é dependente, mas como ser o afetou e pode afetar cada vez mais em sua vida pessoal e em todos seus relacionamentos. Estar consciente lhe dará a motivação suficiente para que você possa começar uma mudança.
  3. Trabalhe para aumentar sua autoestima. As pessoas que são dependentes de outras de maneira negativa, não aprenderam a amar o suficiente a si mesmos e a se dar o valor que merecem. Todas as pessoas devem se sentir amadas, respeitadas e valorizadas por nós mesmo, porque apenas dessa maneira outra pessoa poderá fazer o mesmo conosco. Uma pessoa com uma alta autoestima dificilmente desenvolverá uma dependência emocional patológica em relação a outra. Portanto, se você gostaria de trabalhar para aumentar sua autoestima, uma das maneiras pelas quais você pode alcançá-la é que você procure um profissional para servir como guia e também ajudá-lo a consegui-la.
  4. Dedique tempo para si mesmo(a). Invista tempo em seus objetivos, hobbies e passatempos preferidos. É necessário que você dê prioridade também para passar um tempo consigo mesmo(a) e não deixe de lado aquilo que é apaixonado, pois é outra das coisas que dão sentido à nossa vida. Ao fazer isso, você aprenderá a ficar sozinho(a), mas acima de tudo a se divertir e não se sentir impotente ou ansioso(a) por não estar com seu parceiro(a).

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Codependência emocional no relacionamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Bibliografia
  • Riso, W. (2003). Amar o depender?: cómo superar el apego afectivo y hacer del amor una experiencia plena y saludable. Editorial Norma.
  • Villanueva, L. (2001). Algunas consideraciones para una terapia de pareja basada en la evidencia. De familias y terapias, 9(14), 7-30.

Escrever comentário sobre Codependência emocional no relacionamento

O que lhe pareceu o artigo?

Codependência emocional no relacionamento
1 de 3
Codependência emocional no relacionamento

Voltar ao topo da página