Partilhar

Teste de Wartegg: o que é e interpretação

 
Por Marissa Glover, Psicóloga. 20 novembro 2019
Teste de Wartegg: o que é e interpretação

O teste Wartegg é um teste psicotécnico que é utilizado no processo de seleção de pessoal. Trata-se de um teste psicológico projetivo que, para algumas pessoas, pode ser bastante ameaçador, em parte porque é bastante estranho e muitas vezes imprevisível. O objetivo deste tipo de teste psicológico é conhecer algumas características da personalidade do entrevistado em questão, bem como suas preferências, a maneira como se relaciona com os outros, entre outras coisas.

Em que consiste esse teste? Quais aspectos mede exatamente? E, acima de tudo, como é interpretado? Neste artigo de Psicologia-Online falaremos do Teste de Wartegg: o que é e interpretação, explicaremos tudo em detalhe.

Também lhe pode interessar: Teste de Ishihara: placas e interpretação

Teste de Wartegg: o que é esse teste psicotécnico

O teste de Wartegg foi criado por Erik Wartegg em 1940[1] e mais tarde foi aperfeiçoado em 1960[2] por Biedma e Alfonso. Esse teste psicológico projetivo, na realidade é bastante simples, é aplicado em um período curto de tempo e, por ser um teste subjetivo, interpretá-lo é bem fácil, principalmente quando o profissional que o faz já tem um certo grau de experiência.

Resultados do Teste Wartegg

O teste de Wartegg consiste basicamente em realizar um desenho dividido em 8 quadrantes que estão sobre um fundo branco. A razão pela qual são executados sobre um fundo branco é para favorecer que a pessoa projete sobre o desenho (figura-fundo). O teste contém 8 quadros de 4 cm por 4 cm cada um e estão limitados entre si por uma moldura grossa preta.

Para iniciar a realização do teste, se sugere que a pessoa que complete os desenhos que estão em cada quadro com um lápis, enfatizando que não existe nenhuma regra sobre a maneira de elaborar os desenhos e que não tem com que se preocupar, pois não importa se sabe desenhar bem ou não, já que isso não é o que será avaliado no teste e, portanto, é totalmente irrelevante.

Uma vez finalizados os desenhos, é solicitado ao candidato que enumere os quadros da maneira que desejar, a fim de seguir uma ordem consecutiva. Por fim, é solicitado que, nas 8 linhas que estão na parte inferior, ele coloque o título do que desenhou de acordo com o número que cada quadro tenha com seu respectivo desenho.

Teste de Wartegg: o que é e interpretação - Teste de Wartegg: o que é esse teste psicotécnico

O que o teste de Wartegg mede?

O teste projetivo de Wartegg, como já vimos, é dividido em oito quadros e cada um deles mede uma característica diferente da personalidade. A seguir, explicaremos em que consiste cada uma delas:

  • Primeiro quadro: Autoconceito. Nessa parte é avaliada a forma pela qual a pessoa percebe a si mesma de maneira consciente e até inconsciente (autoconceito). Por meio deste quadro, é possível determinar se a pessoa tem uma visão positiva ou negativa dela mesma. Isso determinará se, por exemplo, confia nela mesma para resolver problemas ou não, se é indecisa, se é uma pessoa imatura emocionalmente, etc.
  • Segundo quadro: Afetividade. Esse aspecto mede o grau de sensibilidade e empatia que a pessoa tem em relação aos outros.
  • Terceiro quadro: Ambições. Esse campo avalia a tendência da pessoa em relação a sua autorrealização e pretensão de alcançar suas metas e objetivos vitais.
  • Quarto quadro: Conteúdos inconscientes. Esse campo avalia a maneira como a pessoa geralmente se comporta diante de suas repressões e ansiedades inconscientes. Ou seja, a atitude que ela demonstra diante de conflitos que podem surgir interna ou externamente.
  • Quinto quadro: Gerenciamento de energia vital. Esse aspecto refere-se à maneira na qual a pessoa gerencia seus impulsos, a maneira como gerencia sua impulsividade, para onde dirige sua energia vital, como reage diante da adversidade e qual é a técnica que utiliza para alcançar o que deseja.
  • Sexto quadro: tipo de raciocínio. Esse campo é importante para conhecer o valor que a pessoa dá a sua própria capacidade intelectual, sua capacidade de síntese e análise e se tende mais para o subjetivo ou para o objetivo.
  • Sétimo quadro: Atitude interpessoal na área de trabalho. Essa seção refere-se à atitude e à capacidade da pessoa para se relacionar com as outros à nível de trabalho. Ou seja, mede aspectos como a sensibilidade, o comportamento afetivo, a atitude de serviço, a capacidade para trabalhar em equipe, etc.
  • Oitavo quadro: Capacidade para se comprometer com as normas. Como o nome diz, trata-se do grau de compromisso que a pessoa mostra em relação ao respeito das normas e valores estabelecidos.
Teste de Wartegg: o que é e interpretação - O que o teste de Wartegg mede?

