Partilhar

Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções

 
Por Marissa Glover, Psicóloga. Atualizado: 26 abril 2019
Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções

O conceito de complexo de Édipo se usa para fazer referência a uma fase normal e fundamental no desenvolvimento psicológico de um menino com base no forte apego à sua figura materna. No entanto, se o complexo de Édipo de mantém até chegar à idade adulta, pode se tornar um problema.

Neste artigo de Psicologia-Online, falaremos sobre o complexo de Édipo mal resolvido: sintomas, soluções e consequências e analisaremos em detalhe em que consiste este transtorno, quais são os sintomas em adultos que sofrem dele, as consequências do mesmo e como superá-lo.

Também lhe pode interessar: Complexo de Electra: o que é e como resolver

O que é complexo de Édipo: a teoria de Freud

Antes de falar sobre o complexo de Édipo mal resolvido e quais os seus sintomas, é importante definir o que significa este conceito. O complexo de Édipo foi criado pelo padre da psicanálise Sigmund Freud, que usou um mito grego para explicá-lo. Resumidamente, definimos este fenômeno como o afeto e vínculo profundos com a mãe combinados com um sentimento de rivalidade com o pai.

O complexo de Édipo: o mito grego e o transtorno psicológico

De acordo com a mitologia grega, o Rei Laio foi avisado por um oráculo que, quando fosse adulto, o seu filho o mataria. Por esse motivo, quando o menino nasceu, o pai decidiu atar os seus pés e abandoná-lo em um montanha para morrer, algo que não aconteceu por algum motivo desconhecido. Algum tempo depois, Édipo - o filho do rei . regressou a Tebas e cumpriu a profecia, matando o seu pai e ocupando o posto dele, casando com a própria mãe sem saber.

De acordo com esta etapa do desenvolvimento da personalidade dos meninos, eles começam a desenvolver um amor e ternura peculiares pela mãe e a ver o pai como um rival por ele estar ocupando o lugar desejado. Isso ocorre entre os 3 e os 7 anos, provocando que o menino sinta rejeição em relação ao pai do mesmo sexo (o que é perfeitamente normal nessa fase) e se supera quando a criança consegue se identificar com o pai, eliminado esse desejo pela mãe.

O complexo de Édipo negativo

No entanto, existem pessoas que não são capazes de superar esta etapa do desenvolvimento e chegam aos 30 ou mais anos estancados nessa fase da sua vida. Nesse momento, o complexo ou síndrome de Édipo torna-se patológico e requer tratamento.

Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções - O que é complexo de Édipo: a teoria de Freud

Complexo de Édipo e Electra

Assim como no complexo de Édipo, também existem casos de "complexo de Édipo feminino" mal resolvido.

É interessante comentar que existe uma variante do complexo de Édipo em mulheres: o complexo de Electra. Este último foi elaborado por Carl Gustav Jung e também tem como base a mitologia clássica. É definido da seguinte forma:

As mulheres adultas com complexo de electra se caracterizam por desenvolver um vínculo afetivo forte com o seu pai, semelhante à atração romântica. Essas mulheres possuem fortes conflitos com as próprias mães, uma vez que as veem como suas rivais.

Se você quiser saber mais sobre esse fenômeno, te recomendamos ler o seguinte artigo de Psicologia-Online: "Complexo de Electra - o que é e como resolver".

Sintomas do complexo de Édipo mal resolvido

Quando o homem adulto não consegue superar esta etapa normal do desenvolvimento e fica preso na mesma, aparece uma série de sintomas comportamentais e psicológicos característicos que identificam o transtorno.

