Partilhar

As 15 fobias mais comuns e sua definição

 
Por Claudia Pradas Gallardo. 4 junho 2020
As 15 fobias mais comuns e sua definição

Ter uma fobia específica de algo significa sofrer uma reação de medo e pânico exagerado diante do estímulo que tanto nos atormenta. De acordo com a psicologia, as fobias se distinguem do medo por serem respostas desproporcionais e sem um motivo aparente. Atualmente, muitas pessoas sofrem de algum tipo de fobia específica, de fato, são um dos principais motivos de consulta em terapia. Mas quais são as fobias mais comuns?

A seguir, oferecemos uma definição dos tipos de medo segundo a psicologia e uma lista detalhada das 15 fobias mais comuns em nossa sociedade. Se você quer conhecer mais profundamente quais são as fobias que afetam mais pessoas, não hesite em continuar lendo este interessante artigo de Psicologia-Online, onde você encontrará a lista de fobias mais comuns.

Fobias

Antes de começar este artigo sobre as 15 fobias mais comuns, vamos explicar o que é uma fobia. Uma fobia é definida como uma resposta de medo exagerada, irracional e incontrolável a um estímulo. A origem das fobias pode ser uma experiência traumática própria ou a mera observação de um evento negativo. Ou seja, não precisamos necessariamente passar por um evento traumático para desenvolver uma fobia.

As fobias têm níveis diferentes de acordo com o desconforto que produzem e os comportamentos de fuga que a pessoa com tal fobia apresenta.

  • Por exemplo, não é o mesmo ter medo de altura, mas ser capaz de escalar uma montanha que experimentar uma crise de ansiedade se nos debruçamos por uma varanda mesmo no primeiro piso.

Tipos de medo

O que é o medo em psicologia? É importante definir os diferentes tipos de medo, já que alguns são mais adaptativos que outros. Podemos distinguir os medos irracionais dos racionais, os exagerados dos controláveis e os específicos dos gerais.

  • Por exemplo, a fobia de agulhas é um medo exagerado, irracional e específico (direcionado apenas a um estímulo). Por outro lado, algumas pessoas que experimentam ansiedade social sofrem de um tipo de medo generalizado, irracional, mas controlável por meio de terapia.
As 15 fobias mais comuns e sua definição - Fobias

Lista das fobias mais comuns

As fobias mais comuns em nossa sociedade são as seguintes:

  1. Agorafobia: fobia de espaços abertos
  2. Acrofobia ou medo de alturas
  3. Medo de voar ou aerofobia
  4. Claustrofobia
  5. Fobia de agulhas ou aicmofobia
  6. Coulrofobia ou fobia de palhaços
  7. Fobia social
  8. Glossofobia ou medo de falar em público
  9. Hemofobia
  10. Escotofobia
  11. Tripofobia
  12. Aracnofobia
  13. Fobobia
  14. Tanatofobia
  15. Cinofobia

A seguir, explicaremos em que consiste cada um dos tipos de medos mais comuns.

1. Agorafobia: fobia de espaços abertos

A agorafobia é uma das fobias mais comuns. As pessoas que sofrem de agorafobia são caracterizadas por sofrer de ansiedade e muito desconforto psicológico quando enfrentam espaços abertos. A agorafobia tem alguns sintomas marcantes que são os seguintes:

  • Medo de sair na rua
  • Temor irracional de ficar sozinho/a
  • Mudanças de humor e irritabilidade
  • Sintomas de ansiedade em um espaço aberto
  • Tendência a evitar as reuniões sociais

2. Acrofobia ou medo de alturas

O medo de alturas é uma das fobias mais comuns em nossa sociedade. Isso ocorre porque é um medo adaptativo. Ou seja, a nível evolutivo, é normal ter medo de alturas, pois são situações potencialmente perigosas para nossa integridade física.

No entanto, quando a acrofobia ou medo de alturas é estendido à estímulos menos perigosos (subir uma escada, inclinar-se para fora de uma varanda, subir uma montanha...), torna-se uma fobia que devemos tratar para poder ter uma vida normal e tranquila.

