Partilhar

Estilos de liderança segundo Goleman

 
Por Júlia Puigbó Vivas, Psicóloga. 13 novembro 2020
Estilos de liderança segundo Goleman

O fenômeno da liderança refere-se à influência de uma pessoa (líder) sobre os demais membros do grupo. De acordo com o American Heritage Dictionary, liderança é “o conhecimento, as atitudes e os comportamentos utilizados para influenciar as pessoas para conseguir a missão desejada.”

Neste artigo de Psicologia-online, identificamos as características de um líder. Conhecer os estilos de liderança segundo Daniel Goleman é essencial para saber quem são os melhores líderes e conhecer alguns traços que podem favorecer uma boa liderança.

Diferenças entre líder e chefe: os modelos de liderança

Um chefe pode levar o sucesso para o lado pessoal, impor sua posição e opinião e, muitas vezes, inspirar medo. Por outro lado, um líder compartilha o sucesso com sua equipe, ouve, gera entusiasmo e inspira para melhorar. Poderíamos dizer que o líder tem uma equipe de trabalho que são seus seguidores, enquanto que o diretor tem funcionários subordinados.

Estilos de liderança segundo Goleman - Diferenças entre líder e chefe: os modelos de liderança

Estilos de liderança segundo Daniel Goleman

Uma das contribuições mais interessantes para a teoria da liderança foi desenvolvida pelo conhecido psicólogo estadunidense e professor de Harvard, Daniel Goleman. A seguir estão os 6 tipos de liderança segundo Goleman:

1. Liderança coercitivo

“Faça o que eu digo”

O líder ordena e manda. Busca o cumprimento imediato das tarefas através de instruções precisas. Ninguém pode o questionar e tampouco dar opiniões. Recomenda-se que seja utilizado apenas quando for imprescindível, pois à longo prazo este estilo quebra o ambiente de trabalho e é negativo para o alcance dos objetivos da empresa, pois os trabalhadores se desmotivam, não colaboram, deixam de transmitir ideias por medo de serem rejeitados, etc.

Funciona bem em situações de crise, quando a reação imediata é um fator determinante ou com trabalhadores problemáticos com os quais tudo já fracassou.

2. Estilo orientativo

“Vem comigo”

O líder orientativo é um visionário; tem uma visão clara de longo prazo e com seu entusiasmo mobiliza as pessoas para essa visão. A liderança orientativa gera um grande compromisso com os objetivos e estratégia da organização. Esse estilo melhora o ambiente de trabalho. As regras para o sucesso estão postas sobre a mesa igualmente para todos, dando-lhes a liberdade de experimentar e inovar.

Geralmente funciona bem na maioria das situações, embora falhe se a equipe for composta por especialistas que possuem mais experiência que o líder. Gera uma grande capacidade de motivação.

3. Estilo afiliado

“As pessoas vêm primeiro”

Esse estilo de liderança gira em torno das pessoas. Se esforça para que a relação entre as pessoas seja harmoniosa. Suas emoções estão acima das tarefas e dos objetivos. Os funcionários têm liberdade para fazer seu trabalho da maneira que considerem mais eficaz.

É um tipo de liderança adequado se pretende construir harmonia na equipe, melhorar a comunicação, quando a equipe é nova ou quando tem de os motivar durante situações de alto estresse. Em contraste, pode dar a impressão de que se tolera um rendimento baixo. Deverá ser combinada com outros estilos, como o estilo orientativo.

4. Estilo democrático

“O que você acha?

Os trabalhadores têm voz e voto nas decisões, aumentando assim a flexibilidade e a responsabilidade. O líder participativo busca sempre a tomada de decisões por consenso, as pessoas que estão em um sistema democrático tendem a ser muito realistas sobre o que pode ou não ser alcançado.

Esse tipo de liderança empresarial funciona muito bem quando o líder não está seguro sobre a melhor decisão a tomar ou quando precisa gerar ideias novas para alcançar os objetivos. Esse estilo perde seu sentido quando os funcionários não possuem formação ou não possuem informações suficientes para fornecer opiniões válidas.

