Emoções

Como parar de se culpar

 
Marissa Glover
Por Marissa Glover, Psicóloga. 24 fevereiro 2023
Como parar de se culpar

Todas as pessoas já experimentaram, em algum momento da vida, o sentimento de culpa. Esse sentimento, apesar de ser bastante desconfortável e irritante, também costuma trazer consigo aspectos extremamente positivos se transformado em responsabilidade. Se não existissem as responsabilidades, existiria um enorme caos na sociedade, visto que provavelmente a maioria das pessoas estaria envolvida em ações potencialmente prejudiciais aos demais, inclusive para nós mesmos, as relações entre as pessoas seriam cada vez mais complicadas, entre outras consequências. É por este motivo que, se sabemos utilizar o sentimento de culpa de forma positiva, isso pode nos ajudar a sermos cada vez melhores, a seguirmos crescendo como pessoas e a melhorar nossas relações interpessoais.

No entanto, neste artigo vamos focar nesse sentimento de culpa constante que nos impede de viver tranquilamente e que, inclusive, faz com que nos sintamos culpados por tudo o que nos acontece, mesmo que não tenha motivo. Pois se você é uma pessoa que não consegue deixar de sentir culpa por tudo e gostaria de mudar essa situação, neste texto de Psicologia-Online: Como parar de se culpar, iremos oferecer uma série de conselhos que te ajudarão a eliminar esse sentimento de culpa que está apenas te prejudicando.

Também lhe pode interessar: Como lidar com a culpa
Índice
  1. Quando você se sente culpado por tudo: os principais motivos
  2. Como parar de se culpar em 5 passos
  3. Conselhos de como parar de se culpar

Quando você se sente culpado por tudo: os principais motivos

Existem muitas razões pelas quais uma pessoa pode chegar a experimentar o sentimento de culpa e se ver passando mal e sofrendo por isso. No entanto, entre as principais razões podemos destacar as seguintes:

  • Condicionamentos adquiridos desde a infância. Geralmente desde pequenos sempre nos é ensinado que devemos nos comportar bem e agir de uma determinada forma, senão estaremos deixando de fazer o "correto". Esses condicionamentos são determinados por questões morais ditas pela sociedade, pela religião, pelas crenças e nossos pais e/ou responsáveis, entre outros.
  • Necessidade de reconhecimento e aprovação. Desde pequenos costumamos realizar certas ações com a finalidade de ganhar aprovação de nossos pais, já que dessa forma nos sentimos mais queridos e aceitos. Tudo isso pode se ver refletido em algumas situações em nossa relação com outras pessoas, em que aparece aquele sentimento de aprovação que foi criado em nós desde criança.
  • Medo de nos sentir como "pessoas ruins". A maioria das pessoas começou a considerar que o fato de não se sentir culpada acaba a transformando em "pessoas ruins", por isso que a todo momento estão se sentindo culpadas.
  • Não nos responsabilizarmos por nossos próprios atos. Algumas pessoas preferem carregar por toda sua vida o sentimento de culpa ao invés de remediar o que fizeram em algum momento, visto que isso pode resultar para eles em um enorme sacrifício.
  • Pensar que merecemos nos sentir dessa forma. Muitas pessoas não conseguem se desprender do seu sentimento de culpa, já que realmente acreditam que deveriam estar sofrendo e se torturando a todo tempo pelo que fizeram.
  • Não respeitamos nossas regras ou as dos outros. Outro aspecto pelo qual costumamos nos sentir culpados por tudo é porque sentimos que não respeitamos nossos limites ou regras pessoais que havíamos proposto. Também podemos nos sentir culpados por não termos respeitado os limites das outras pessoas.
Como parar de se culpar - Quando você se sente culpado por tudo: os principais motivos

