Partilhar

Não consigo memorizar o que eu estudo

Não consigo memorizar o que eu estudo

O estudo é um trabalho exigente que todos os estudantes realizam. Um motivo comum de frustração é não memorizar as informações estudadas após o esforço investido na tarefa. Existem diferentes motivos cotidianos pelos quais essa circunstância pode ocorrer. Razões que explicaremos em detalhes nesse artigo muito interessante.

Porque identificar a causa é a melhor maneira para encontrar um remédio adequado. Por que não consigo memorizar o que eu estudo? Em Psicologia-Online, listamos as causas e oferecemos dicas práticas para melhorar seus resultados acadêmicos através de um plano de ação eficaz.

Não consigo memorizar o que eu estudo

É possível que todos passemos por isso em algum momento. Se você está pensando "não consigo memorizar nada os freios que afetam seus resultados acadêmicos:

1. Estudar no último momento

É um erro frequente começar a revisar quando restam apenas alguns dias para a data do exame. Estudar às pressas dificulta os resultados, especialmente no ensino médio ou na universidade.

Nesse caso, é recomendável que você estabeleça um calendário de estudo para dedicar um tempo objetivo para as diferentes matérias. Invista mais tempo naqueles assuntos que são mais complexos para você.

2. Ambiente de aprendizagem

Alguns hábitos também podem dificultar a compreensão. Por exemplo, na era das novas tecnologias, os estudantes que ficam na frente dos livros com a interrupção constante do celular sentem como essas pausas contínuas geram a atenção dispersa que quebra com o bom ritmo de concentração. Isso também acontece quando você estuda com música alta ou quando vai à biblioteca com alguns dos seus colegas de classe e as conversas interrompem de maneira recorrente o objetivo principal.

Escolha um local confortável, silencioso e com boa iluminação. Tenha apenas o material que vai utilizar nesse momento sobre a mesa para preparar esse assunto.

3. Falta de compreensão

Ocasionalmente, os alunos levam um tempo para procurar a ajuda de um professor particular e, deste modo, acumulam desconhecimento em relação ao assunto. Isso torna cada vez mais difícil para o aluno se concentrar e encarar com uma atitude positiva o assunto.

Essa é uma das razões pelas quais é conveniente assistir às aulas de reforço nos primeiros sintomas de dificuldade.

As dificuldades de leitura também afetam o nível de compreensão de um assunto. E, portanto, esse é um freio visível no estudo, inclusive, em assuntos científicos.

4. Hábitos inadequados

O propósito de estudar para um exame não deve fazer você se esquecer do mais importante: seu próprio bem-estar. Por exemplo, o cuidado com seu descanso, a alimentação, a prática de exercícios físicos e o cultivo do tempo livre. Seu nível de energia não é infinito e o cérebro não é uma máquina.

5. Humor

Quando uma pessoa vive um período de tristeza intensa, esse nível de desconforto, marcado pelas preocupações, altera a disposição do aluno no estudo de uma maneira natural. Nesse tipo de situação, tem que fazer um sobre-esforço extra para se concentrar nos livros, como os professores bem sabem.

As circunstâncias pessoais também afetam os resultados acadêmicos, sem que isso signifique que o aluno não esteja envolvido.

Não consigo memorizar o que eu estudo - Não consigo memorizar o que eu estudo

Como não esquecer o que estudou: 5 truques

Como estudar e não esquecer? Te oferecemos 5 dicas que ajudam a memorizar o que você estudou:

  1. Utilize as técnicas de estudo que mais ajudam a reforçar o aprendizado: o sublinhado, os esquemas, os mapas conceituais ou as regras mnemônicas. Além disso, os mapas interativos também podem ser especialmente práticos em algumas matérias, por exemplo, geografia.
  2. Combine o tempo de estudo em casa com os momentos de revisão na biblioteca para quebrar a rotina e desconectar-se de casa. Ao ir à biblioteca, é recomendável que você tenha mais opções de escolher o lugar que mais gosta e onde você se sente mais confortável.
  3. Não confunda o estudo com a memorização literal das frases. É importante que razões e reflexões sejam feitas sobre o que foi aprendido para compreendê-lo e, assim, poder expressá-lo com suas próprias palavras.
  4. Fragmente os temas extensos em partes menores para poder cobrir a unidade gradualmente. Deste modo, seu nível de motivação aumenta ao fazer com que o difícil seja mais fácil.
  5. Antes de começar a sublinhar, é muito importante que você realize uma leitura geral do tema para ter uma visão do conteúdo. A partir de então, sublinhe uma primeira ideia principal por parágrafo utilizando uma cor marcante que se destaca sobre o restante.

6 técnicas de memorização

  1. Promova o hábito da leitura. É altamente recomendável que você não leia apenas por obrigação ao estudar um texto e se conecte com o deleite da leitura por prazer, pois ao fortalecer a compreensão da leitura, você também aumenta sua própria capacidade de aprendizado. Se você chegou à conclusão de que não gosta de ler, essa ideia está errada. Você simplesmente não encontrou o gênero pelo qual é apaixonado.
  2. Promova sua autonomia em relação aos recursos tecnológicos. Embora você tenha a possibilidade de consultar na agenda os números de telefone de seus contatos, na realidade, é recomendável que você saiba de cor quais números costuma usar. Da mesma forma, realize os cálculos matemáticos do dia a dia sem utilizar calculadora.
  3. Quebre a rotina. Quando você fica na sua zona de conforto, fica preso às margens da realidade conhecida. Pelo contrário, a novidade é um estímulo para a mente.
  4. Utilize um relógio de pulso para verificar a hora em vez de usar o celular. Deste modo, você evita as interrupções tecnológicas quando você está estudando. Por sua vez, dedique um tempo realista aos objetivos de aprendizagem.
  5. Promova a ordem exterior em sua casa, pois existe uma relação direta entre o espaço em que você se coloca e sua própria percepção interior. A desordem externa aumenta o caos, por outro lado, a ordem facilita a harmonia e a paz interior. Antes de se sentar em seu escritório para estudar, organize a mesa.
  6. Desfrute de uma dieta saudável e equilibrada, pois os alimentos são uma fonte de energia física e mental. Transforme em um hábito o prazer de começar cada nova jornada com um bom café-da-manhã.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Não consigo memorizar o que eu estudo, recomendamos que entre na nossa categoria de Educação e técnicas de estudo.

Escrever comentário sobre Não consigo memorizar o que eu estudo

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Hiummy-Chan UWU
continuo sem lenbrar o q eu estudo mais quen sabe outras pessoas conseguiran dou 5 estrelas

Não consigo memorizar o que eu estudo
1 de 2
Não consigo memorizar o que eu estudo

Voltar ao topo da página