menu
Partilhar

Escala de Katz: como se avalia e o que mede

 
Por Alejandro Garcia Mingrone. 4 janeiro 2024
Escala de Katz: como se avalia e o que mede

O aparecimento da doença pode afetar a capacidade de realizar as atividades diárias de forma independente, o que é valorizado pela sociedade. No entanto, fatores como envelhecimento, problemas de saúde e dificuldades físicas podem criar obstáculos à autonomia. Isso leva a consultas médicas sobre a possibilidade de viver sem dependência de aparelhos ou medicamentos. A pesquisa neste campo busca soluções. Avaliar objetivamente os indicadores de saúde é crucial para fornecer recursos que permitam uma vida tranquila. Por isso, foi desenvolvido um dispositivo que auxilia os profissionais de saúde a criar planos de ação específicos.

Neste artigo da Psicologia Online explicaremos Escala de Katz: como se avalia e o que mede.

Qual é a escala de Katz

A escala de Katz é um instrumento clínico utilizado para medir o grau de dependência de uma pessoa nas atividades da vida diária. Em termos mais concretos, permite-nos avaliar a necessidade de ajuda adicional para uma situação específica.

No entanto, é necessário esclarecer que a escala de Katz não possui uma perspectiva social que leve em conta os lugares que uma pessoa transita, portanto a sua utilização não se destina a avaliar a possibilidade de ter relações sociais de forma autônoma. Em contrapartida, o objetivo deste instrumento é considerar as capacidades físicas de uma pessoa para as atividades básicas que ela consegue realizar sozinha.

Para que serve a escala de Katz?

A escala de Katz é implementada em vários ambientes de pesquisa, embora a geriatria e a saúde sejam os mais comuns. Por isso seu uso é aplicado em idosos ou que sofrem de doenças orgânicas que comprometam o funcionamento das extremidades do corpo.

Abaixo detalhamos para que serve a escala de Katz:

  • Avaliação da independência funcional: a aplicação deste instrumento fornece uma visão geral do estado de saúde física de uma pessoa. Desta forma, é possível avaliar a sua capacidade de ação e resolução.
  • Monitoramento do estado de saúde: ao longo do tempo, a escala de Katz pode ser utilizada para corroborar melhorias ou deteriorações na pessoa afetada.
  • Intervenções para o cuidado: por meio dos resultados dos exames, os profissionais de saúde podem pactuar intervenções que tenham a finalidade de cuidar da pessoa.
  • Busca das necessidades de cuidado: tomando como referência os indicadores sinalizados pela escala de Katz, há possibilidades de implementação de recursos que atendam às necessidades de cada ser humano.
Escala de Katz: como se avalia e o que mede - Para que serve a escala de Katz?

Classificação da escala de Katz

Esta ferramenta clínica possui seis itens que correspondem a cada uma das áreas avaliadas. Nesta seção explicaremos a classificação da escala de Katz:

  • Alimentação: avalia-se a capacidade de se alimentar de forma dependente ou independente.
  • Tomar banho: representa a possibilidade de tomar banho com ou sem ajuda.
  • Mobilidade: envolve movimentos de um local para outro, tendo como referência a necessidade do uso de bengala, cadeira de rodas ou qualquer suporte.
  • Uso do banheiro: é levado em consideração se a pessoa pode fazer suas necessidades no banheiro com ou sem ajuda de terceiros.
  • Continência urinária e fecal: outro ponto levado em consideração está no controle esfincteriano. Ou seja, avalia-se se a pessoa consegue urinar e defecar em locais específicos.
  • Vestimenta: verifica a capacidade de vestir roupas e sapatos de forma independente ou com a ajuda de outra pessoa.

Como é avaliada a escala de Katz

Este recurso clínico apresenta alguns critérios específicos para o exame de pessoas. Dessa forma, surgem escalas com pontuações que são levadas em consideração para fazer um diagnóstico adequado de acordo com os itens avaliados. Nos próximos itens falaremos sobre como a escala de Katz é avaliada:

  • 0 pontos: a pessoa fica totalmente impossibilitada de realizar a atividade sem ajuda externa.
  • 1 ponto: existe a probabilidade de a pessoa realizar a atividade com ajuda parcial de terceiros. Contudo, a assistência é essencial.
  • 2 pontos: a atividade pode ser realizada de forma independente, embora com dificuldades físicas.
  • 3 pontos: A pessoa não necessita de ajuda.

Para obter uma avaliação abrangente na escala de Katz, são somadas as pontuações dos seis itens existentes. Com base na análise global, podem ser implementadas estratégias para apoiar a autonomia da pessoa, se necessário.

Escala de Katz: como se avalia e o que mede - Como é avaliada a escala de Katz

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Escala de Katz: como se avalia e o que mede, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia cognitiva.

Bibliografia
  • Agudelo García, E., Ayala Hincapié, ML, Ríos Idárraga, ML (2007). Caracterização da mobilidade dos idosos, segundo a escala de Katz, no centro de assistência ao idoso San José de Pereira. Revista Andina Research, 18 (11), 69-79.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Escala de Katz: como se avalia e o que mede
1 de 3
Escala de Katz: como se avalia e o que mede

Voltar ao topo da página