Como parar de se culpar em 5 passos

  1. Identifique se a culpa que você sente é positiva ou negativa. Lembre-se que a culpa positiva é aquele que te convida a melhorar, já que caso as coisas possam ser resolvidas, elas serão, e caso não, você irá aprender com essa situação e teremos uma nova experiência que nos ajudará a crescer. A culpa negativa é aquela que se encarrega de nos torturar dia a dia e que não nos deixa espaço para obter um novo aprendizado que a vida está nos deixando.
  2. Consequências que trazem consigo a culpa. Reflita sobre as consequências que chegaram em sua vida com o fato de se sentir culpado. Por exemplo, entre as consequências mais comuns, estão viver preocupado e inclusive estressado por estar pensando constantemente naquilo que aconteceu e que já não se pode consertar, se castigar e sentir que você não merece nada de bom em sua vida, tortura a si próprio, não consegue conciliar o sono, entre outras.
  3. Para que continuar se culpando? Faça uma reflexão sobre o motivo pelo qual você continuando culpando a si mesmo(a), para isso você pode considerar as seguintes perguntas: isso vai te ajudar a melhorar? Isso vai trazer soluções para a situação? Se você se culpa, você se sente uma pessoa melhor? Entre outras.
  4. O que aconteceria se você deixasse de sentir culpa? Imagine o que aconteceria se você deixasse de lado a culpa negativa, aceitasse exclusivamente a culpa positiva e vivesse mais tranquilo sem ficar se torturando continuamente. Pense sobre como seria sua vida e no que você gostaria de mudá-la. Feche os olhos e se imagine por uns minutos se sentindo livre, sem culpa, tendo um novo aprendizado de cada situação pela qual você sempre se culpou.
  5. Aprenda a perdoar. Você está pronto para perdoar? O perdão sobre si mesmo é essencial em qualquer processo de recuperação. Para isso, recomendo fortemente escrever uma lista de todas as coisas pelas quais você tem se culpado e finalmente exponha que perdoou a si mesmo. Por exemplo, você pode colocar: me perdoo por (a situação pela qual você precisa se perdoar), a razão pela qual você está fazendo isso e como você se sente tranquila agora depois de perdoá-lo e liberado daquele ambiente que estava fazendo mal para ele mesmo.

Conselhos de como parar de se culpar

Deixe de se autocriticar

Às vezes, as pessoas criticam a si próprias de forma exagerada, inclusiva de forma impiedosa, na qual resulta que a culpa que possamos sentir em normalmente será potencializada ao dobro e exagerando o que realmente é. É preciso aprender a ser mais piedosos com nós mesmos e, se vamos criticar, que seja de uma forma construtiva e não destrutiva. É importante respirarmos e aumentar nosso amor-próprio.

Todos cometemos erros

Quando nos sentimos culpados, podemos chegar a sentir que somos as únicas pessoas no mundo que já cometemos algum erro e como se isso fosse o pior que nos pode acontecer. Como você sabe, a realidade é que todos e cada um de nós cometemos erros e vamos seguir cometendo, é algo que temos que aceitar. Os erros, se consideramos como deveríamos fazer, eles nos ajudam a seguir nos desenvolvendo como pessoas e nos impulsionam a sermos cada vez melhores.

Existem situações que não podemos evitar

Outra coisa que devemos aceitar é que não podemos ter o controle de tudo. De fato carecemos do controle da maioria das situações que acontecem na vida. Um exemplo que é muito comum neste tipo de casos é que algumas pessoas tendem a se culpas por coisas como a morte de um ente querido, em que sentimos que poderíamos ter feito algo porque não aconteceu. No entanto, não é assim e temos que aprender a nos perdoar.

Ofereça ajuda a si mesmo

Caso você tenha cometido um erro e de forma voluntária ou involuntária você tenha prejudicado outra pessoa, talvez você não consiga consertá-lo. No entanto, existem muitas outras coisas que podem ser feitar para melhorá-lo, por exemplo, mudar de atitude com essa pessoa, ajudá-la no que você possa, em poucas palavras, demonstrá-la seu sincero arrependimento por meio de suas ações.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como parar de se culpar, recomendamos que entre na nossa categoria de Emoções.

Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 2
Como parar de se culpar