menu
Partilhar

Codependência emocional na relação: como se livrar dela

 
Por Equipe editorial. 25 dezembro 2021
Codependência emocional na relação: como se livrar dela

A codependência emocional foi pouco estudada e quase não aparece na literatura científica, por isso, é um tema escassamente conhecido na saúde mental. Neste artigo de Psicologia-Online, queremos nos aprofundar neste tema que está tão em alta na atualidade, e que é relacionado com problemáticas tão graves como a dependência de drogas e a violência machista. Veremos o que é a codependência emocional na relação, quais são os sintomas de uma pessoa codependente e como deixar de ser codependente emocional de seu/sua parceiro/a.

Também lhe pode interessar: Como fazer uma amiga se apaixonar por mim

O que é codependência emocional

A codependência emocional é um conceito que faz referência à necessidade afetiva incontrolável, e até mesmo patológica, que uma pessoa sente por outra. Este tipo de dependência geralmente é mais frequente nas relações de casal. Um dos membros do casal se organiza e se comporta em função as decisões de seu/a companheiro/a.

O codependente emocional se transforma em uma pessoa submissa que idealiza seu par, convertendo-o no foco de atenção de sua vida. Por outro lado, a outra pessoa adota o papel dominante, e é este desequilíbrio de papéis que debilita a relação. O desequilíbrio dá lugar a um círculo vicioso que provoca o aumento de poder do membro dominante e a diminuição da autoestima da pessoa codependente.

Características da codependência emocional

Como é uma pessoa codependente? As características das pessoas codependentes emocionais podem se classificar em três grupos: características relacionadas com o/a parceiro/a, características em nível interpessoal e características de personalidade.

  • No grupo de características relacionadas com o/a parceiro/a, destaca-se a necessidade extrema de estar com a pessoa, a tendência à exclusividade no relacionamento, a priorização e idealização do/a companheiro/a, a subordinação, relações passadas tóxicas e medo intenso do término.
  • Dentro do grupo de características em nível interpessoal, encontram-se a necessidade de agradar aos outros, a dificuldade para tomar decisões e a falta de habilidades sociais.
  • Por último, no grupo de características de personalidade, cabe ressaltar a baixa autoestima, o reduzido nível de satisfação pessoal, o medo excessivo da solidão e o estado de humor destrutivo. No seguinte artigo, você encontrará mais informações sobre a autoestima.

Estas manifestações podem desaguar no desenvolvimento de problemas como transtornos depressivos ou do comportamento alimentar, personalidade autodestrutiva, consumo de substâncias e/ou vítimas recorrentes de abuso sexual e físico.

Codependência emocional na relação: como se livrar dela - Características da codependência emocional

Causas da codependência emocional na relação

As principais causas potenciais da codependência emocional na relação são:

  • Relações afetivas insatisfatórias na infância e/ou adolescência.
  • Manutenção das relações afetivas não correspondidas.
  • Desenvolvimento de uma autoestima fictícia.
  • Fatores biológicos: dentro dos fatores biológicos cabe destacar o gênero feminino e o tipo de temperamento.
  • A manifestação de sintomas depressivos.
  • A cultura.
  • O histórico familiar.

Como diferenciar o amor da codependência emocional na relação

Como saber se tenho ou se meu/minha companheiro/a tem codependência emocional? Vejamos as diferenças entre uma relação sadia e uma relação com codependência:

  • As relações com codependência emocional e as relações baseadas no amor se diferenciam principalmente pelo fato de que as pessoas codependentes querem evitar a solidão e as pessoas que amam gostam da companhia da outra pessoa.
  • Também se diferenciam pelo fato de que nas relações de amor o casal se complementa e, por outro lado, nas relações codependentes a pessoa dependente é que se adapta à outra pessoa.
  • Sobre o tempo dos membros do casal, os casais que se amam compartilham tempo tanto juntos como separados, enquanto os casais codependentes unicamente querem fazer coisas na companhia um do outro. Esta diferença está estreitamente relacionada com a confiança no/a parceiro/a.
  • As relações de amor se baseiam no respeito mútuo e na confiança, já as relações com codependência emocional se centram no controle do/a companheiro/a a todo momento.
  • Quando uma relação se baseia no amor ambos os membros do casal são livres e em uma relação com codependência emocional, a pessoa age para agradar o outro, até mesmo pode se utilizar de manipulação para ficar com a outra pessoa.
Codependência emocional na relação: como se livrar dela - Como diferenciar o amor da codependência emocional na relação

Como superar a codependência emocional

As pessoas codependentes emocionais de seus/suas parceiros/as sentem que são incapazes de viver sem eles/as, por isso, é importante que adquiram ferramentas e habilidades sociais e de enfrentamento para que possam fazer frente à situação. Do mesmo modo, é imprescindível que trabalhem neles mesmos para poder fortalecer sua autoestima. Este processo não é fácil, mas é necessário para poder optar por relações mais saudáveis e simétricas.

