menu
Partilhar

Como praticar o desapego emocional

 
Por Sara Sanchis, Psicóloga especializada em Crescimento Pessoal. 3 setembro 2021
Como praticar o desapego emocional

O desapego emocional nos libera de algumas cargas emocionais inconscientes e nos permite caminhar de forma mais leve e nos abrindo os olhos para nossa verdadeira natureza humana. Praticar o desapego emocional com os diferentes elementos que nos são oferecidos neste mundo, é fundamental para romper as cadeias que nos ligam a funcionamentos insalubres para nós.

Neste artigo de Psicologia-Online, falaremos sobre como praticar o desapego emocional apresentando 5 técnicas que nos libertarão desse mecanismo inconsciente que nos liga a necessidades irreais para o ser humano.

Também lhe pode interessar: Codependência emocional no relacionamento

O que é desapego emocional

O apego é a necessidade vital do ser humano de se fundir com seu cuidador para obter a sensação de segurança e afago necessários e, graças aos quais, poderá entregar o seu melhor para o mundo em sua idade adulta em união a seus semelhantes.

Nas sociedades atuais, existem muitos aspectos que deveriam ser tratados e profundamente modificados para construir comunidades mais saudáveis e equilibradas. No entanto, nos encontramos imersos em desempenhos sociais que nos privam de tratamentos necessários na infância, que é a base principal para a construção de um apego seguro e, portanto, do equilíbrio emocional.

Posteriormente, para suprir as carências geradas nessas fases iniciais de nossas vidas, nos oferecem todos os tipos de "doces", com a intenção de cobrir, aparentemente, essa necessidade inicial do apego não suprido.

Então, o que é o desapego? Diante da inexistência de um apego seguro durante a infância, passamos a nossa vida tentando suprir esse vazio emocional, buscando todos os tipos de elementos que nos permitam cobrir essa necessidade original humana de nos sentirmos atendidos e cuidados.

Desde então, nos apegamos a pessoas e todos os tipos de objetos (casas, carros, dinheiro, trabalho etc.) com a falsa crença de que nosso desassossego interior será finalmente suprido.

O desapego emocional supõe a liberação de todos esses falsos apegos e acontece quando tomamos consciência da falsa contribuição que eles possuem em nossa vida, e a dor e frustração contínua que nos acarreta ao seguirmos agarrados a eles.

Tomar consciência para alcançar o desapego emocional

Como desapegar das coisas? Para iniciar o processo de desapego, será necessário, em primeiro lugar, tomarmos consciência de quais são os elementos de nossa vida pelos quais estamos apegados. Para detectar esses elementos, basta focarmos naqueles elementos, pessoas ou ações que necessitamos possuir, contatar ou realizar de forma bastante compulsiva como uma maneira de acalmar nosso desassossego interior.

Na realidade, o apego não se refere exclusivamente a pessoas e objetos, como costumamos compreender de forma genal, mas todos os tipos de vícios são reflexos de apegos aos quais não abrimos mão como forma de suprir nossas necessidades básicas que não foram contempladas.

Trabalhar o processo do desapego emocional

Certamente teremos vários apegos, mas será impossível nos desapegarmos de todos eles de uma só vez. Dessa forma, outra técnica para trabalhar o desapego emocional é escolher um de nossos apegos para trabalhar o processo.

Assim, uma vez que todas aquelas coisas às quais estamos apegados sejam detectadas, escolheremos uma delas para iniciar esse processo de desapego emocional. Uma vez que sejamos capazes de nos liberar desse primeiro elemento, abordaremos, em seguida, todos os demais, graças ao fortalecimento interior alcançado pelo maior grau de liberdade real que a liberação de todos esses apegos nos proporciona progressivamente.

Neste artigo, você encontrará mais informações sobre o que é o apego inseguro e como lidar com ele.

Analisar o processo interno que o apego produz

Se você se pergunta como trabalhar o desapego emocional, uma vez que um dos primeiros apegos foi identificado, é necessário analisar quais são as orientações que você escuta internamente e que faz com que continue apegado a esse elemento, ou seja, quais pensamentos, emoções e ações levam a isso.

Uma vez que você visualizou e entendeu o processo interno que nos leva a continuarmos apegados, nos disporemos a rejeitá-lo. O modo mais sensível e direto de rejeitar e parar esse processo interno é realizar a ação contrária àquela que nosso pensamento está nos indicando para essa situação.

Esse processo de rejeição é a batalha mais dura com a qual teremos que lidar, já que diante cada tentativa de deter esse processo automático e inconsciente, iremos produzir internamente esse mal-estar original que sentíamos em nossa infância, e que, na realidade, segue conosco, porém "escondido" pelos apegos que mantemos. Assim que para contrariá-lo, essa é umas das técnicas de desapego emocional.

Buscar alternativas saudáveis no lugar dos apegos

Uma vez iniciado o processo de desapego emocional, devemos, ainda que seja muito doloroso, não fugir do mal-estar que sentimos, que, na realidade, é o que temos feito até o momento. Essa "não fuga" irá nos permitir continuar nos fortalecendo e irá reduzir a força desse mal-estar.

Uma vez feito esse processo, outra das técnicas de desapego emocional que pode ser colocada em prática é a busca por alternativas saudáveis no lugar dos apegos para curar nossas feridas. Para isso, você deve seguir o seguinte processo:

  1. Avaliar a dor que sentimos.
  2. Identificar qual é a sua origem.
  3. Tomar consciência de ambas as coisas.
  4. Procurar soluções saudáveis que cubram de forma efetiva e curem essa ferida.

Uma vez abordado o primeiro apego, poderemos realizar o mesmo processo com os seguintes elementos detectados. Se trata de um processo complicado que nos afronta com medos e inseguranças e com mecanismos de defesa fortemente enraizados dentro de nós. Por esse motivo, recomendamos que você realize esse processo de desapego emocional acompanhado/a por um/a profissional qualificado/a.

Meditação guiada para o desapego emocional

Outra técnica para praticar o desapego emocional é a meditação. Existem muitas formas de praticá-la, e os tipos de meditação são muito distintos entre eles. Dessa forma, se você não sabe como começar a meditar para trabalhar o desapego emocional, o melhor é procurar alguém que te ensine. Por isso, a meditação guiada é uma boa opção para te ajudar a conseguir isso.

Descubra como fazer meditação em casa e, se deseja saber mais, neste artigo, te explicaremos técnicas de meditação para iniciantes.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como praticar o desapego emocional, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Bibliografia
  • BARÓN, M. O., Zapiain, J. G., & Apodaca, P. (2002). Apego y satisfacción afectivo-sexual en la pareja. Psicothema, 469-475.
  • DELGADO, A. O., & Oliva Delgado, A. (2004). Estado actual de la teoría del apego. Revista de Psiquiatría y Psicología del Niño y del Adolescente, 4(1), 65-81.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como praticar o desapego emocional
Como praticar o desapego emocional

Voltar ao topo da página