Partilhar

Dificuldade para gozar: o que é a anorgasmia

 
Por Equipe editorial. 11 janeiro 2021
Dificuldade para gozar: o que é a anorgasmia

O orgasmo: Santo Graal e objetivo de toda relação sexual. Deixando de lado a questão de se o orgasmo deve ou não ser o objetivo final, a verdade é que essa é uma das melhores sensações que nosso corpo pode experimentar. Há tantas expectativas, mitos e perguntas em torno do orgasmo, e tão pouca educação sobre ele que pode haver um sentimento de pressão para tentar alcançá-lo. Será que isso é, de fato, um problema?

Neste post de Psicologia-Online discutimos a dificuldade para gozar e o que é a anorgasmia. Entenda o fenômeno a seguir.

Também lhe pode interessar: Falta de desejo feminino: o que fazer

O que é a anorgasmia

O orgasmo é uma intensa sensação de prazer que altera nossa consciência e é acompanhada por um estado de bem-estar e prazer. Normalmente é conseguido através de estímulos eróticos e sexuais, mas há pessoas que conseguem chegar ao orgasmo apenas com sua imaginação.

No outro extremo está a anorgasmia, que é a dificuldade ou incapacidade de ter orgasmos apesar da excitação e estimulação sexual adequadas. Esta condição pode ocorrer em ambos os sexos, embora tenha sido relatada mais em mulheres.

Anorgasmia feminina

A anorgasmia feminina, antes denominada de maneira equivocada de "frigidez sexual", é a inibição (pode ser retardada ou ausente) da resposta orgásmica após uma fase de excitação normal produzida por estímulos apropriados. Não está relacionada ao tamanho da vagina ou dos músculos pélvicos.

De acordo com o DSM-V, pode ser também uma redução na intensidade das sensações orgásmicas. A variável da idade é conta, já que ocorre frequentemente entre jovens porque a capacidade orgástica feminina aumenta com a idade, variedade de estimulação e autoconhecimento do corpo. Mesmo assim, até 10% das mulheres não experimentam um orgasmo em sua vida.

Anorgasmia masculina

A disfunção orgásmica masculina (DOM), que inclui a ejaculação retardada ou ausente, é um problema mais comum do que pensamos, que tem sido e continua a ser mantido em silêncio pela pressão social que liga a masculinidade dos homens à capacidade de ejacular. Da mesma forma, em nossa cultura, o orgasmo masculino está ligado à ejaculação, mas em outras culturas eles diferenciam entre orgasmo e ejaculação, como no sexo tântrico, onde o orgasmo sem ejaculação é praticado.

A ejaculação retardada, também chamada de inibição orgástica, é caracterizada pela ausência persistente ou atraso do orgasmo após uma fase de excitação sexual normal. A ereção é mantida, mas não ocorre nenhuma ejaculação, e pode levar a anorgasmia porque as relações sexuais se tornam desagradáveis.

Alguns fatores a serem considerados são que geralmente ocorre durante a relação sexual, mas não com masturbação (a maioria consegue atingir o orgasmo manualmente ou oralmente), e que ele aumenta com a idade, especialmente depois dos 50 anos.

Causas da dificuldade para gozar

Embora a etiologia da anorgasmia não seja totalmente clara, a dificuldade em atingir o orgasmo pode ter vários fatores de risco relacionados:

Fatores biológicos e fisiológicos

Entre eles:

  • Problemas neurológicos (tais como esclerose múltipla ou Parkinson);
  • Lesões da medula espinhal;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Diabetes;
  • Problemas hormonais (como hiperprolactemia, por exemplo);
  • Desordens urogenitais e ginecológicas.

Causas psicológicas

Costumam ser mais frequentes e incluem:

  • Problemas de ansiedade e depressão;
  • Estresse;
  • Abuso sexual ou emocional passado;
  • Vergonha;
  • Sensação de inferioridade;
  • Crenças culturais e/ou religiosas;
  • Distúrbios de auto-imagem;
  • Necessidade de controle excessivo;
  • Medo de falhar;
  • Alcoolismo e tabagismo.