As 15 fobias mais comuns e sua definição - 2. Acrofobia ou medo de alturas

3. Medo de voar ou aerofobia

Intimamente ligado com o medo que comentamos anteriormente, a aerofobia é definida como o medo de aviões e de voar em geral. A aerofobia também é uma das fobias mais comuns, derivada de um medo adaptativo. A aerofobia ou medo de voar, geralmente se baseia na crença ou no medo de sofrer um acidente durante o voo. Essa fobia pode ser muito incapacitante, pois não permite que muitas pessoas façam voos e viajem nesse meio de transporte.

O tratamento para a aerofobia é geralmente a terapia cognitiva para tratar diretamente com a crença e o medo. No entanto, para esses casos, expor-se diretamente ao estímulo pode acabar sendo uma terapia bastante eficaz.

4. Claustrofobia

Outra das fobias mais comuns e conhecidas é a claustrofobia. Também conhecida como o medo de espaços fechados, a claustrofobia é definida como o medo irracional de estar em um lugar pequeno e sem acesso ao exterior, como um elevador, por exemplo. O medo de espaços limitados pode ser manifestado na forma de ataques de ansiedade, transpiração, tensão...

A claustrofobia, como muitos medos e fobias, possui diferentes níveis de gravidade: desde certa ansiedade ao entrar em um sala pequena a um pânico terrível que impede a pessoa em questão de entrar em um local fechado.

As 15 fobias mais comuns e sua definição - 4. Claustrofobia

5. Fobia de agulhas ou aicmofobia

A aicmofobia, outra das fobias mais comuns e habituais, é o medo incontrolável de agulhas ou algum objeto pontiagudo. Essa fobia tem sua origem em nosso instinto de sobrevivência e a resposta inconsciente de não querer ser prejudicado. No entanto, quando esse medo se torna exagerado e incontrolável, deve ser tratado imediatamente, pois pode ser um impedimento para a realização de algum tipo de procedimento médico.

As 15 fobias mais comuns e sua definição - 5. Fobia de agulhas ou aicmofobia

6. Coulrofobia ou fobia de palhaços

Coulrofobia, é assim que a fobia de palhaços é chamada. A coulrofobia é um medo muito comum que geralmente tem sua origem durante a infância, a fobia de palhaços é um fenômeno experimentado por mais pessoas do que pensamos. Alguns especialistas afirmam que a coulrofobia ou medo de palhaços ocorre como resposta adaptativa a um estímulo diferente e desconcertante. Outras pessoas simplesmente afirmam que os palhaços são aterrorizantes, tanto por causa da maquiagem como pelos gestos que utilizam.

  • Um estudo de 2008 realizado em diferentes hospitais determinou que o uso de palhaços para reduzir os níveis de ansiedade não era uma proposta eficaz[1] . Além disso, outro estudo realizado na Inglaterra afirma que as crianças experimentam maiores níveis de desconforto e ansiedade quando o quarto do hospital é decorado com estampas relacionadas à palhaços.
As 15 fobias mais comuns e sua definição - 6. Coulrofobia ou fobia de palhaços

7. Fobia social

Apesar de não ser uma fobia específica diante de um estímulo, queremos destacar a fobia social neste artigo sobre as 15 fobias mais comuns, pois, conforme indicada por sua prevalência (entre 3 e 13%), a fobia social é um dos tipos de fobias mais comuns. Definimos a fobia social como um estado de ansiedade e grande desconforto quando estamos rodeados de pessoas ou quando temos que participar de um evento onde mais pessoas vão participar. Alguns dos sintomas da fobia social são:

  • Evitar se relacionar com os outros
  • Habilidades sociais limitadas
  • Dificuldade para estabelecer vínculos íntimos
  • Sensação de tontura, sufocamento ou ansiedade por estar cercado de pessoas
As 15 fobias mais comuns e sua definição - 7. Fobia social

8. Glossofobia ou medo de falar em público

A glossofobia ou medo de falar em público é outra das fobias mais comuns. A glossofobia pode estar relacionada com a ansiedade social que comentamos anteriormente. Muitas pessoas não se divertem quando têm que falar em público, no entanto, a glossofobia pode chegar a provocar ataques de pânico realmente sérios. Um dos fatores relacionados com o medo de falar em público pode ser uma personalidade tímida e introvertida.

