Partilhar

Assédio psicológico: o que é, tipos, causas e consequências

 
Por Equipe editorial. 13 agosto 2020
Assédio psicológico: o que é, tipos, causas e consequências

O assédio psicológico é um conjunto de comportamentos abusivos na forma de atitudes, palavras, mensagens ou gestos que fragilizam e danificam a identidade e/ou a dignidade física da pessoa que sofre com ele. Em alguns casos, é um problema difícil de detectar que pode causar danos de forma progressiva, já que, para falar de assédio psicológico, os comportamentos devem aparecer de forma insistente e não isolada. Neste artigo de Psicologia-Online, explicaremos o que é o assédio psicológico, abordando tanto o conceito quanto os seus tipos, causas e consequências.

O que é o assédio psicológico

Na prática, os termos assédio psicológico, assédio moral e mobbing são intercambiáveis. No entanto, há nuances entre eles que os diferenciam. Neste artigo nos concentraremos em definir o que é exatamente o assédio psicológico.

O assédio psicológico, segundo o catedrático em psicologia e psiquiatria José Luis González de Rivera, é entendido como a manutenção persistente e intencional de pautas de maltrato psicológico, que se concretizam em certas ações. Por exemplo:

  • Ameaçar, ridicularizar, criticar, perseguir uma pessoa...
  • Induzir sentimentos negativos como medo, confusão, insegurança nela...
  • Interferir em suas dinâmicas mentais, dificultar a realização de suas tarefas, sobrecarregar de exigências e expectativas que a pessoa não pode cumprir...

8 Tipos de assédio psicológico

Os tipos de assédio psicológico são os seguintes:

Assédio escolar ou bullying

O assédio escolar consiste em qualquer tipo de maltrato ou agressão psicológica, físicos ou verbais, praticados dentro do ambiente escolar, mas não necessariamente durante as aulas. O assediador intimida de forma reiterada a vítima conhecida de seu âmbito escolar, seja sozinho ou em grupo.

Assédio sexual

Comportamentos intimidantes ou de coação de natureza sexual, sejam físicos, não verbais ou psicológicos, o qual estamos tratando no momento. Todos os comportamentos diferentes englobados aqui podem acontecer em graus diferentes, passando de leves e incômodos a perigosos.

Assédio profissional ou mobbing

Esta forma de assédio se caracteriza por acontecer dentro do ambiente de trabalho. Geralmente acontece em maior grau de forma psicológica, através de zombarias, ameaças, propagação de boatos... Existe a possibilidade de que estes comportamentos acabem em violência, mas nem sempre acontece. A característica habitual é que o entorno de trabalho se converte em uma fonte de estresse potente.

Cyberbullying

Assédio virtual. O assediador utiliza de meios digitais para produzir suas ofensas ou fazer a vítima se sentir incômoda. A principal motivação do assediador é criar mal-estar psicológico e emocional na vítima em questão.

Cyberbullying escolar

Modalidade do assédio virtual já mencionado, e mais frequente. Acontece no ambiente escolar e também é uma forma de bullying, já que normalmente é mais uma forma de manter o assédio (através do mundo virtual).

Assédio físico ou stalking

Consiste em perseguir de forma invasiva e constante a vítima, com a finalidade de estabelecer contato com esta contra a vontade dela. É um tipo de assédio verdadeiramente incômodo.

Assédio imobiliário

Comportamentos praticados por proprietários de habitações ou imóveis para conseguir que os inquilinos decidam abandonar o edifício ou cancelar o contrato de aluguel contra sua vontade. É caracterizado por comportamentos que buscam criar um entorno hostil, seja no plano material como no social, e pode ir desde cortar o gás, luz ou água até efetuar depredações na habitação e se negar a consertar.

Assédio familiar

Comportamentos e atitudes de assédio que acontecem dentro de um ambiente familiar.

Assédio psicológico: o que é, tipos, causas e consequências - 8 Tipos de assédio psicológico

Causas do assédio psicológico

As causas do assédio psicológico são diversas. As mais frequentes são os sentimentos de ciúmes e inveja que os assediadores sentem em relação à vítima, assim como a percepção que estes têm do outro por alguma característica distintiva, seja a cor, a classe social... Também existem fatores ambientais que geram conflitos e são possíveis causadores de assédios futuros.

No caso específico do mobbing, que é uma tipologia muito comum dentro do assédio psicológico, também acontece pelo fato de que a vítima não se deixa manipular e nem se submete ao assédio. Quando uma pessoa não aceita o status quo da organização, frequentemente pode surgir um assédio psicológico maior. A demonstração de poder por parte do assediador é também um fator chave, sobretudo no ambiente de trabalho.

Consequências do assédio psicológico

As consequências psicológicas derivadas deste tipo de assédio podem chegar a ser devastadoras. Um fator chave deste tipo de assédio é a baixa autoestima, já que é possível não ser apenas uma consequência, mas também uma das causas pela qual a pessoa não se defende. Entre os problemas mais comuns derivados do assédio psicológico encontramos: ansiedade, estresse, isolamento, mudanças de humor, irritabilidade, vícios, insônia, depressão... Além disso, as vítimas frequentemente podem demorar a perceber que estão sofrendo este tipo de assédio.

Em alguns casos é comum que entre as consequências apareça:

  • Transtorno de estresse pós-traumático. Comportamentos estressantes que se repetem durante tanto tempo, que a vítima se sente alerta e estressada não apenas psicologicamente, mas também fisicamente.
  • Transtorno adaptativo. Mostrar um mal-estar maior que o esperado em resposta a uma situação estressante e uma piora significativa da atividade social e profissional.
  • Transtorno de ansiedade generalizada. Preocupação e ansiedade excessivas sobre uma ampla gama de atividades, que se prolonga por ao menos seis meses, e provoca no indivíduo um estado constante de insegurança. Aqui você pode ver os sintomas e o tratamento do transtorno de ansiedade generalizada.
  • Transtornos de humor. Sentimentos e estados depressivos, insônia, sentimentos de inutilidade ou culpa, diminuição da capacidade de concentração...

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Assédio psicológico: o que é, tipos, causas e consequências, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Bibliografia
  • Ávila, A. & Bernal, V. & Alzate, L. (2016). ¿Cuales son las causas y consecuencias del acoso laboral o mobbing? Revista Electrónica Psyconex,8(13).
  • González, J.L. (2005). El acoso psicológico y sus dinámicas. Las claves del mobbing, Editorial EOS. Recuperado de: https://luisderivera.com/wp-content/uploads/2012/02/2005-EL-ACOSO-PSICOLOGICO-Y-SUS-DINAMICAS.pdf
  • Trujillo, M.M. & Valderrabano, M.L. & Hernández, R. (2007). Mobbing: historia, causas, efectos y propuesta de un modelo para las organizaciones mexicanas. INNOVAR. Revista de Ciencias Administrativas y Sociales,17(29).

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Assédio psicológico: o que é, tipos, causas e consequências
1 de 2
Assédio psicológico: o que é, tipos, causas e consequências

Voltar ao topo da página