Partilhar

Teoria de ensino de Bruner

 
Por Equipe editorial. Atualizado: 20 agosto 2019
Teoria de ensino de Bruner

O psicólogo e pedagogo estadunidense Jerome Bruner desenvolveu, na década de 60, uma teoria de aprendizagem de índole construtivista, conhecida como aprendizagem por descoberta. A característica principal desta teoria é o fato de promover que um aluno adquira os conhecimentos por ele mesmo. Bruner considera que os estudantes devem aprender através de uma descoberta guiada que tem lugar durante uma exploração motivada pela curiosidade.

Logo, o trabalho do professor não é explicar conteúdos terminados com princípio e final claros, mas sim proporcionar o material adequado para estimular os seus alunos através de estratégias de observação, comparação e análises de semelhanças e diferenças. Nesse artigo de Psicologia-Online, falaremos sobre as teorias de aprendizagem de Bruner.

Teoria de Bruner: aprendizagem por descoberta

O objetivo do ensino por descoberta é que os alunos cheguem a descobrir como funcionam as coisas de uma forma ativa e construtiva. O seu foco é direcionado a favorecer capacidades e habilidades para a expressão verbal e escrita, a imaginação, a representação mental, a solução de problemas e a flexibilidade mental.

Dentro da proposta elaborada por Jerome Bruner, se expõe que a aprendizagem não deve ser limitada a uma memorização mecânica de informação ou de procedimentos, mas sim conduzir o educado ao desenvolvimento da sua capacidade para solucionar problemas e pensar sobre a situação que enfrenta. A escola deve levar à descoberta de caminhos novos para resolver os problemas antigos e à resolução de problemáticas novas de acordo com as características atuais da sociedade.

Algumas implicações pedagógicas da teoria de Bruner levam o professor a considerar elementos como a atitude do estudante, a compatibilidade, a motivação, a prática das habilidades e o uso da informação na resolução de problemas, assim como a capacidade para manejar e usar o fluxo de informação na resolução dos problemas.

Na teoria do desenvolvimento intelectual de Bruner, portanto, é muito importante a habilidade do educado para assimilar e memorizar o aprendido e, posteriormente, transferir essa aprendizagem a outras circunstâncias da sua vida, executando-a desde a sua própria visão do mundo.

O papel do tutor no desenvolvimento intelectual

Bruner assinala a importância de uma interação sistemática e permanente entre o educando e o professor ou tutor, assim como com os seus colegas, para facilitar o desenvolvimento intelectual. Essa deve ser uma relação de respeito mútuo, comunicação, diálogo e disposição para o processo de ensino e aprendizagem.

Teoria de ensino de Bruner - Teoria de Bruner: aprendizagem por descoberta

Jerome Bruner: teoria dos sistemas de representação mental

Representação mental é um sistema ou conjunto de regras através das quais se pode conservar o que é experienciado em diferentes acontecimentos.

  • Inativo: conhecer algo através da ação.
  • Icônico: através um um desenho ou uma imagem.
  • Simbólico: são empregues símbolos, como a linguagem.

O desenvolvimento supõe um domínio dessas três formas de representação e sua tradução parcial de um sistema a outro. Esses devem ser inculcados tanto na escola como nas vivências cotidianas.

Teoria da instrução de Bruner

Para Bruner, a educação é o resultado global das influências familiares, comunitárias, culturais e de formação acadêmica que um determinado grupo humano oferece aos seus membros. Por sua parte, a instrução consiste em conduzir o aprendiz através de uma sequência de definições e redefinições sobre um problema ou corpo de conhecimentos que aumenta a sua habilidade para captar, transformar e transferir o que foi aprendido.

Características dessa teoria: é prescritiva, ou seja, define regras e procedimentos para adquirir conhecimentos e habilidades. Além disso, proporciona os critérios para avaliar o ensinamento ou a aprendizagem. Dentro dessa parte, pretende que a instrução seja flexível e dinâmica.

Aspectos a considerar

  • A ativação. O primeiro passo para uma aprendizagem significativa é conseguir que o aluno esteja motivado. Segundo Bruner, esta depende em grande medida da ativação que o educador consegue despertar nos alunos, através de uma planificação cuidadosa, com originalidade e imaginação, com integração da informação nova com a já conhecida, partindo do conhecimento prévio do estudante, e com a capacidade de modificar a estratégia quando necessário.
  • A manutenção. Não basta ativar o aluno no início da aula, o seu interesse deve ser mantido durante toda a sessão de estudo.
  • A direção. A aprendizagem deve seguir determinada sequência em função da complexidade dos conceitos implicados. Para isso, o educador deve estar familiarizado com a teoria subjacente e poder relacioná-la com as situações práticas.