Como interpretar o Teste de Wartegg

Agora que você conhece mais profundamente o teste Wartegg e o que ele mede, apresentamos algumas das interpretações para cada quadro que podem ser realizadas.

Primeiro quadro: Autoconceito.

  • Quando é feito um desenho muito grande ou bastante remarcado, isso pode ser um indicador negativo, pois mostra uma necessidade de autoafirmação.
  • Se o desenho é multiplicado ou é observado como um tipo de transparência, geralmente é um indicador de um autoconceito ruim e, portanto, de insegurança.
  • Quando o desenho é sombreado de maneira delicada e artística, isso é geralmente um indicador de uma acentuada tendência intelectual e natural, no entanto, quando é sombreado de maneira grosseira e muito marcada, é avaliado como uma tendência à ansiedade e/ou depressão.

Segundo quadro: Afetividade.

  • Desenhar rostos indica uma grande tendência ao contato com outras pessoas. Quando o desenho do rosto mostra algum limite, pode ser interpretado como uma tendência a manter limites com os outros.
  • Desenhos de natureza indicam uma boa capacidade para se relacionar com as outras pessoas em ambientes onde exista confiança.
  • Quando é desenhado um animal, é necessário levar em consideração o tipo de animal, pois dependendo disso, podemos conhecer a maneira como a pessoa se relaciona com os outros e como percebe as relações interpessoais.
  • Quando desenham objetos é um indicador que a pessoa geralmente evita relacionamentos interpessoais e que tende muito para a intelectualização, que ela utiliza como mecanismo de defesa.

Terceiro quadro: Ambições.

  • Quando as linhas do estímulo são prolongadas ou aumentam como se fosse um edifício de forma irregular, é um indicador de pouca organização.
  • Quando desenham escadas que terminam em uma plataforma, isso pode ser um indicador de que está satisfeito com o que foi alcançado ou que a pessoa está parada em suas metas.
  • Quando as três linhas se unem, é um indicador que a pessoa tem poucas ou nenhuma ambição pessoal e que só sabe identificar e trazê-las para a luz quando o ambiente externo exige.

Quarto quadro: Conteúdos inconscientes.

  • Recomenda-se que a pessoa realize esse desenho por último.
  • Quando o quadro é sombreado, é um indicador que a pessoa não sabe como reagir diante de conflito ou que tende à depressão.
  • Quando o quadro é alterado, geralmente indica que a pessoa mostra muitos altos e baixos emocionais.
  • Quando objetos com conteúdo infantil são desenhados, comumente reflete que a pessoa geralmente age de maneira imatura diante dos problemas.
  • Desenhos de quadros ou xadrez, é um indicador de que a pessoa é bastante estratégica e calculista.

Quinto quadro: Gerenciamento de energia vital.

  • Se a pessoa une os estímulos e os inclina para a direita em diagonal é um indicador de dinamismo. Se os inclina para a esquerda, significa que a pessoa tende mais para a passividade.
  • Quando os estímulos não estão unidos, mas têm um direcionamento, significa que a pessoa tem muita energia, mas não sabe como canalizá-la de maneira adequada.
  • Quando objetos são desenhados, é um indício da não canalização da energia.

Sexto quadro: Tipo de raciocínio.

  • Fazer dois desenhos diferentes, mas associados, indica uma melhor capacidade de associação do que de síntese.
  • Fazer desenhos que não têm relação entre si indica uma grande capacidade de associação, análise e síntese.
  • Quando o estímulo não é levado em consideração, pode indicar que o indivíduo tem pouca segurança em suas capacidades.

Sétimo quadro: Atitude interpessoal na área de trabalho.

  • Respeitar o estímulo indica uma tendência a manter uma boa qualidade nos relacionamentos.
  • Quando é desenhado algo infantil, é um indicador de imaturidade sexual e emocional.

Oitavo quadro: Capacidade para se comprometer com as normas.

  • Quando o desenho é feito abaixo do estímulo, é um sinal de um alto nível de filiação.
  • Se o desenho está acima do estímulo, indica um alto nível de crítica e dificuldade em se adaptar às normas.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Teste de Wartegg: o que é e interpretação, recomendamos que entre na nossa categoria de Testes psicotécnicos e de agilidade mental.

Referências
  1. Wartegg, E. (1940). Schichtdiagnostik. Der Zeichentest (WZT). Einführung in die experimentelle Graphoskopie.
  2. Biedma, C. J., & d'Alfonso, P. G. (1960). El lenguaje del dibujo (No. 159.937). Kapeluz,.
Bibliografia
  • Guia para el analisis e interpretación Wartegg 8 campos - PSICORG. (s.f.). Acessado a 2 novembro de 2018, disponível em: em https://es.scribd.com/doc/127870915/Guia-para-el-analisis-e-interpretacion-Wartegg-8-campos-PSICORG

Escrever comentário sobre Teste de Wartegg: o que é e interpretação

O que lhe pareceu o artigo?

Teste de Wartegg: o que é e interpretação
1 de 3
Teste de Wartegg: o que é e interpretação

Voltar ao topo da página