Psicologia clínica

Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar

 
Alejandro Garcia Mingrone
Por Alejandro Garcia Mingrone. 10 fevereiro 2023
Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar

As experiências que vivemos muitas vezes têm efeitos extremamente poderosos no corpo. Diante das adversidades que ocorrem no cotidiano, podem surgir condições que afetam o corpo e se confundem com desconfortos corporais. Quando isso acontece, podem surgir dúvidas persistentes, como por exemplo, uma dor corporal pode ter uma base biológica? Por que sinto dor se não há origem orgânica? Apesar de a medicina não dar a resposta que inicialmente se esperaria a estas questões, a verdade é que podem ocorrer alguns eventos adversos que têm consequências para a nossa saúde mental. Nesse sentido, existe um tipo de mal-estar diretamente relacionado à saúde mental que afeta um setor específico do corpo humano: a costocondrite.

Neste artigo da Psicologia-Online falaremos sobre Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar.

Também lhe pode interessar: O que é transtorno de ansiedade social
Índice
  1. O que é a costocondrite por ansiedade
  2. Sintomas da costocondrite por ansiedade
  3. Causas da costocondrite por ansiedade
  4. Quanto dura a costocondrite por ansiedade
  5. Tratamento da costocondrite por ansiedade

O que é a costocondrite por ansiedade

A costocondrite por ansiedade ou síndrome de Tietze corresponde a um tipo de doença que afeta o tórax e que pode se espalhar tanto nas costas quanto no peito de uma pessoa. Ao contrário de uma condição médica de origem biológica, a costocondrite de ansiedade está ligada a fatores que causam estresse, nervosismo ou outras emoções que dão origem a esse tipo de condição.

Uma das qualidades que se destaca nesse quadro é a intensidade dos sintomas, que podem desencadear sérias complicações no desenvolvimento das atividades diárias.

Sintomas da costocondrite por ansiedade

Essa condição apresenta alguns sinais que podem se refletir nas ações, comportamentos e emoções de uma pessoa. A seguir, veremos os sintomas da costocondrite por ansiedade:

  • Dores pontiagudas no peito.
  • Desconforto físico após exposição a momentos de ansiedade, estresse, nervosismo ou raiva.
  • Aperto no peito. Aqui você encontrará mais informações sobre a Dor no peito por ansiedade: sintomas, causas e tratamento.
  • Queimação.
  • Dormência.
  • Tensão muscular.
  • Contrações musculares.

Apesar de apresentar alguns dos sintomas descritos, é importante esclarecer que a presença isolada de algum deles não representa necessariamente um quadro de costocondrite por ansiedade. Por isso, é fundamental que o diagnóstico seja feito por um profissional especializado em saúde mental.

Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar - Sintomas da costocondrite por ansiedade

Causas da costocondrite por ansiedade

A origem de um problema é um aspecto fundamental para detectar possíveis complicações. É fundamental conhecer essas informações para dispor de ferramentas que permitam sua elaboração.

A seguir, mostraremos as possíveis causas da costocondrite por ansiedade:

  • Lesões: Lesões causadas por golpes podem ter um efeito negativo na saúde física e mental. Entre as situações mais comuns estão os acidentes de trânsito ou colisões esportivas, entre outras.
  • Doenças respiratórias: infecções bacterianas e virais causam uma diminuição nas defesas do sistema imunológico. Quando isso ocorre, a excitação que ocorre no sistema nervoso central resulta em altos níveis de ansiedade que afetam a pessoa.
  • Estresse: momentos do cotidiano vividos com estresse podem se manifestar por meio de condições corporais como a costocondrite por ansiedade.

Se quiser saber mais sobre o assunto, no artigo a seguir você encontrará mais informações sobre os Efeitos da ansiedade no corpo.

Quanto dura a costocondrite por ansiedade

Embora não seja possível determinar uma duração única dos sintomas envolvidos, existem alguns critérios que permitem localizar um período de tempo estimado. Geralmente, em casos leves, a costocondrite de ansiedade geralmente desaparece após alguns dias.

No entanto, é preciso levar em conta a particularidade de cada caso para oferecer acompanhamento de acordo com o estado e intensidade dos sintomas da pessoa. Em situações mais graves, pode ser necessário abordar a condição de forma abrangente porque a duração será maior.

Tratamento da costocondrite por ansiedade

Apesar das complicações que a costocondrite por ansiedade pode desencadear, existem alguns métodos eficazes que permitem melhorar a saúde física e mental. A seguir te explicamos os principais tratamentos da costocondrite por ansiedade:

Terapia psicológica

A terapia psicológica é um espaço que convida à reflexão de situações problemáticas a partir da construção de ferramentas específicas. Neste sentido, existem terapias de curta duração que colocam o foco de atenção nas emoções, pensamentos e comportamentos que causam os sintomas deste quadro com o objetivo de modificar hábitos e crenças para reduzir a ansiedade.

Por outro lado, as terapias de longa duração tentam situar a origem dos conflitos através da lembrança de situações traumáticas da infância. A partir disto, é possível adotar outras soluções diante de situações de ansiedade ou estresse.

Medicação psiquiátrica

Em casos que exibem uma gravidade considerável que coloca em risco atividade comuns, a administração de ansiolíticos pode ser uma opção viável. Estes fármacos atuam sobre a química do cérebro e produzem um relaxamento corporal.

No entanto, é fundamental que este tratamento seja supervisionado por um profissional da saúde mental.

Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar - Tratamento da costocondrite por ansiedade

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • Cid, J., De Andrés, J., Díaz, L., Parra, M., Leal, F. (2005). Dolor torácico crónico. Revista de la Sociedad Española del Dolor, 12 (7), 436-454.
  • González, D., Sánchez Cortázar, J., De Guadalupe Gómez Pérez, M. (2022). Síndrome de Tietze. Revista Medigraphic, 20 (2), 199-200.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
Costocondrite e ansiedade: sintomas e como curar