Elementos constituintes

  • Especificação das experiências que fazem que um indivíduo tenha predisposição para a aprendizagem.
  • Especificação da estrutura adequada de um corpo de conhecimento.
  • Assinalar as consequências mais eficazes nas quais se devem apresentar os materiais que se vão aprender.
  • O ritmo de aprendizagem de cada aluno.
  • Grau de prêmios e recompensas e castigos.
  • As explicações de Bruner sobre a aprendizagem e o ensino.

Para Bruner, aprender é desenvolver a sua capacidade para resolver conflitos e pensar sobre uma situação que se enfrenta. Aprender algo é conhecer esse algo.

A educação contempla a responsabilidade de ensinar os estudantes a pensar e a descobrir caminhos para resolver problemas antigos com métodos novos, assim como buscar solução para novos problemas para os quais as velhas fórmulas não são adequadas. É preciso ajudar o estudante a ser criativo, a inovar, a encarar emergências e imprevistos.

Teoria de ensino de Bruner - Teoria da instrução de Bruner

Teoria de Bruner: implicações pedagógicas do método de descoberta

Graças às teorias de ensino de Bruner, podemos propôr um novo método psicopedagógico. Este método implica criar um ambiente especial em aula que seja favorável, considerando os seguintes elementos:

  • A atitude do estudante: propiciar a discussão ativa, consideração de problemas de interesse, que ilustre situações analisadas, que assinale pontos essenciais em uma leitura feita ou que tente relacionar fatos teóricos com assuntos práticos.
  • A compatibilidade: o saber novo deve ser compatível com o conhecimento que o aluno já possui, caso contrário a sua compreensão e assimilação adequadas não seriam possíveis.
  • A motivação: que o estudante chegue a sentir a emoção de descobrir.
  • A prática das habilidades e o uso da informação na resolução dos problemas: a aprendizagem por descoberta exige uma integração total da teoria com a prática. Por esse motivo, o educador deve criar situações concretas em que os alunos podem fazer uma aplicação adequada dos conceitos teóricos adquiridos.
  • Aplicação de fórmulas: verdadeira integração entre a teoria e a prática e não uma simples repetição de uma fórmula que apenas será útil em algumas ocasiões.
  • A importância da claridade ao ensinar um conceito: através de uma seleção de conteúdos, para evitar brindar demasiadas ideias que podem provocar confusão.

Benefícios do ensino por descoberta

Os partidários das teorias de aprendizagem de Bruner veem na aprendizagem por descoberta os seguintes benefícios:

  • Serve para superar as limitações da aprendizagem tradicional ou mecanicista.
  • Estimula os alunos a pensar por eles mesmos, considerar hipóteses e tratar de confirmá-las de uma forma sistemática.
  • Potencia as estratégias metacognitivas, ou seja, se aprende a aprender.
  • Fortalece a autoestima e a segurança.
  • Potencia a solução criativa dos problemas.

É especialmente útil para aprender idiomas estrangeiros, uma vez que os alunos têm um papel muito ativo, fomentando o uso de técnicas para analisar a linguagem, deduzir como funcionam as normas e aprender com os erros.

Teoria de ensino de Bruner - Benefícios do ensino por descoberta

Teoria de Bruner: modos de representação

  • Representação atenuante: antes dos dois anos, a compreensão das coisas, pelas ações com a experiência externa.
  • Representação icônica: dos dois aos seis anos, explicar os assuntos, por diversos sentimentos, por imagem ou esquema especial.
  • Representação simbólica: depois dos seis anos, compreende o ambiente pelo idioma, símbolo abstrato. Em suma, Bruner considera o desenvolvimento cognitivo através das ações, imagens, idiomas e símbolo abstrato. Ele insiste nas etapas, integrativo e continuidade e também afetado pela cultura.

Teoria do andaime de Bruner

Jerome Bruner também desenvolveu uma teoria interessante sobre um conceito que ele mesmo desenvolveu: a teoria os andaimes. Pode ser definida como um método de descoberta guiado onde se distinguem duas funções principais: o educador ou professor e o aluno. A teoria do andaime de Bruner propõe um método onde o professor oferece conhecimentos de uma maneira natural, sem forçar as sessões educativas. Desse modo, a aprendizagem ativa é fomentada.

Aprendizagem por descoberta: exemplos e elementos

Bruner enfocou os seres humanos em como escolher, conservar e transformar conhecimento, podendo transcender informação concreta e obter uma compreensão abstrata.