Medicamentos

A ingestão de certos medicamentos pode ter como efeito colateral a inibição orgásmica. Os tipos de drogas em que este efeito foi mais observado são:

  • Antidepressivos;
  • Antipsicóticos;
  • Anti-histamínicos;
  • medicamentos para pressão sanguínea.

Relacionamentos interpessoais

Dependendo de como eles são, podem ser um fator influente na capacidade de chegar o orgasmo. Por exemplo:

  • Comunicação falha entre o casal;
  • Problemas na performance sexual da outra pessoa;
  • Conflitos entre o casal, falta de privacidade, ente outros.

Influência sociocultural

Tabus sociais e educação inadequada e insuficiente também são problemas que, embora mais indiretamente, aumentam a dificuldade de chegar ao orgasmo.

Como saber se tive um orgasmo

O orgasmo é o ápice da resposta sexual. Embora nem todos os orgasmos sejam iguais, há uma série de indicadores pelos quais podemos saber se chegamos o orgasmo.

Quando atingimos o clímax, há uma onda de contrações dos músculos pélvicos circunvaginais e uterinos, no caso das mulheres, e contrações rítmicas da glândula prostática, das vesículas seminais e do canal deferente que impulsionam o sêmen para a base da uretra, no caso dos homens. Além da tensão muscular, também é comum experimentar o aumento da pressão arterial e o aumento da frequências cardíaca e respiratória.

Além disso, tudo isso é frequentemente acompanhado por uma sensação de prazer gratificante e bem-estar subjetivo.

Como ter um orgasmo em 5 conselhos

Se você sente dificuldade para chegar ao orgasmo durante as relações sexuais, sugerimos seguir essas dicas para que você se conheça e melhore a sua experiência com a sua sexualidade:

  • Procure um/a especialista: se você não sabe o que está causando seu problema, é melhor visitar alguém que seja um especialista no assunto para te ajudar a identificar a causa e recomendar a melhor solução. A anorgasmia é tratada por profissionais da psicologia, sexologia, psiquiatria, andologia e ginecologia.
  • Explore e experimente com seu corpo: muitas pessoas que nunca tiveram um orgasmo também nunca tiveram tempo para explorar e experimentar para descobrir o que gostam e o que lhes dá mais prazer.
  • Comunique-se: se este problema só existe quando você está em um relacionamento, é muito provável que a origem esteja na comunicação, ou melhor, na falta dela, por causa da vergonha e de outras barreiras.
  • Jamais finja: não se faz um favor a ninguém fingindo orgasmos quando se está em um relacionamento. A outra pessoa não só não sabe que não está fazendo direito, mas pensará que o que funciona para você é fazendo assim. Além disso, você vai ficar sem orgasmos e perder a chance de tentar algo diferente para chegar lá.
  • Vida saudável: exercitar-se e seguir uma dieta saudável e equilibrada ajuda a reduzir significativamente muitos dos fatores de risco de anorgasmia, tanto biológicos quanto psicológicos.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Dificuldade para gozar: o que é a anorgasmia, recomendamos que entre na nossa categoria de Sexologia.

Bibliografia
  • American Psychiatric Association (2014). Manual Diagnóstico y Estadístico de los Trastornos Mentales. 5a edición. Editorial Médica Panamericana
  • Kelly, M. P., Strassberg, D. S., & Turner, C. M. (2004). Communication and associated relationship issues in female anorgasmia. Journal of Sex and Marital Therapy, 30(4), 263–276. https://doi.org/10.1080/00926230490422403
  • Lipshultz, L. I., Pastuszak, A. W., Goldstein, A. T., Giraldi, A., & Perelman, M. A. (2016). Management of sexual dysfunction in men and women: An interdisciplinary approach. In Management of Sexual Dysfunction in Men and Women: An Interdisciplinary Approach. https://doi.org/10.1007/978-1-4939-3100-2
  • Speir, E., Shekhani, H., & Peters, G. (2017). Temporary Anorgasmia Following Uterine Artery Embolization for Symptomatic Uterine Fibroids. CardioVascular and Interventional Radiology, 40(11), 1792–1795. https://doi.org/10.1007/s00270-017-1776-0

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Dificuldade para gozar: o que é a anorgasmia
Dificuldade para gozar: o que é a anorgasmia

Voltar ao topo da página