5. Estilo exemplar

“Faça o que eu espero sem que precise lhe dizer

O líder define padrões muito elevados de rendimento, definindo diretrizes muito específicas. As regras de trabalho geralmente são claras para o líder, mas ele não as explica claramente, em vez disso, espera que as pessoas saibam o que devem fazer. Muitos funcionários se sentem sobrecarregados pelas demandas de excelência do líder que define as diretrizes. A flexibilidade e a responsabilidade não existem e o trabalho é focado nas tarefas e passa a ser muito rotineiro. Se o líder se ausenta, as pessoas se sentem sem direção, pois estão acostumados com o líder estabelecendo as regras.

O estilo exemplar deveria ser utilizado raramente, pois destrói o clima de uma equipe. Pode ser útil quando temos um grande especialista na área e buscamos aprender imitando sua maneira de trabalhar.

6. Estilo Formativo

“Tente …”

O principal objetivo desse estilo de liderança segundo Goleman é o desenvolvimento do talento das pessoas. Contribuem para que os funcionários identifiquem seus pontos fortes, fracos e aspirações profissionais, ajudando a estabelecer metas de desenvolvimento. Esses líderes atribuem tarefas desafiadoras para seus funcionários e estão dispostos a suportar o fracasso de curto prazo, pois se concentram principalmente no desenvolvimento pessoal. Isso os motiva a tomarem iniciativas e gerar um ambiente de crescimento conjunto. Essa liderança funciona bem se os funcionários estão cientes de suas fraquezas e desejam melhorar seu rendimento. Faz pouco sentido se, por qualquer motivo, os mesmos são resistentes a aprender ou a melhorar..

Estilos de liderança segundo Goleman - Estilos de liderança segundo Daniel Goleman

Traços que favorecem uma boa liderança

Você quer saber como ser um bom líder? Agora que você já conhece os estilos de liderança segundo Goleman, oferecemos essa lista de traços que favorecem uma boa liderança:

  • Inteligência emocional: definimos a inteligência emocional como a sensibilidade para perceber o estado de humor e clima geral do grupo.
  • Autoconfiança: não depender da aprovação dos outros.
  • Aceitar as próprias limitações: conhecer e respeitar as próprias limitações e dos outros.
  • Conter e adiar a ação: priorizar a reflexão sobre os impulsos, adiar decisões. Cultivar uma visão estratégica.
  • Modéstia: aprender com as críticas dos outros.
  • Generosidade: aplicar especialmente quando houver problemas, evitar culpar os outros.
Estilos de liderança segundo Goleman - Traços que favorecem uma boa liderança

O que é ser um bom líder de acordo com Goleman?

Goleman afirma que os melhores líderes não utilizam um único tipo de liderança. A eficiência de um líder está em ter a capacidade de mudar com flexibilidade de um estilo para outro de acordo com as circunstâncias.

Na prática, cada um dos seis estilos tem seu próprio lugar. Goleman enfatiza que o clima e situação empresarial está em constante movimento, portanto, um líder deve saber quando exercer com um tipo de liderança ou outro, para uma maior eficiência.

No entanto, poderíamos dizer que os líderes que dominam quatro ou mais estilos – principalmente o orientativo, o democrático, o afiliativo e o formativo – possuem o melhor clima e desempenho de negócios. Promovem o desenvolvimento das capacidades dos profissionais e a geração de comprometimento. Por outro lado, devemos ter em mente que podemos ser agradáveis e estar comprometidos, mas se não atingirmos os objetivos, não seremos líderes.

Embora não tenhamos pessoas sobre nossa responsabilidade, conhecer os diferentes estilos de liderança pode ser útil para grupos de trabalho, grupos de amigos e até mesmo para seus relacionamentos pessoais.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Estilos de liderança segundo Goleman, recomendamos que entre na nossa categoria de Gestão e organização empresarial.

Bibliografia
  • Goleman, D. (2005). Liderazgo que obtiene resultados. Harvard Business Review, 11, 109-122.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Estilos de liderança segundo Goleman
1 de 4
Estilos de liderança segundo Goleman

Voltar ao topo da página