Estrutura cognitiva: Bruner defende que o conhecimento tem estrutura, o processo de ensino é ajudar o estudante a ter estrutura de conhecimento.

Conceito e classificação: conceito é o elemento principal de compor conhecimento e a classificação é um dos métodos para compor o conhecimento.

Pensamento indutivo: Bruner considera que, em aula, o processo de aprendizagem deve usar forma indutiva, oferecer exemplos específicos, e os estudantes devem estudar os exemplos.

O processo cognitivo - Bruner afirma que o processo de aprendizagem consiste em:

  • Obter nova informação
  • Transformar nova informação
  • Confirmar a racionalidade da informação.

Os objetivos educativos da teoria cognitiva da descoberta são:

  • A educação deve ajudar o estudante a desenvolver o poder de resolver o problema.
  • A educação deve ajudar o estudante a impulsionar-se a ele mesmo para aprender.
  • A educação deve desenvolver o poder do estudante em relação à aprendizagem eficaz.
  • A educação deve educar o estudante para ter uma virtude honesta.
Teoria de ensino de Bruner - Aprendizagem por descoberta: exemplos e elementos

Teoria de ensino de Bruner: conclusões

Jerome Bruner mantém claramente a sua posição em relação à importância na aprendizagem da aquisição das ferramentas necessárias para a resolução de problemas que lhe sejam apresentados. Além disso, em todo o momento resgata que os conhecimentos novos que são apresentados aos estudantes devem estar relacionados com os que ele já possui.

É fundamental mencionar que a motivação, assim como as adequadas estratégias de ensino, são elementos fundamentais para a aprendizagem dos meninos e das meninas. Para isso, o educador deve, dentro da sua planificação, ter em conta aspetos sociais, familiares, culturais e outros, fe forma a que a aprendizagem realmente seja assimilada pelo sujeito.

Dentro do desenvolvimento dos processos de ensino e aprendizagem, a forma e o ritmo a que os estudantes aprendem devem ser tomados em conta na hora de realizar a planificação da instrução.

Como todas as teorias construtivistas, na sua teoria de aprendizagem, Bruner também toma em conta que a instrução deve ser realizada através da interação de todos os participantes no processo, deixando o ensino memorialístico e mecânico que de momento se usa no sistema educativo nacional de lado. A mesma foi convertida em uma simples memorização e reprodução de fórmulas que, logo após o exame, são descartadas pela mente e usadas em muitos poucos casos em situações semelhantes.

Dentro do âmbito da psicopedagogia, é fundamental analisar a forma como os processos de instrução ocorrem, de forma a poder dar uma volta a essas formas tradicionais e pouco significativas para os estudantes e, dessa forma, poder brindar novas estratégias que cumprem como os requisitos atuais da população atendida.

É claro que a aprendizagem, desde a perspetiva construtivista, não é a simples repetição de conceitos, procedimentos e outros, referindo-se realmente à capacidade do indivíduo de conseguir a flexibilidade da sua mente e a faculdade para pensar, de forma a que cada experiência lhe ofereça novos conhecimentos verdadeiramente úteis para a sua vida, através da interação com ele mesmo e com o seu ambiente.

Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel

“O fator mais importante que influencia na aprendizagem é o que o aluno sabe”.

É uma teoria cognitiva e, como tal, tem por objeto explicar teoricamente o processo de aprendizagem. Se preocupa com os processos de compreensão, transformação, armazenamento e uso da informação involucrados na cognição. A estrutura cognitiva de um indivíduo é um complexo organizado resultante dos processos cognitivos através dos quais adquire e usa o conhecimento.

Novas ideias e informações podem ser aprendidas e retidas na medida em que conceitos relevantes ou adequados se encontrem claros e disponíveis na estrutura cognitiva do indivíduo e sirvam de âncora para novas ideias e conceitos. Quando novas informações adquirem significado para o indivíduo através da interação com conceitos existentes, a aprendizagem é significativa de acordo com Ausubel.

Ausubel considera que para que obter aprendizagens significativas, devem ser cumpridas três condições:

  • Significatividade lógica do material
  • Significatividade psicológica do material
  • Atitude favorável do aluno

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Teoria de ensino de Bruner, recomendamos que entre na nossa categoria de Educação e técnicas de estudo.

Escrever comentário sobre Teoria de ensino de Bruner

O que lhe pareceu o artigo?

Teoria de ensino de Bruner
1 de 5
Teoria de ensino de Bruner

Voltar ao topo da página