Psicologia clínica

Como vencer a fobia social

 
Anna Badia Llobet
Por Anna Badia Llobet, Psicóloga e redatora. 10 janeiro 2022
Como vencer a fobia social

Muitas pessoas ficam nervosas em situações sociais, como falar em público ou trabalhar em equipe, algo completamente normal. Mas, as pessoas com fobia social apresentam níveis de ansiedade muito altos em situações como estas. Sua ansiedade pode levá-las a evitar atividades sociais cotidianas, interferindo em sua vida.

A identificação precoce e a prevenção são essenciais para que essa ansiedade não acabe limitando completamente a vida da pessoa. Neste artigo de Psicologia-Online, te explicamos como vencer a fobia social e, assim, poder voltar a ter controle de sua vida.

Índice
  1. O que é fobia social
  2. Causas da fobia social
  3. Como vencer a fobia social

O que é fobia social

Antes de revelar os conselhos para vencer a fobia social, é importante que reservemos um momento para conhecer do que se trata este transtorno. Ficar nervoso em situações sociais nas quais estamos expostos é algo normal. Dar um discurso em um casamento, fazer uma apresentação para a classe, entre outras, são situações que favorecem o nervosismo e a ansiedade.

No entanto, para as pessoas com fobia social ou transtorno de ansiedade social, agir ou falar diante de outros, ou em eventos sociais, significa uma ansiedade excessiva. Elas têm medo de serem julgadas, criticadas, humilhadas diante dos outros, até mesmo nas situações mais comuns.

A fobia social pode ocorrer antes ou durante a situação temida:

  • Situações que implicam uma ação em público: dar um discurso ou ser observado enquanto está realizando alguma tarefa.
  • Situações que implicam uma interação social: um jantar com amigos, um happy hour...

Sintomas da fobia social

Os sintomas comuns da fobia social incluem sintomas físicos, comportamentais e emocionais.

Sintomas físicos

  • Vermelhidão
  • Falta de ar
  • Náuseas, dor de estômago
  • Tremores
  • Coração acelerado
  • Suor
  • Tontura

Sintomas emocionais

  • Autoconsciência e ansiedade excessivas em situações sociais cotidianas
  • Preocupação excessiva durante dias, semanas ou meses antes da situação social
  • Medo extremo de ser observado ou julgado por outros, sobretudo pessoas desconhecidas
  • Medo de agir de uma forma que cause vergonha ou humilhação
  • Medo de que os outros percebam que você está nervoso/a

Sintomas comportamentais

  • Evitar situações sociais até o ponto de limitar as atividades da vida diária da pessoa
  • Uma vez que não foi possível evitar a situação social, a pessoa permanece quieta e tenta passar despercebida para evitar ser o centro de atenção e assim, não sentir vergonha
  • Necessidade de levar sempre alguém como acompanhante
  • Beber em situações sociais para acalmar os nervos

As pessoas com fobia social procuram evitar situações nas quais tenham medo de agir de uma forma que as humilhe ou cause vergonha. Se evitar não é possível, suportarão a situação, mas com altos níveis de ansiedade e estresse, e inclusive tratarão de sair da situação o mais rápido possível. Isto pode ter um efeito negativo muito importante em suas relações pessoais, profissionais e, portanto, em sua vida diária.

Como vencer a fobia social - O que é fobia social

Causas da fobia social

Da mesma forma que ocorre com outros transtornos mentais, a fobia social pode ser resultado de uma complexa interação de vários fatores. Pouquíssimos transtornos de ansiedade têm uma causa única. Alguns dos fatores que podem gerar ansiedade social são:

Causas familiares

Muitas vezes a fobia social provém da família de duas formas diferentes:

  • Pode ter um componente genético que implique maior predisposição a desenvolver fobia social.
  • Através do aprendizado é possível adquirir uma série de comportamentos. Se seus pais ou algum familiar possuem fobia social, você pode adquirir algum desses comportamentos.

Reforço

O reforço é um problema comum em muitos transtornos e acontece em muitas interações. Por exemplo, se você tem certo nível de ansiedade e está mantendo uma conversa com uma pessoa e considera que disse algo constrangedor, as emoções negativas reforçam o medo de falar com uma pessoa, e pode fazer com que a fobia social piore. Ao longo de nossa vida temos numerosas interações e cada uma delas poderia reforçar o comportamento de medo.

Traumas

Qualquer trauma, especialmente em situações sociais, pode criar ansiedade social. Por exemplo, o assédio escolar ou abuso físico podem dar lugar à fobia social. Muitas causas diferentes podem favorecer a aparição da fobia social e, através das interações, podem piorar.

Pouca experiência

Se você nunca interagiu muito com outras pessoas, as situações sociais geram níveis mais altos de ansiedade, podendo produzir fobia social. Isto é algo que pode ocorrer nas gerações de hoje em dia, já que, em muitos casos, substituem as relações sociais "cara a cara" pelas relações "online".

Estas são algumas das possíveis causas, mas não são todas. Na maioria dos casos o desenvolvimento da fobia social é complexo.

Neste outro artigo te revelamos os tipos de fobia social, além de suas características e exemplos.

Como vencer a fobia social

Se os níveis de ansiedade experimentados em situações sociais interferem na vida da pessoa, o tratamento é uma opção adequada. Aqui você tem os melhores conselhos para superar a fobia social e conseguir voltar a desfrutar de situações com mais pessoas de uma forma calma e relaxada.

Terapia psicológica

De todas as terapias psicológicas, a terapia cognitivo-comportamental mostrou bons resultados para tratar o transtorno de ansiedade social. Ela se baseia em detectar quais pensamentos afetam as emoções e comportamentos da pessoa. Se a forma de pensar sobre situações sociais que te provocam altos níveis de ansiedade é alterada, você se sentirá melhor.

A terapia cognitivo-comportamental inclui:

  • Aprender a controlar os sintomas físicos de ansiedade mediante técnicas de relaxamento ou exercícios de respiração.
  • Modificação dos pensamentos negativos que favorecem a ansiedade social, substituindo-os por outros mais adequados.
  • Enfrentar as situações sociais temidas de forma gradual em função da dificuldade.
  • Exercícios de papéis para treinar habilidades sociais em situações temidas. Consiste na atuação, gravação e observação de si mesmo para trabalhar situações que deixam uma pessoa ansiosa. Assim, se pratica e se prepara para enfrentar às situações sentindo-se cada vez mais cômodo e experimentando níveis mais baixos de ansiedade.

Tratamento farmacológico

Os psicofármacos geralmente são usados para aliviar os sintomas de ansiedade. Geralmente pode ser considerado como uma ajuda nos casos mais graves, junto com psicoterapia. Os mais usados são:

  • Benzodiazepinas: agem de forma rápida. No entanto, possuem um efeito muito sedativo e aditivo, portanto são prescritos apenas quando outras medicações não funcionaram.
  • Antidepressivos: podem ser úteis quando a fobia social é grave e debilitante.
  • Betabloqueadores: são usados para aliviar a ansiedade. Não afetam os sintomas emocionais provocados por ela, mas ajudam a controlar os sintomas físicos como tremores, suor...

Se você está buscando maneiras para vencer a fobia social, experimente fazer estes exercícios de respiração para relaxar.

Como vencer a fobia social - Como vencer a fobia social

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como vencer a fobia social, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
Como vencer a fobia social