Alguns dos sintomas do complexo de Édipo mal resolvido mais comuns são os seguintes:

  • Proximidade excessiva com a mãe (falam diariamente por telefone, admiram a mãe exageradamente, colocam-na como prioridade na frente de tudo, incluindo a esposa ou namorada)
  • Pedir frequentemente o conselho e o consentimento da mãe para tomar as próprias decisões
  • Em alguns casos, chega a existir impotência sexual devido aos desejos sexuais inconscientes e reprimidos pela mãe cada vez que existe excitação sexual.
  • Maior propensão a ter relações amorosas destinadas a fracassar.
  • Maior probabilidade de se apaixonarem por pessoas impossíveis.
  • Possível dependência econômica em relação à mãe.
  • Costumam trocar de parceira constantemente, já que nunca se sentem concretizados. Isso acontece por terem dificuldade em combinar a ternura e o amor com o desejo sexual. Ou seja, não podem ver a esposa como companheira e amante em simultâneo.
  • Revelam uma dificuldade para ter relações amorosas estáveis.
  • Tendem a se interessar sentimentalmente por pessoas mais velhas
  • Podem ter medo de relacionar-se com outra pessoa de forma íntima
Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções - Sintomas do complexo de Édipo mal resolvido

Consequências do complexo de Édipo mal resolvido

O fato de um adulto não ter conseguido superar esta etapa na infância ou na adolescência pode trazer consigo uma série de repercussões psíquicas que impedem a pessoa de levar uma vida normal e satisfatória. Estas repercussões afetam uma ou mais áreas da vida da pessoa e algumas podem ser descritas dessa forma:

  • Terá sérias dificuldades para amadurecer psicologicamente e desenvolver o seu próprio caráter, uma vez que depende da opinião da mãe quase na totalidade.
  • Terá mais dificuldade em ser autossuficiente por não ser economicamente independente.
  • Experienciará sentimentos de frustração constantes devido à dificuldade em manter uma relação estável em casal.
  • É mais propenso a ter conflitos no relacionamento.
  • Dificuldades em alcançar seus próprios objetivos de vida.

Todas essas situações estão vinculadas a sofrer de uma grave instabilidade emocional e falta de maturidade emocional, psicológica e sexual.

Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções - Consequências do complexo de Édipo mal resolvido

Complexo de Édipo mal resolvido: solução e tratamento

O complexo de Édipo pode ser solucionado, independentemente da idade da pessoa. No entanto, devemos ter consciência de que, se está muito enraizado, não será tão fácil, mas com motivação e força de vontade suficientes pode ser tratado. Alguns conselhos úteis para saber como lidar com o complexo de Édipo mal resolvido são os que detalhamos em seguida:

Reconhecer o problema

O passo mais importante para conseguir superar este transtorno é que o adulto com complexo de Édipo reconheça que sofre do problema. Por que é tão importante? Porque não é possível superar algo que não se reconhece em nós mesmos. É essencial reconhecer e tomar consciência do que está acontecendo e de como está afetando a vida diária, uma vez que isso é vital para encontrar a motivação e força de vontade para resolvê-lo.

"Soltar" os privilégios de ser criança

Seguramente existe uma resistência a "crescer" graças ao medo a tomar as rédeas da própria vida e tornar-se responsável de si mesmo, o que neste caso nunca foi permitido pela mãe. No entanto, já na fase adulta, é necessário fazer algo para desligar-se desse papel de criança e começar a tomar as suas próprias decisões. Como consegui-lo e lidar com o complexo de Édipo mal resolvido?

Você pode começar por identificar o que realmente deseja, sem se preocupar com o que a sua mãe opina sobre o assunto, e executá-lo. Outra questão muito importante é deixar de dar prioridade à mãe sobre todas as outras coisas, sobretudo quando se estabelecem relações sentimentais nas quais a companheira passa a ser prioridade. Além disso, moderar as visitas e chamadas por telefone com a mãe, tratar de ser independente economicamente e, sobretudo, não ter medo de não obter sempre a aprovação da progenitora.

Não esqueça que é necessário cortar o cordão de dependência emocional e/ou econômica e aceitar a partida para conseguir ser um adulto maduro e independente.

Consulte um profissional

Se você nota que o problema persiste, que está afetando um ou mais aspetos da sua vida, sente que não pode combatê-lo sozinho e/ou simplesmente gostaria de ter ajuda externa para superá-lo, é necessário que consulte um psicólogo para que ele te ofereça as ferramentas necessárias para enfrentar o problema e te apoiar durante todo o processo.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário sobre Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções

O que lhe pareceu o artigo?

Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções
1 de 4
Complexo de Édipo mal resolvido: sintomas e soluções

Voltar ao topo da página