As 15 fobias mais comuns e sua definição - 8. Glossofobia ou medo de falar em público

9. Hemofobia ou hematofobia

Mais conhecida como medo de sangue, a hemofobia ou hematofobia é caracterizada por uma sensação de tontura (e até desmaios) ao ver sangue e também é uma das fobias mais comuns e habituais. Esse medo está relacionado com a aicmofobia (medo de agulhas), portanto, as pessoas com hemofobia geralmente evitam as agulhas e os objetos cortantes.

Uma das limitações das pessoas com hemofobia é que elas possuem muita dificuldade para ajudar alguém que sofreu um acidente, pois ficam tontas ao ver sangue e isso não lhes permite estar cientes dessa pessoa.

10. Escotofobia

Pode não parecer pelo nome, mas o medo do escuro é uma das fobias mais comuns atualmente. A explicação para a escotofobia é baseada no medo do desconhecido e na incapacidade de saber o que nos rodeia. Aqui você encontrará as causas do medo do escuro em adultos explicadas profundamente.

Nosso medo é desencadeado por não estarmos preparados para um possível ataque e as pessoas que sofrem de medo do escuro não são capazes de gerenciar corretamente essas emoções.

As 15 fobias mais comuns e sua definição - 10. Escotofobia

11. Tripofobia

Nesta lista das 15 fobias mais comuns, a tripofobia também ganhou seu lugar. Essa curiosa fobia é definida como o medo dos buracos ou das figuras geométricas próximas.

12. Aracnofobia

O medo de aranhas é uma das fobias mais comuns em nossa sociedade. A aracnofobia é a fobia específica ligada a animais mais comum. Os sintomas típicos que as pessoas com aracnofobia apresentam diante da presença ou possibilidade de aranhas são a transpiração, aumento da frequência cardíaca e respiratória, tonturas e náuseas.

As 15 fobias mais comuns e sua definição - 12. Aracnofobia

13. Fobofobia

Esse tipo de medo é muito surpreendente, pois é definido como a fobia de ter uma fobia. É uma das 15 fobias mais comuns e uma das mais incapacitantes, pois as pessoas com fobofobia podem sentir uma forte angústia e ansiedade diante do menor perigo ou possibilidade deste.

14. Tanatofobia

Também conhecida como necrofobia, uma das fobias mais comuns é o medo exagerado da morte e de morrer. A tanatofobia também está ligada à hipocondria e deve ser tratada se observamos que nos impede de ter uma vida tranquila. No seguinte artigo, você encontrará mais informações sobre a tanatofobia ou medo de morrer.

15. Cinofobia

Para finalizar a lista de fobias mais comuns, encontramos a cinofobia. São os melhores amigos do homem, no entanto, existem pessoas que sofrem de cinofobia ou medo de cachorros. Este tipo de fobia geralmente é desencadeada por um evento traumático que produz essa resposta de medo.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a As 15 fobias mais comuns e sua definição, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Referências
  1. Meisel, V., Chellew, K., Ponsell, E., Ferreira, A., Bordas, L., & García-Banda, G. (2009). El efecto de los" payasos de hospital" en el malestar psicológico y las conductas desadaptativas de niños y niñas sometidos a cirugía menor. Psicothema, 21(4), 604-609.
Bibliografia
  • Caraveo-Anduaga, J. J., & Colmenares, E. (2000). Prevalencia de los trastornos de ansiedad fóbica en la población adulta de la ciudad de México. Salud mental, 23(5), 10-19.

Escrever comentário sobre As 15 fobias mais comuns e sua definição

O que lhe pareceu o artigo?

As 15 fobias mais comuns e sua definição
1 de 10
As 15 fobias mais comuns e sua definição

Voltar ao topo da página