Partilhar

A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget

A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget

A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget foi um avanço na época ao colocar o ser humano como sujeito ativo em sua aprendizagem. Seu foco principal está em investigar o processo pelo qual as pessoas adquirem o conhecimento, não em o quanto adquirem.

No seguinte resumo de Psicologia-Online comentaremos sobre os aspectos mais importantes da teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget. De fato, falaremos sobre os quatro estágios evolutivos no desenvolvimento cognitivo, que são: sensório-motor, pré-operacional, operacional concreto e operacional formal.

Teoria da aprendizagem de Piaget

A teoria de Piaget introduziu um conceito revolucionário nas teorias de aprendizagem contemporâneas. Apresentou as crianças como agentes ativas da sua aprendizagem, que interagem com seu ambiente para interpretá-lo. Esta interação recíproca se dá de forma pré-determinada através de diversos estágios evolutivos, que irão se desenvolver progressivamente conforme o amadurecimento e interação da criança com seu ambiente. O interesse principal de Piaget concentrou-se em como as pessoas processam a informação ao longo de sua vida.

Teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget

O desenvolvimento cognitivo seria o processo pelo qual o ser humano obtém conhecimento, através de sua interação com o meio que o rodeia. Segundo a teoria de Piaget, este processo se dá através das várias etapas evolutivas que vão se sucedendo no ser humano, desde seu nascimento até a fase adulta.

Os princípios básicos que regem o desenvolvimento cognitivo e a evolução progressiva de um estágio até o outro são:

  • Organização e adaptação. De maneira inata, as pessoas organizam em mapas mentais a informação que recebem e, assim, adaptam-se às exigências do ambiente em que nos desenvolvemos.
  • Assimilação e acomodação. Moldamos a informação que recebemos para acomodá-la aos esquemas mentais do momento. Se ela diverge de nossos esquemas mentais atuais, os ajustamos para acomodarem a informação nova.
  • Mecanismos de desenvolvimento. Os mecanismos que condicionam o desenvolvimento cognitivo e a passagem pelos diferentes estágios, serão determinados pela maturação das estruturas físicas herdadas, pelas experiências físicas com o ambiente, pela transmissão social de informação e pela busca contínua de equilíbrio, que se dará através dos processos de assimilação e acomodação.

Os estágios do desenvolvimento cognitivo de Piaget

Piaget acreditava que o conhecimento evoluía no decorrer de uma série de estágios, diferentes qualitativa e quantitativamente, e que compartilham quatro características:

  • A sequência de aparição segue uma ordem fixa pré-determinada
  • Cada estágio apresenta uma estrutura de conjunto e um modo de funcionamento próprios
  • Os estágios são hierarquicamente inclusivos, isto é, cada estágio inclui os anteriores
  • A transição entre os estágios é gradual, não abrupta e apresenta uma grande variabilidade individual

As quatro etapas ou estágios que Piaget identificou são os seguintes:

Estágio sensório-motor (0-2 anos aprox.)

O bebê interage com seu entorno através dos sentidos e das ações motrizes que realiza através de seu corpo. A repetição dos reflexos inatos permite que ele interaja com seu corpo, inicialmente, e com o exterior, posteriormente, através dos sentidos e de ações concretas. Começa a criar os primeiros esquemas internos para estruturar os aprendizados que vai adquirindo do mundo que o rodeia.

Estágio pré-operacional (2-7 anos)

Nesta etapa inicia-se uma integração mental de todas as ações/reações realizadas no período anterior. Deste modo, começa a abstrair toda esta informação, criando esquemas mentais que permitem à criança ir desenvolvendo a linguagem e os jogos simbólicos (utilizando gestos, palavras, números e imagens). O egocentrismo segue presente nesta etapa, mas pouco a pouco vai evoluindo para uma abertura até o outro.

Estágio das operações concretas (7-11 anos)

Neste estágio os processos de racionalização tornam-se lógicos e podem ser aplicados para solucionar problemas concretos. Alguns dos processos cognitivos que se desenvolvem neste período são a seriação, o ordenamento mental de conjuntos e a classificação dos conceitos de casualidade, espaço, tempo e velocidade.

A nível social, as crianças já dispõem de desenvolvimento maduro o suficiente para interagir socialmente e são precisamente suas novas estruturas lógicas que permitem a elas solucionar problemas sociais concretos. O egocentrismo da etapa anterior, vai transformando-se em um comportamento cada vez mais empático.

Estágio das operações formais (a partir dos 11 anos)

De acordo com a teoria de Piaget, nesta etapa, que continua durante toda a vida adulta, os adolescentes já são capazes de realizar abstrações de problemas concretos e utilizá-los em racionalizações lógicas indutivas e dedutivas. Isto permite que eles desenvolvam, de maneira mais profunda, a percepção de si mesmos, dos outros e do mundo, o que os leva a se interessarem e desenvolver os valores morais.

Apesar das críticas feitas posteriormente à teoria de Piaget , e sem desconsiderá-las, vale ressaltar que ela gerou uma mudança de paradigma no que diz respeito à aprendizagem que as crianças têm de suas experiências de vida. Comparado com a passividade que era atribuída a elas, sendo modeladas unicamente através de sua relação com o ambiente ou condicionadas exclusivamente por seus atributos genéticos, Piaget introduziu um modelo inovador que integra ambas as influências.

Sua abordagem da criança como agente ativa de sua aprendizagem e a descrição de seus estágios iluminaram a pedagogia, que orientou boa parte das aplicações educativas realizadas a partir deste momento. Sendo assim, nunca devemos baixar a guarda; e revisar e repensar as teorias e aplicações são uma parte primordial do processo educativo para garantir a nossos filhos uma educação com cada vez mais qualidade.

A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget - Os estágios do desenvolvimento cognitivo de Piaget

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia cognitiva.

Bibliografia
  • Rafael Linares, Aurelia. Desenvolvimento cognitivo: As teorias de Piaget e Vigotsky. Módulo I del Máster en Paidopsiquiatría, disponível em: http://www.paidopsiquiatria.cat/archivos/teorias_desarrollo_cognitivo_07-09_m1.pdf

Escrever comentário sobre A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Ana Cláudia da Silva Almeida
Me interesso muito sobre esse artigo, pois sou formada em psicopedagogia e pretendo seguir a carreira

A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget
1 de 2
A teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget

Voltar ao topo da página