Como se cura a codependência emocional? As dicas que podem facilitar tal processo são as seguintes:

  1. Aceitar a situação. É fundamental que sejamos conscientes do término para poder identificar o motivo do mesmo e aceitar o seu porquê, para poder se desvincular do/a parceiro/a e aprender com os erros para as futuras relações.
  2. Trabalhar em si mesmo. Esta dica é essencial para voltar a tornarmos protagonistas de nossas vidas, assim como, para dedicarmos a nosso cuidado pessoal e emocional. Isto favorecerá o incremento de nossa autoestima e a redução de inseguranças.
  3. Corrigir crenças errôneas. Este objetivo pode ser alcançado através da reestruturação cognitiva, técnica psicológica que permite modificar o conteúdo disfuncional de nossos pensamentos para transformá-los em crenças mais adequadas. Por exemplo, passar de pensar que nosso/a companheiro/a é o motor de nossa vida, a pensar que nosso/a companheiro é um mero acompanhante e não o protagonista.
  4. Aumentar o número de relações interpessoais. O fato de aumentar nosso círculo social facilita a desconexão do/a parceiro/a no nível de dependência. Visto que, contaremos com mais pessoas para nos apoiar e fazer planos.
  5. Desenvolver habilidades sociais. Esta dica se baseia em adquirir ferramentas para facilitar a sociabilização, o que é muito útil para ganhar confiança em nós mesmos. Aqui explicamos o que são habilidades sociais e damos uma lista delas com exemplos.
  6. Potencializar a autonomia. A autonomia é um requisito imprescindível para deixar para trás a codependência e nos sentirmos capazes para desenvolver qualquer atividade por conta própria. Além disso, o desenvolvimento de autonomia permite a realização de objetivos e, por consequência, a satisfação pessoal.
  7. Pedir ajuda psicológica. Esta última dica é essencial para poder trabalhar em um entorno seguro e controlado, contando com um profissional habilitado que conta com as competências necessárias para acompanhar à pessoa codependente em tal processo de recuperação e reestruturação cognitiva.

Neste artigo, você encontrará mais informações sobre Como superar a dependência emocional na relação.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Codependência emocional na relação: como se livrar dela, recomendamos que entre na nossa categoria de Sentimentos.

Bibliografia
  • AROCENA, F. A. L., & Ceballos, J. C. M. (2017). Dependencia emocional, consciencia del presente y estilos de comunicación en situaciones de conflicto con la pareja. Enseñanza e investigación en psicología, 22(1), 66-75. Disponível em: <https://www.redalyc.org/pdf/292/29251161006.pdf> Acesso em: 17 de dezembro de 2021.
  • CAÑETE, E. P., & Novas, F. P. (2012). Resolución de conflictos de pareja en adolescentes, sexismo y dependencia emocional. Quaderns de psicologia. International journal of psychology, 14(1), 45-60. Disponível em: <https://raco.cat/index.php/QuadernsPsicologia/article/view/254304> Acesso em: 17 de dezembro de 2021.
  • CASTELLÓ, J. (2000). Análisis del concepto dependencia emocional. In I Congreso Virtual de Psiquiatría (Vol. 5, No. 8). Disponível em: <http://www.robertexto.com/archivo8/depend_emocio.htm> Acesso em: 17 de dezembro de 2021.
  • DE LA VILLA-MORAL, María, Sirvent, Carlos, Ovejero, Anastasio, & Cuetos, Glenda. (2018). Emotional dependence on relationships and Artemis syndrome: explanatory model. Terapia psicológica, 36(3), 156-166. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.4067/S0718-48082018000300156> Acesso em: 17 de dezembro de 2021.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Codependência emocional na relação: como se livrar dela
1 de 3
Codependência emocional na relação: como se livrar dela

Voltar ao topo da página