Partilhar

Teste de dominância cerebral de Herrmann

 
Por Claudia Pradas Gallardo. Atualizado: 3 dezembro 2019
Teste de dominância cerebral de Herrmann

Hoje em dia, são muitas as ferramentas projetadas com o propósito de determinar nossa personalidade ou explicar nosso comportamento. Da psicanálise de Freud às novas técnicas de neuroimagem, existem muitas teorias e estudos cujo objetivo é investigar nossa mente.

O teste da dominância cerebral de Herrmann é baseado no modelo dos quatro quadrantes do próprio autor: Ned Herrmann. Qual parte domina sua mente? Você é uma pessoa mais lógica ou emocional? Descubra tudo sobre o teste de dominância cerebral de Herrmann nesse artigo de Psicologia-Online.

O que é a dominância cerebral

Essa teoria proposta pelo próprio Ned Herrmann, une dois modelos anteriormente criados: o modelo dos hemisférios cerebrais (hemisfério direito e esquerdo) e o modelo triúnico de McLean[1] sobre o córtex cerebral e límbico. Ned Hermann descreve quatro partes ou quadrantes nos quais o cérebro está dividido:

  1. Zona cortical esquerda (A)
  2. Quadrante límbico esquerdo (B)
  3. Quadrante límbico direito (C)
  4. Zona cortical direita (D)

Cada quadrante processa um conjunto de habilidades e capacidades como a lógica, gerenciamento de emoções ou a capacidade comunicativa. De acordo com a teoria da dominância cerebral, você pode ter um quadrante mais ou menos desenvolvido, e essa característica pode determinar grande parte do seu comportamento.

O teste HBDI

Para poder determinar qual quadrante predomina em nossa mente, Ned Herrmann desenvolveu um teste de 160 perguntas que mostrava o quadrante que determinava melhor suas capacidades, pensamentos e comportamentos.

É importante comentar que ninguém tem apenas um quadrante desenvolvido, todos temos alguma coisa de lógica, pensamento criativo e de emoções, o que determina o questionário HBDI é até que ponto um quadrante pode determinar sua personalidade.

Anexamos uma imagem para que você compreenda melhor no que consiste a dominância cerebral e o teste de Herrmann:

Teste de dominância cerebral de Herrmann - O que é a dominância cerebral

Teste dos hemisférios cerebrais ou lateralidade cerebral?

Em primeiro lugar, é importante comentar que o HBDI não se trata de um teste de hemisférios cerebrais ou lateralidade cerebral, neste caso, a dominância cerebral é determinada nas, já conhecidas, quatro partes ou quadrantes descritos por Herrmann. Em seguida, definimos em que consiste cada quadrante:

Quadrante A: o lógico

Uma pessoa cujo processamento é principalmente cortical esquerdo terá um estilo de personalidade frio, calculista e pouco emocional. Elas são conhecidas como "especialistas" e são aqueles indivíduos que se destacam nos testes de lógica e matemática.

Quadrante B: o organizador

A parte límbica esquerda de nosso sistema cerebral é responsável por analisar com cautela nosso ambiente, portanto, esta zona predomina em nosso processamento cerebral, teremos um modo de pensamento controlado, detalhado e bem organizado.

Quadrante C: o emocional

Aquelas pessoas cujo quadrante predominante seja o límbico direito, terão um modo de pensamento emocional, expressivo e sensível. São indivíduos altamente sensíveis que gostam de criar e manter laços interpessoais com os outros.

Quadrante D: o criativo

A maneira de pensar de uma pessoa com o quadrante cortical direito predominante é intuitiva, integradora e muito imaginativa. São pessoas criativas, inovadoras e com um mundo interior muito rico.

Teste de dominância cerebral de Herrmann - Teste dos hemisférios cerebrais ou lateralidade cerebral?

Teste de dominância cerebral de Herrmann

Você quer saber qual quadrante predomina em seu cérebro? A seguir, mostramos uma pequena prova desse teste HBDI de dominância cerebral. Para fazer isso, basta pegar papel e caneta e escrever a opção que melhor se ajusta à sua personalidade.

Lembre-se que, por ser uma adaptação da escala original, os resultados são indicativos e você deve procurar um especialista para que ele aplique a prova original.

Prova online do teste de dominância cerebral

Quando um bom amigo, parceiro ou familiar vem até mim porque tem um problema...

  1. Não me preocupo se o problema não é consideravelmente grave
  2. Escrevo uma lista com as possíveis soluções
  3. Abraço essa pessoa e sinto muito por ela
  4. Crio um plano para ajudá-la

No momento de estudar antes de fazer um exame...

  1. Eu realmente tenho gostado muito de fazer exercícios para me preparar para o exame
  2. Elaboro um plano de estudo, conciliando descanso com horas de concentração
  3. Fico muito nervoso/a e sinto muita ansiedade, sobretudo no dia anterior
  4. Procuro notas divertidas, faço desenhos para me lembrar e elaboro técnicas para lembrar nomes e datas

O que busco em um parceiro é...

  1. Uma pessoa com quem compartilhar conhecimentos e sabedoria
  2. Procuro alguém compatível com minha personalidade, agradável e que eu considere atrativo/a
  3. Amor e paixão, gosto de sentir muitas emoções no meu relacionamento
  4. Alguém com quem compartilhar aventura e novas experiências

Quando tenho uma discussão familiar...

  1. Não me envolvo demais, apenas observo como os outros se comportam
  2. Analiso como cada membro da família se comporta e tento agir de acordo.
  3. Começo a chorar, não suporto ver como minha família brigam, são pessoas que eu amo muito
  4. Procuro a melhor maneira de acalmar o ambiente e invento alguma dinâmica ou jogo, se necessário

Quando tenho um pressentimento ou um palpite...

  1. Não costumo ter esse tipo de sentimentos
  2. Penso porque lamento e tento encontrar a explicação mais razoável de tal pressentimento
  3. Fico muito feliz, adoro sentir como minha mente tenta me dizer algo
  4. Sigo esse palpite, não costumo estar enganado nunca

Meu trabalho ideal seria...

  1. Professor/a de matemática, física ou empresário/a
  2. Administrador/a, contador ou gerente
  3. Psicólogo/a, jornalista ou assistente social
  4. Arquiteto/a, compositor/a, escritor/a, poeta ou designer

Interpretação do teste de dominância cerebral

Depois de responder todas as perguntas do teste de dominância cerebral, você deve seguir estas simples instruções:

  • Cada resposta é pontuada de acordo com o número que a precede. Por exemplo, se na primeira pergunta, você respondeu com a afirmação número 2, você terá 2 pontos.
  • Você deve somar todas as pontuações, o valor final deve oscilar entre 6 e 24 pontos.

Em seguida, você pode saber qual hemisfério cerebral predomina em seu comportamento:

De 1 a 6 pontos: quadrante predominante A (lógico-matemático)

De 6 a 12 pontos: quadrante predominante B (organizado- analista)

De 12 a 18 pontos: quadrante predominante C (emocional-sensitivo)

De 18 a 24 pontos: quadrante predominante D (intuitivo-imaginativo)

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Teste de dominância cerebral de Herrmann, recomendamos que entre na nossa categoria de Testes psicotécnicos e de agilidade mental.

Referências
  1. MacLean, Paul D. (1990). The triune brain in evolution: role in paleocerebral functions. Nueva York: Plenum Press

Escrever comentário sobre Teste de dominância cerebral de Herrmann

O que lhe pareceu o artigo?

Teste de dominância cerebral de Herrmann
1 de 3
Teste de dominância cerebral de Herrmann

Voltar ao topo da página